Brasileirão Série A

Santos vence o Palmeiras após quase 4 anos e sai da zona de rebaixamento

Com Marcos Leonardo decisivo novamente, Santos virou contra o Palmeiras na Arena Barueri

O Santos não teve mais posse, mais chutes ou mais passes certos. Mas aproveitou bem duas das suas poucas chances e venceu o Palmeiras de virada, fora de casa, na Arena Barueri: 2 a 1.

Além de tirar o Peixe da zona de rebaixamento – o time agora é 14º, com 30 pontos – o resultado impede que o Palmeiras comemore quatro anos sem perder para o Alvinegro da Vila Belmiro.

Já o Palmeiras, com 44, vê o líder Botafogo abrir 11 pontos e praticamente dá adeus à briga pelo título brasileiro.

Zé Rafael abriu o placar para o Verdão no fim do 1º tempo, mas Rincón rapidamente empatou – ambos de cabeça. Na segunda etapa, o Santos voltou muito melhor e virou com Marcos Leonardo.

Santos é corajoso e vira com autoridade

Com os cinco desfalques para esse compromisso (Dodô, Rodrigo Fernández, Lucas Lima, Soteldo, Mendoza), o Santos iniciou o clássico com uma postura claramente reativa. A ideia de Marcelo Fernandes era permanecer seguro defensivamente para explorar os contra-ataques ou chegar ao gol por meio de bolas paradas.

A estratégia funcionou em parte na primeira etapa. Sem a velocidade e habilidade de Soteldo, o Santos, quando tinha a bola nos pés, buscava sair para o jogo com bolas longas para Marcos Leonardo. O problema é que o camisa 9 do Peixe, um finalizador nato, não conseguiu dar sequência às investidas.

Ainda assim, três minutos depois de sofrer o gol, o Santos, por meio de um escanteio, chegou ao empate. Depois do cruzamento na área e do desvio na primeira trave, Tomás Rincón, por trás da defesa do Palmeiras, exatamente como ocorreu diante do Vasco, mandou para o fundo das redes e esfriou a empolgação palmeirense.

Após o intervalo, o Santos manteve a sua ideia de jogo. Mas para tentar melhor sorte, Marcelo Fernandes sacou Morelos e promoveu a estreia de Maxi Silvera. Posteriormente, entraram Camacho e Dodi nos lugares de Tomás Rincón e Nonato.

A estrela do treinador brilhou aos 25 minutos, quando Marcos Leonardo tabelou com Maxi Silvera e virou o jogo para o Peixe. Foi o 12º gol de Marcos Leonardo no Brasileirão. Mais tarde, Furch também foi a campo e teve boas chances de marcar, mas parou em Weverton.

Com o resultado, o Santos chega aos 30 pontos e sobe para a 14ª posição do campeonato.

Palmeiras começa com “time dos sonhos” e termina com pesadelo

Abel Ferreira escalou o Palmeiras com o time que a torcida gostaria de ter visto desde o início contra o Boca Juniors, com Kevin na ponta-esquerda e Endrick na direita. E, assim como no Allianz Parque, a formação sufocou o adversário.

Foram 14 chutes à meta de João Paulo na primeira etapa, com direito a duas boas defesas do goleiro santista em chutes de Kevin e uma bola no travessão, após uma bomba de Endrick. Se não fosse Rony atrapalhar e bloquear a bola que ia ao gol, aliás, Endrick teria aberto o placar logo aos 4 minutos.

O Palmeiras foi melhor em tudo, e sua movimentação chamou a atenção. Os dois laterais se entenderam bem com os dois pontas. Quem não vinha bem era Gabriel Menino, que chutou três vezes: duas sem direção, uma sem força. Mas, aos 43, ele se redimiu.

Kevin sofreu falta um pouco à frente da área, e Menino bateu bem, na direção do gol. No caminho, Zé Rafael desviou e abriu o placar. Teria sido o primeiro tempo perfeito, não fosse a desatenção em escanteio desviado por Joaquim no meio da área, que encontrou Rincón livre no segundo pau, para empatar.

No segundo tempo, o Santos melhorou e Abel resolveu radicalizar, trocando os três jogadoes de meio-campo e colocando Fabinho, Ríos e Jhon Jhon na partida. E o Palmeiras foi piorando rápida e gradativamente. Até levar a virada, aos 24 do 2º tempo, em lance bisonho da defesa verde, com gol de Marcos Leonardo.

Com um time bem alternativo, com direito a só ter Gómez como zagueiro de ofício a partir dos 31, o time se lançou ao ataque e terminou o jogo com López, Endrick, Rony, Jhon Jhon e Luis Guilherme em campo. Não adiantou. E se não fosse Weverton fazer duas boas defesas, teria perdido por mais.

Estatísticas de Palmeiras 1 x 2 Santos – Brasileirão 2023

  • Posse de Bola: Palmeiras 70% x 30% Santos
  • Finalizações: Palmeiras 23 X 12 Santos
  • Finalizações certas: Palmeiras 6 x 10 Santos
  • Faltas: Palmeiras 6 x 10 Santos

Próximos jogos do Palmeiras

  • Palmeiras x Atlético-MG – Campeonato Brasileiro – quinta-feira, 19 de outubro, às 19h (horário de Brasília);
  • Coritiba x Palmeiras – Campeonato Brasileiro – domingo, 22 de outubro, às 18h30 (horário de Brasília);
  • Palmeiras x São Paulo – Campeonato Brasileiro – quarta-feira, 25 de outubro de 2023, às 21h30 (horário de Brasília).

Próximos jogos do Santos

  • Santos x Red Bull Bragantino – Campeonato Brasileiro – quinta-feira, 19 de outubro de 2023, às 20h (horário de Brasília)
  • Internacional x Santos – Campeonato Brasileiro – domingo, 22 de outubro de 2023, às 20h (horário de Brasília);
  • Santos x Coritiba – Campeonato Brasileiro – quarta-feira, 25 de outubro de 2023, às 20h (horário de Brasília).
Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, Diego cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023.
Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Jornalista pela UniSantos com passagem pelo Jornal A Tribuna de Santos. Já trabalhou na cobertura de jogos da Libertadores e das Eliminatórias Sul-Americanas no Brasil e no Exterior. Na Trivela, é setorista do Santos.
Botão Voltar ao topo