Brasileirão Série A

Zubeldía valoriza triunfo no Barradão e explica ausência de James Rodríguez

Técnico argentino decidiu não levar James Rodríguez para jogo contra o Vitória; meia colombiano está recuperado de dores musculares

O São Paulo bateu o Vitória por 3 a 1, neste domingo (5), fora de casa, e manteve a invencibilidade sob o comando de Luis Zubeldía. Antes da bola rolar, a ausência de James Rodríguez na lista de relacionados chamou a atenção. O meio-campista colombiano, recuperado de dores musculares que o tiraram do triunfo por 3 a 1 sobre o Águia de Marabá na última quinta-feira (2), sequer esteve com a delegação no Barradão.

Após a partida, Zubeldía concedeu entrevista coletiva e explicou por que não levou James Rodríguez para a partida, válida pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

— Eu tomo decisões em relação ao que vejo e para isso estou aqui, para tomar decisões. Se não está o James, é porque considero que tem que estar outros companheiros. (…) Tenho clara qual é a minha profissão e tenho clara qual é a minha responsabilidade. Um treinador vive tomando decisões, e tratamos junto com o meu estafe que essas decisões sempre sejam em favor do grupo e que sejam, em sua maioria, positivas — disse Zubeldía, antes de concluir sobre o tema:

— O treinador vai ser julgado pelo resultado final, não é? Mas há algo que eu aprendi em 15 anos de profissão, que sempre as decisões vão estar em função do que vejo e em função do conjunto. Então, todos estão considerados, mas ao final do dia ou antes dos jogos, tenho que tomar decisões.

Zubeldía justifica escolha por Luciano, melhor em campo no Barradão

O São Paulo foi a campo com um esquema de três zagueiros. Na frente, Luciano foi o escolhido por Zubeldía para formar o ataque ao lado de Calleri. A estratégia deu muito certo. Autor de dois gols e melhor jogador da partida, o camisa 10 comandou o triunfo tricolor. Questionado sobre a opção por Luciano, o treinador argentino revelou ter assistido a lances e tentos do artilheiro para definir onde o utilizaria na escalação.

— Se você olha os gols de Luciano em 2023… Ontem eu tive a possibilidade de fazer um compacto e ver junto com meu estafe os gols de Luciano em 2023. Porque eu conheço os jogadores, mas às vezes eu preciso lembrar com imagens. E se você olha os gols de Luciano em 2023 e anos anteriores também, pode se dar conta de que o que fez hoje não é uma casualidade. Não é uma casualidade. Por isso era muito importante, em um processo de circulação de bola, ocupar os espaços, ter como ameaça sempre o Luciano.

Expulsão de Wagner Leonardo ajudou?

Antes de abrir o placar com Luciano, o São Paulo ficou com um jogador a mais no Barradão. Isso porque, logo aos sete minutos de jogo, o zagueiro Wagner Leonardo desferiu cotovelada no rosto de Calleri e acabou recebendo o cartão vermelho direto. Para Zubeldía, a superioridade numérica ajudou o Tricolor a construir o triunfo. Contudo, o técnico fez questão de elogiar a postura de seus comandados, independente da expulsão do adversário.

— A expulsão mais cedo ajudou para que nós pudéssemos ter mais controle do jogo. É certo que o estado do campo gerava insegurança nos jogadores, tanto deles como os nossos, por uma questão de cartão amarelo ou de expulsão. Então esse fator sempre estava na cabeça de todos os jogadores, tanto dos jogadores locais como visitantes. Mas além da expulsão, acho que fizemos muito bem os cruzamentos de diferentes setores, que nos permitiram chegar com jogadores na área.

Próximos jogos do São Paulo

  • Cobresal x São Paulo – Copa Libertadores – 08/05
  • São Paulo x Fluminense – Campeonato Brasileiro – 13/05
  • São Paulo x Barcelona de Guayaquil – Copa Libertadores – 16/05
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo