Brasil

Após vaga nos grupos da Libertadores, Botafogo volta a focar na busca por um novo técnico

Com do Botafogo classificação na Libertadores, John Textor, que já analisa alguns nomes, deve avançar nas conversas e negociações por um novo técnico para o time

Depois de confirmar a vaga na fase de grupos da Copa Libertadores, o Botafogo vai focar em outra importante missão para o futuro do clube: retomar a busca por um técnico. Há mais de 20 dias sob o comando do interino Fábio Matias, o clube agora tem a tranquilidade de uma sequência de bons resultados para poder analisar, com calma e sem tanta pressão, os possíveis novos técnicos do time. Mas o prazo para o início das principais competições do ano pode acelerar o processo.

Desde a demissão de Tiago Nunes, no fim de fevereiro, após o empate com o Aurora, da Bolívia, pelo jogo de ida da segunda fase da Copa Libertadores, o Botafogo não tem um técnico efetivado. Mas isso não tem sido um problema para o clube. Sob o comando do auxiliar técnico Fábio Matias, o Botafogo ainda não foi derrotado e conseguiu garantir a vaga na fase de grupos da Copa Libertadores, primeiro grande objetivo da temporada.

A boa sequência sob o comando de Fábio Matias deram tranquilidade para o clube focar totalmente as suas forças na Copa Libertadores, deixando a procura por um técnico em segundo plano. O empate com o Red Bull Bragantino, na última quarta-feira, encerrou uma sequência de cinco vitórias seguidas do Botafogo com Fábio Matias, mas, além da vaga nos grupos da Libertadores, ainda manteve a invencibilidade do interino no cargo.

Mas, agora com a classificação garantida para os grupos da Copa Libertadores, a diretoria, principalmente John Textor, dono da SAF do Botafogo, voltam as suas atenções para a procura por um novo técnico, enquanto o interino Fábio Matias vai comandar o time na Taça Rio, onde o time enfrenta o Sampaio Corrêa, no próximo domingo (17), às 18h30 (horário de Brasília), pelo segundo jogo da semifinal.

Técnico interino do Botafogo, Fábio Matias entrou na pauta do clube, mas não é favorito para seguir no cargo (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Textor analisa nomes e quer volta do ‘Botafogo way'

De acordo com o “ge”, John Textor, dono da SAF do Botafogo, tem quatro nomes levantados como opções para ocupar o cargo de treinador. Ele deve iniciar os contatos com estes profissionais em breve para começar uma série de reuniões e entrevistas com os técnicos cotados.

O nome de Fábio Matias, com bons números e bom conhecimento do elenco, também entrou em pauta, mas não é a primeira opção de Textor. Os problemas na reta final de 2023, com Lúcio Flávio no comando, fazem o clube ter cautela com a possibilidade de uma nova efetivação de um auxiliar no comando da equipe.

A prioridade de John Textor é retomar o “Botafogo Way”, termo que foi muito usado pelo empresário no começo da SAF do clube para tratar sobre a forma como ele entendia que o time deveria jogar. E, para ele, o maior exemplo disso foi Luís Castro, que deixou o clube para treinar o Al-Nassr, da Arábia Saudita, no meio de 2023.

— Quando Luís Castro veio para cá, nós tínhamos esse projeto. Falávamos do Botafogo Way. Tínhamos uma defesa intransponível. Lembram-se de como era difícil marcar gols na gente? Bem, isso era o Luís Castro e o Vitor Severino. Eles sabiam e construíram isso. O novo treinador será português? Sim ou não. Não é sobre isso — afirmou John Textor em entrevista ao podcast do Botafogo.

— Na noite contra o Bragantino, eu vi uma vitória, mas de forma geral, não vi toda a preparação e tudo que nós construímos no primeiro período do Luís Castro. Nós estamos sendo um time brasileiro talentoso, atlético, capaz, jogando parecido com o jeito que todos jogam. Podem debater se isso é bom ou ruim, mas é uma desconstrução do Castro, certo? Quando olho para o perfil do novo técnico, não vou focar na nacionalidade. Mas que tipo de pessoa ele é. Quero reiniciar o que nós começamos com o meu antigo parceiro Luís Castro. É isso que estou procurando — completou Textor.

Fase de grupos da Libertadores e Brasileiro estão batendo na porta

Ainda que trate o assunto com cautela, o Botafogo já vê no horizonte o “começo” das duas principais competições da temporada. A Copa Libertadores já começou há algumas semanas para o clube, mas o início da fase de grupos está marcada para o dia 3 de abril. O Botafogo vai conhecer os seus adversários no sorteio da próxima segunda-feira (18). Como vem das fases prévias, o Glorioso estará no pote 4 e pode cair na chave de outros clubes brasileiros.

Além disso, dez dias depois do começo da fase de grupos da Libertadores, nos dias 13 e 14, acontece a primeira rodada do Campeonato Brasileiro. O Glorioso estreia contra o Cruzeiro, fora de casa, em data e horário a definir.

Depois do segundo jogo da semifinal da Taça Rio, no próximo domingo, contra o Sampaio Corrêa, uma data-Fifa vai interromper o futebol brasileiro por cerca de dez dias. Este período pode ser usado pelo Botafogo para intensificar a procura por um novo técnico, de olho na Libertadores e no Brasileiro.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo