Brasil

De garçom a goleador, Arias passa Cano e vira artilheiro do Fluminense em 2024

Mesmo com pênalti perdido, colombiano passa Cano e empata com Lelê com seis gols na temporada pelo Tricolor

Jhon Arias viveu uma noite de emoção na última quarta-feira (22). A vitória do Fluminense sobre o Sampaio Corrêa, por 2 a 0, pela Copa do Brasil, valeu mais do que a classificação para as oitavas-de-final. Xodó da torcida, o colombiano de 26 anos se tornou artilheiro da equipe em 2024 com o gol anotado, seu sexto no ano.

Para aumentar a felicidade, Arias ainda comemorou com a bola na barriga, indicando que será pai nos próximos meses. Sua esposa, Alejandra Ayala, está grávida. A gestação está no início, e os pais ainda nem escolheram o nome do bebê. Reservado, ele não havia dado a notícia para todos os jogadores e funcionários do clube.

Além dos seis gols que o fazem igualar Lelê e ultrapassar Germán Cano, Jhon Arias também deu três assistências em 2024. Ao todo, o colombiano tem 35 gols e 38 assistências em 167 jogos pelo Fluminense desde 2021.

Arias perde pênalti, mas recebe carinho da torcida do Fluminense

Arias ainda poderia ter se isolado no topo da artilharia tricolor na temporada. Mas perdeu pênalti que ele mesmo sofreu e deixou escapar a chance de fazer seu sétimo gol em 2024. De todo jeito, esta foi a primeira cobrança desperdiçada pelo jogador com a camisa do Fluminense. Ele agora tem 85,7% de aproveitamento (seis de sete).

O que poderia virar reclamação das arquibancadas, entretanto, acabou em apoio. O colombiano teve seu nome fortemente gritado pelo setor sul do Maracanã, e na sequência, o Flu ampliou o placar com John Kennedy.

— Merecida a ovação da torcida (após o pênalti perdido). Porque o Arias, pelo menos desde quando eu estou aqui, ele foi se construindo um dos maiores jogadores do continente, sem sombra de dúvidas. E hoje ele joga aqui muito bem, joga na seleção colombiana muito bem, é um jogador muito confiante. Para mim foi um prêmio na minha vida ter encontrado o Arias. Eu falei isso para ele hoje. Ele é uma pessoa especial, o Arias, um jogador especial, é uma pessoa bonita — afirmou Fernando Diniz, em coletiva.

Jhon Arias recebeu carinho da torcida mesmo após perder pênalti na Copa do Brasil - Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC
Jhon Arias recebeu carinho da torcida mesmo após perder pênalti na Copa do Brasil – Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC

O técnico do Fluminense usou Arias como um exemplo do que acredita para o futebol.

— E precisava estar num ambiente como esse do Fluminense para poder desabrochar. Então ele, por meio do futebol, é isso que o futebol promove, então ele seja a coisa mais bonita que tem. Futebol é um meio para as pessoas se desenvolverem, o Arias hoje é um homem diferente, ele não é um jogador diferente — elogiou o treinador.

Em entrevista exclusiva à Trivela em 2023, Arias já havia mostrado que era mesmo um jogador diferente. 

Arias é convocado pela Colômbia para a Copa América

O bom momento de Jhon Arias foi coroado com mais uma convocação para a seleção da Colômbia. Desta vez, mais especial ainda: para pré-lista da Copa América. O craque do Fluminense é titular absoluto dos Cafeteros, e foi lembrado de novo pelo técnico Néstor Lorenzo.

A Colômbia, entretanto, ainda disputará dois amistosos antes da competição nos Estados Unidos. No próprio país norte-americano, a seleção enfrentará os donos da casa, em Maryland, em 8 de junho, e a Bolívia, em Connecticut, no dia 15.

Arias enfrentará o Brasil no grupo D da competição continental. Além da Seleção e dos colombianos, a chave também conta com Paraguai e Costa Rica.

Como está o Fluminense em 2024

Próximos jogos do Fluminense

Veja os próximos confrontos do Fluminense na continuação da temporada:

  • Fluminense x Alianza Lima — Libertadores — quarta-feira, 29 de maio — 21h30 (de Brasília);
  • Fluminense x Juventude — Campeonato Brasileiro — sábado, 1 de junho — 18h30 (de Brasília);
  • Botafogo x Fluminense — Campeonato Brasileiro — quarta, 12 de junho — 17h (de Brasília).
Foto de Caio Blois

Caio Blois

Caio Blois nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e se formou em Jornalismo na UFRJ em 2017. É pós-graduado em Comunicação e cursa mestrado em Gestão do Desporto na Universidade de Lisboa. Antes de escrever para Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo