Brasil

Diante do Cianorte, na Copa do Brasil, Corinthians precisa ser o mesmo dos minutos finais do Derby

Corinthians pode contar com a volta do Maycon, mas deve 'improvisar'opções no ataque

Nesta quinta-feira (22), o Corinthians dará início a sua trajetória na Copa do Brasil. Na edição de 2024, o Timão vai percorrer o caminho desde a primeira fase da competição, e terá pela frente a disputa com o Cianorte, em Maringá, às 20h (horário de Brasília). Segundo o regulamento da competição, o time visitante tem a vantagem do empate para avançar à segunda fase. Ou seja, para o Corinthians carimbar sua classificação, além de vencer, obviamente, pode apenas empatar.

O Timão tem batido na trave do título mais bem pago do país há duas temporadas. Em 2022, chegou até grande final, e acabou derrotado nos pênaltis para o Flamengo. No ano passado, treinado pelo Luxemburgo, foi até a semifinal com o São Paulo, venceu a primeira partida na Neo Química Arena, mas perdeu a segunda no Morumbi.

Corinthians precisa ser o mesmo dos minutos finais na partida com o Palmeiras

O Corinthians teve uma enormidade de problemas dentro de campo no Derby. Por quase 87 minutos, o time foi amassado pelo rival e não conseguiu realizar nada dentro de campo, nem mesmo o mínimo isso, pelo menos até Yuri marcar o primeiro gol.

Na sequência, com dois a menos e um zagueiro no gol, o Timão buscou o resultado no mais característico espírito corintiano, na raça, no coração e literalmente na “garra”. São essas características que o time precisa ter. Se o Corinthians conseguir ser competitivo durante toda a partida — mesmo diante de uma equipe de menor expressão — como foi nos finais diante do Palmeiras, o alvinegro pode ter grandes chances de sair classificado do Paraná.

Sem Yuri e Pedro Raul, António Oliveira precisará “improvisar”

António Oliveira chegou ao Corinthians há dez dias e até agora não conseguiu dar o tanto de treinos táticos que gostaria e o que time precisa para conseguir se dar bem nas competições. Outro problema que o treinador do Timão tem enfrentado são desfalques e poucas peças de reposição que estão chegando ao clube já com roda girando.

A principal dúvida para a partida com o Cianorte é quanto ao ataque. Sem Pedro Raul e Yuri Alberto, António Oliveira pode utilizar Arthur Sousa, garoto da base, que faz a mesma função que o camisa nove, outra opção é Pedro Henrique e Romero, que também podem chegar pelo meio, mudando um pouco da configuração do time, essas duas testadas no último treino em São Paulo.

Outra dúvida é quanto ao gol, já que Cássio ainda sente desconforto no quadril, e deve ser avaliado até a hora do jogo. Com isso, quem entraria seria Carlos Miguel. Outro que também pode entrar na partida desde o início do jogo é Matheus França na vaga do Fagner.

A boa notícia é a volta do Maycon depois de um desconforto muscular. O volante teve algumas atuações abaixo do que ele costumava entregar, mas voltou a ser fundamental no elenco, prova disso foi o quanto fez falta no Derby.

Um provável escalação seria com: Cássio (Carlos Miguel), Fagner (Matheus França), Félix Torres, Gustavo Henrique e Caetano; Raniele, Maycon, Rodrigo Garro; Romero, Wesley e Arthur Sousa (Pedro Henrique).

Após ficar fora do Derby por um desconforto muscular, Maycon pode retornar ao elenco. (Foto: Agência Corinthians)

Retrospecto entre Corinthians e Cianorte

Corinthians e Cianorte já se enfrentaram em duas oportunidades, ambas pela Copa do Brasil, em 2005. Na época, o regulamento da competição era diferente e os jogos aconteciam em ida e volta. Na primeira partida, o Timão, de Carlitos Tevez e cia, saiu derrotado por 3 a 0, mas uma semana depois conseguiu reverter o placar em 5 a 1, dentro do Pacaembu.

Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância e transformou a paixão em profissão. Além do futebol, se mantem por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhou como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo