Copa do Brasil

No sufoco: Corinthians vence o América-RN e avança às oitavas da Copa do Brasil

Com gols de Yuri Alberto e Cacá, Timão faz mesmo resultado da partida de ida, vence por 2 a 1 e aguarda sorteio para saber adversário das oitavas

O Corinthians não foi brilhante, mas assegurou a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil, ao vencer o América de Natal por 2 a 1, nesta quarta-feira (22), na Neo Química Arena, no jogo de volta da terceira fase — mesmo resultado da partida de ida, na capital do Rio Grande do Norte.

Yuri Alberto abriu o placar no primeiro tempo, Wenderson empatou para os visitantes no início da segunda etapa. O placar seguiu igual até a reta final, e o zagueiro Cacá garantiu a vitória nos acréscimos.

A disputa das oitavas de final na Copa do Brasil está prevista para as semanas dos dias 31 de julho e 7 de agosto. Os confrontos ainda serão definidos em sorteio pela CBF, ainda sem data marcada. A participação nesta etapa da competição renderá R$ 3,465 milhões aos cofres alvinegros.

Corinthians perde força no segundo tempo, mas faz resultado

A primeira etapa foi toda do Corinthians. Jogando em casa, com o apoio de sua torcida, a equipe alvinegra já está acostumada a entrar jogando para frente, com posse de bola e agressividade. No entanto, não foi tão efetivo em suas criações, mas o gol veio aos 41 minutos, quando Yuri Alberto aproveitou um belo passe de Breno Bidon para finalizar. O camisa 9 chegou ao 12º gol da temporada, se isolando na artilharia.

Porém, como tem acontecido em outras apresentações do Timão, a segunda etapa foi bem abaixo. Logo aos seis minutos, o América empatou em um chute de Wanderson, da entrada da área. O volante aproveitou o rebote, após Félix Torres tentar afastar o perigo de uma cobrança de lateral em cabeçada.

Depois disso, o placar seguiu sem mudanças, enquanto os dois times pouco criavam e se dedicavam ao campo de ataque. Houve algumas tentativas da equipe da casa, principalmente em jogadas criadas por Rodrigo Garro, mas o gol da vitória só aconteceu nos minutos finais.

Quando o relógio já ultrapassava os 45 minutos, Raniele aproveitou uma cobrança de escanteio rebatida pela defesa do América-RN para finalizar, mas o goleiro Renan defendeu. No rebote, o próprio Raniele ganhou na disputa com o zagueiro adversário, recuperou e cruzou para o zagueiro Cacá que, com categoria, girou para concluir e fazer 2 a 1.

Fagner pediu para usar a camisa 12

Em uma singela homenagem a Cássio, que deixou o clube no último sábado (23), o lateral Fagner usou a mística camisa de número 12. Ela pertenceu ao goleiro durante as 12 temporadas em que ele defendeu o gol corintiano. Na última segunda-feira (20), ele foi oficialmente apresentado ao Cruzeiro.

— Foi só para esse jogo mesmo. Foi o primeiro jogo pós-saída dele, né? Eu pedi para ele, pedi para o pessoal do clube, se eu poderia prestar essa homenagem para ele. Foi um cara tão vitorioso dentro do clube, tive o prazer de conviver com ele em 11 temporadas aqui, mais na seleção e no PSV. Enfim, a gente tem uma longa história de amizade. E, hoje, eu dedico para ele essa vitória aí. Também foi um cara que passou por muita coisa dentro do clube. Eu só queria homenagea-lo, e foi uma forma simples de representar a camisa que foi tão vitoriosa dentro do clube — afirmou o jogador em entrevista ao Prime Video.

Além disso, o lateral-direito também ponderou sobre o resultado. Muito questionado recentemente em sua posição, o jogador entende que a equipe fez uma boa partida, apesar de ter sofrido algum perigo nos minutos finais.

— Corinthians sempre foi assim, né? Sempre foi sofrido, mas acho que vale ressaltar, principalmente a primeira parte, quando a gente teve bastante de não só sair na frente, com o 1 a 0. Logo em sequência, quando você toma o gol, acho que a equipe não se deixou abater, ou se desesperou, soube controlar o jogo mesmo assim. E mesmo criando oportunidades de gol. Então, a gente sai satisfeito com o jogo que fez, com o amadurecimento que a equipe vem conquistando durante os jogos. Agora, é dar continuidade.

Público e renda

  • Público pagante: 39.108 torcedores
  • Renda: R$ 2.226.652,50
Foto de Livia Camillo

Livia Camillo

Formada em jornalismo pelo Centro Universitário FIAM-FAAM, escreve sobre futebol há cinco anos e também fala sobre games e cultura pop por aí. Antes, passou por Terra, UOL, Riot Games Brasil e por agências de assessoria de imprensa e criação de conteúdo online.
Botão Voltar ao topo