Brasil

Atuação de Pedro no clássico deixa vaias da torcida do Flamengo ainda mais incompreensíveis

Pedro marcou e concedeu uma assistência no Fla-Flu depois de ser vaiado pela torcida na goleada contra o Boavista, por 4 a 0, na última terça-feira (20)

A vitória do Flamengo sobre o Fluminense teve a assinatura de Pedro. Artilheiro do time em 2024, o centroavante marcou mais um, seu sétimo no Campeonato Carioca, e ainda concedeu a assistência para Cebolinha dar números finais ao jogo. A excelente performance, mais uma neste início de temporada, deixa as vaias que ecoaram no Maracanã durante a goleada sobre o Boavista, ainda mais erradas.

Pedro perdeu muitos gols naquela partida, é verdade, mas conseguiu mandar uma bola para a rede. Mesmo assim, foi vaiado ao deixar o campo, após desperdiçar uma penalidade máxima. O atacante já confirmou que não se abala com as críticas, mas, no fundo, elas nem deveriam existir. A temporada do camisa 9 até aqui é impecável, e uma parte da exigente torcida do Flamengo não entendeu isso.

Tarde especial de Pedro cala os críticos

O atacante viveu dois tempos distintos no Fla-Flu. Se nos 45 minutos iniciais o calor atrapalhou bastante sua movimentação, a brisa mais fresca da etapa complementar também deixou Pedro mais à vontade. Foi dele o gol que abriu o placar para o Flamengo no clássico, sabendo se posicionar para completar o cruzamento de Ayrton Lucas e vencer Fábio. Foi o primeiro dele em clássicos na temporada.

Com um Flu mais cansado, especialmente depois de uma viagem desgastante a Quito, para disputar a Recopa Sul-Americana, Pedro teve muito mais facilidade para criar oportunidades. Sua movimentação melhorou e, mais perto do fim, ele concedeu uma assistência de letra para Cebolinha chutar firme e ampliar. As digitais do centroavante estiveram nos dois gols do Flamengo. Dessa vez, os aplausos vieram.

Início de 2024 impecável de Pedro

Quem ainda critica Pedro não vê os números, no mínimo. Assim como em 2023, o início de ano do atacante é avassalador, com média de um tento por partida disputada: nove gols em nove jogos. Ele só passou em branco nesta temporada contra Sampaio Corrêa, sem ser utilizado, e nos clássicos diante de Vasco e Botafogo, totalizando 147 minutos de cancha entre as partidas.

É claro que o centroavante está ali para marcar gols, afinal, é a sua principal função, mas a ajuda de Pedro no esquema de Tite vai muito além disso. O pivô, o senso de posicionamento com a marcação adversária, a qualidade técnica nas assistências, tudo pode agregar ao Flamengo. A melhor notícia disso tudo veio neste domingo (25), quando Pedro anunciou para todos que vai ser pai de gêmeos. Está bem dentro e fora de campo.

— Tenho que agradecer a Deus pelas bênçãos que ele me deu agora, e à minha esposa. Estamos esperando gêmeos. Reservei esse jogo especial para fazer essa homenagem aos meus filhos e minha esposa. Ainda não sabemos o sexo deles, Tenho certeza que já são uma bênção nas nossas vidas. Estamos muito felizes com isso — confessou.

Está na hora de exigir menos?

O perfil da torcida do Flamengo já é conhecido. O nível de exigência é muito grande, e não é todo o jogador que consegue suportar bem as críticas de deixar um jogo vaiado. Nem mesmo o artilheiro do time, como foi o caso de Pedro, escapou. A tarde era ruim, mas a condenação não se justifica nem um pouco, mesmo que, por um segundo, a reação tenha sido muito mais pelo momento.

O centroavante é o principal goleador desde a chegada de Tite, vem de uma temporada de 35 gols marcados, mesmo com problemas extra-campo e está entre os mais artilheiros do clube no século. As vaias são sintomáticas para uma cobrança exacerbada, um nível de perfeição inatingível, que só pode prejudicar o próprio atleta.

Está na hora da torcida rubro-negra refletir mais sobre como trata alguns atletas. A situação de Pedro não é a primeira, e imagino que também não será a última, mas elas não podem se tornar rotineiras. É preciso valorizar o excelente nível do atacante, e não atacá-lo após uma atuação instável diante de um rival de menor expressão. Nesses moldes, quem perde é o próprio Flamengo.

Pedro marcou um gol e concedeu uma assistência na vitória do Flamengo sobre o Fluminense (Foto: Divulgação/CRF)

Veja números de Pedro em 2024

  • 9 jogos (8 como titular)
  • 10 participações em gol (9 gols e 1 assistência)
  • 568 minutos em campo (63 em média por partida)
  • Nenhum cartão recebido
  • Artilheiro do Flamengo no ano
Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

É repórter na cobertura do Flamengo há três anos, com passagens por Lance! e Coluna do Fla. Fã de Charlie Brown Jr e enxadrista. Viver pra ser melhor também é um jeito de levar a vida!
Botão Voltar ao topo