Brasil

Além dos gols: entenda por que Luciano é peça-chave no São Paulo de Zubeldía

Luis Zubeldía assistiu a um compacto de gols marcados por Luciano para fazer o camisa 10 render mais

Basta olhar para os números de Luciano ano após ano com a camisa do São Paulo para saber que os dois gols marcados no triunfo por 3 a 1 sobre o Vitória, no último domingo (5), no Barradão, pelo Campeonato Brasileiro, não são casualidade. Artilheiro da equipe em 2023, o camisa 10 é de novo o goleador do Tricolor em 2024 — já balançou as redes sete vezes. Mas Luis Zubeldía foi muito além das estatísticas para transformar o atacante em peça-chave em sua equipe para a sequência da temporada.

Com tempo escasso para trabalhos em campo em meio a uma maratona de jogos fora de casa, o treinador faz o que pode para entender as características que tem à disposição e se adaptar o mais rápido possível ao elenco. Além do dia a dia de treinamentos, Zubeldía solicitou a sua comissão técnica que preparasse um compacto com todos os gols marcados por Luciano em 2023.

A partir da análise deste material, o treinador percebeu que o camisa 10 é uma peça-chave para equipe, com um papel que vai bem além de terminar as jogadas, seja com gols ou assistências. Por sua movimentação constante para ocupar espaços na entrada e dentro da área, Luciano é importante para ajudar o São Paulo a circular a bola próximo à meta do adversário e aparecer como ameaça à defesa rival.

— Se você olha os gols de Luciano em 2023… Ontem (sábado), eu tive a possibilidade de fazer um compacto e ver junto com meu estafe os gols de Luciano em 2023. Porque eu conheço os jogadores, mas às vezes eu preciso lembrar com imagens. E se você olha os gols de Luciano em 2023 e anos anteriores, também pode se dar conta de que o que fez hoje (domingo) não é uma casualidade. Por isso era muito importante, em um processo de circulação de bola, ocupar os espaços, ter como ameaça sempre o Luciano. E o Calleri em situações de mano a mano ou entre adversários. Cada cruzamento era muito importante ocupar bem os espaços, porque é muito difícil marcar jogadores. E nós, nessa área, tínhamos dois jogadores permanentemente como ameaça. Então, é tratar de aproveitar as características que tenho — explicou Zubeldía após a partida.

Luciano ultrapassou França em 2024

Sob o comando de Thiago Carpini, Luciano até perdeu o posto de titular absoluto, hoje recuperado com Zubeldía. Mas o fato é que mesmo assim, ele já vivia uma temporada especial com a camisa do São Paulo. Em 2024, o atacante marcou seu gol de número 70 pelo clube que defende desde 2020, e do qual não pensa em sair, na vitória por 3 a 2 sobre o Ituanopelo Campeonato Paulista. Assim, o camisa 10 ultrapassou ninguém menos do que França para se tornar o terceiro maior artilheiro do Tricolor no século XXI.

E vieram mais quatro gols desde então. Com os dois marcados no Barradão, Luciano chegou a 74 gols com a camisa do São Paulo. Mas agora o caminho para subir mais posições é árduo. Isso, porque Luis Fabiano lidera o ranking com 212 gols, seguido por Rogério Ceni, com 112. E Calleri também está forte na disputa, em quinto, com 68 gols.

Top-5 artilheiros do São Paulo no século XXI:

  1. Luis Fabiano – 212 gols
  2. Rogério Ceni – 112 gols
  3. Luciano – 74 gols
  4. França – 69 gols
  5. Calleri – 68 gols

Chegada de Zubeldía muda status de Luciano no elenco

Com Zubeldía, Luciano deixa para trás um cenário que era recorrente com os dois últimos treinadores. Tanto com Dorival Júnior quanto com Thiago Carpini, o camisa 10 se manteve decisivo, mesmo sem ser considerado um titular absoluto. No ano passado, o atacante perdeu a titularidade da equipe com a chegada de Lucas Moura no segundo semestre. Na reserva do Tricolor, o atacante realmente parecia realmente prestes a sair do clube. Mas ele retomou seu protagonismo, encerrou a temporada como artilheiro e jogador que mais participou de gols em todo o elenco. O que era a crônica de uma saída anunciada virou renovação assinada até o final de 2026.

Em 2023, Dorival costumava elogiar o jogador frequentemente nas entrevistas coletivas por sua entrega e contribuição mesmo quando não estava em campo. Isso se repetiu com Thiago Carpini. O atacante voltou a alternar partidas como titular e outras como opção no banco de reservas. Mesmo assim, conquistou o treinador por sua postura no dia a dia de trabalhos e também na preparação para as partidas.

Os próximos três jogos do São Paulo

  • Cobresal-CHI x São Paulo — Libertadores — quarta-feira, 8 de maio, às 21h30 (horário de Brasília) — Transmissão: TV Globo (TV aberta) e Paramount + (streaming)
  • São Paulo x Fluminense — Brasileirão — segunda-feira, 13 de maio, às 19h (horário de Brasília) — Transmissão: Premiere (TV por assinatura)
  • São Paulo x Barcelona-EQU — Libertadores — quinta-feira, 16 de maio, às 21h (horário de Brasília) — Transmissão: ESPN (TV fechada) e Star + (streaming)
Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo