Brasileirão Série A

Em entrevista, Zubeldía mostra por que o São Paulo está invicto desde sua chegada

Mesmo após vitória sobre o Cruzeiro em 10º jogo de invencibilidade, técnico cobra melhor desempenho

Luiz Zubeldía chegou à marca de dez jogos sem saber o que é derrota pelo São Paulo na vitória por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, neste domingo (2), no MorumBIS, pelo Campeonato Brasileiro. E sua entrevista coletiva após a partida mostra bem por que o Tricolor está invicto desde sua chegada, há pouco mais de um mês.

Após avançar às oitavas de final da Libertadores na liderança do Grupo B no meio da semana, o Tricolor acaba de entrar no G4 do Brasileirão. Resultados suficientes para deixar qualquer treinador satisfeito. Mas Zubeldía deixou seu lado ambicioso falar mais alto e fez questão de elencar as dificuldades enfrentadas por sua equipe e os pontos a melhorar para a sequência da temporada.

“Passamos muitas dificuldades sem nos dar conta. Eu poderia enumerar as dificuldades, mas fiquei em silêncio. São dez jogos. É muito dez jogos. E prefiro seguir assim. Prefiro dizer que passamos muitas dificuldades e ainda assim podemos dizer que estamos em um bom caminho. O teto, só o tempo dirá”. (Luis Zubeldía)

Zubeldía admite dificuldades contra o Cruzeiro

Logo em sua primeira resposta, Zubeldía admitiu que o São Paulo fez uma partida abaixo do padrão, especialmente na comparação com as últimas atuações. Em sua análise, o treinador afirmou que o Tricolor permitiu que o Cruzeiro fosse superior na partida, muito por conta de seus erros de passe.

— Foi uma partida difícil, porque o rival a fez difícil. E porque nós facilitamos essa possibilidade. Quando uma equipe perde tanto a bola, dá a iniciativa ao rival para que comece a encontrar jogadores e fique com a bola. E Cruzeiro é muito bom nos passes de progressão, em eficácia. Mas a parte de construção, não estivemos tão precisos. Fizemos um mal primeiro tempo. Por não ter uma boa circulação, precisamos defender mais do que necessário. E defendemos mal. Às vezes passa. O rival fez um bom trabalho, e não estivemos tão bem. Quando isso acontece, está bem também. Porque quando jogamos bem, a probabilidade de vencer é maior — disse Zubeldía.

Zubeldía esperava mais da equipe

Contra o Cruzeiro, o São Paulo abriu o placar com Lucas logo aos cinco minutos do primeiro tempo e depois definiu o jogo com um gol de Calleri no início da segunda etapa. De acordo com Zubeldía, porém, a equipe poderia ter sido mais agressiva, especialmente após a expulsão de Marlon.

— Me parece que depois do segundo gol, deveríamos seguir tentando com o mecanismo de pressão. Mas sinto que tiramos o pé do acelerador e nos mantivemos um pouco conservadores com o resultado. Tem vezes que não sei, eu gostaria que a equipe fizesse três, quatro, cinco gols. Mas hoje custa ganhar de qualquer equipe. Se valoriza tanto ganhar, que quando vai ganhando, às vezes se quer manter o resultado. Eu, como treinador, gostaria que a equipe seguisse buscando mais situações de gol. Mas creio que é parte de ir se consolidando como a equipe — alertou o treinador.

Para Zubeldía, Rafael salvou o São Paulo

Zubeldía creditou a vitória ao bom funcionamento de seu sistema defensivo, mas não sem antes fazer uma última ressalva. O resultado só foi confirmado porque Rafael estava lá para operar milagres quando necessário. O goleiro fez seu último jogo antes de se apresentar à seleção brasileira para a Copa América.

— Ao sistema defensivo, podemos acrescentar a uma boa atuação de Rafael. De todas maneiras, a equipe foi muito bem na defesa. Mas quando digo o tema de controle de jogo, me gostaria de incluir a posse. Eu acho que hoje, não tivemos isso. Por isso, tivemos que defender mais do que o normal. Mas se não me equivoco, é a primeira vez que perdemos a posse de bola — afirmou o argentino.

> Os próximos três jogos do São Paulo:

  • Inter x São Paulo — Brasileirão — quinta-feira, 13 de junho, às 20h (horário de Brasília) — Transmissão: Premiere (TV por assinatura);
  • Corinthians x São Paulo — Brasileirão — domingo, 16 de junho, às 16h (horário de Brasília) — Transmissão: TV Globo (TV aberta) e Premiere (TV por assinatura);
  • São Paulo x Cuiabá — Brasileirão — quarta-feira, 19 de junho, às 20h (horário de Brasília) — Transmissão: Premiere (TV por assinatura).
Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Jornalista pela PUCRS, é setorista de Seleção e do São Paulo na Trivela desde 2023. Antes disso, trabalhou por uma década no Grupo RBS. Foi repórter do ge.globo por seis anos e do Esporte da RBS TV, por dois. Não acredite no hype.
Botão Voltar ao topo