Brasileirão Série A

Santos: como Marcos Leonardo foi do inferno ao céu em vitória sobre o Grêmio

Depois do imbróglio com o presidente Rueda por proposta da Roma, centroavante Marcos Leonardo voltou e balançou as redes para o Santos

De volta ao time do Santos depois de ficar uma semana sem treinar, o atacante Marcos Leonardo foi do inferno ao céu na vitória de virada sobre o Grêmio, por 2 a 1, neste domingo (20), na Vila Belmiro. Autor de um dos gols do triunfo alvinegro, o jogador deixou o gramado aplaudido pela torcida e viu o técnico Diego Aguirre enchê-lo de elogios. Mas tudo isso poderia ter sido muito diferente.

Sem se esconder da partida um minuto sequer, Marcos Leonardo, assim como de costume, brigou em campo contra os seus marcadores, se movimentou e tentou o gol com finalizações de dentro e de fora da área no primeiro tempo.

Apesar da entrega, o camisa 9 não brilhou nos 45 minutos iniciais. Pior do que isso: nos acréscimos da primeira etapa, Marcos Leonardo quase virou o vilão da tarde.

Tomada de decisão inexplicável

Ao receber um passe de Lucas Lima e ver o zagueiro Rodrigo Ely escorregar, o centroavante santista ficou cara a cara com o goleiro Gabriel Grando.

O problema é que ao invés de finalizar, Marcos Leonardo, inexplicavelmente, tentou devolver a bola para Lucas Lima que entrava na área. A zaga da equipe gaúcha afastou para bem longe a bola e a torcida alvinegra lamentou a oportunidade desperdiçada.

A situação ficou ainda mais tensa quando, no primeiro minuto do segundo tempo, o Grêmio abriu o placar com Cristaldo. O cenário estava armado para que Marcos Leonardo fosse responsabilizado pela derrota.

Vai de esquerda mesmo

Sem se abalar, o centroavante do Peixe continuou brigando intensamente com os defensores gremistas em busca de uma nova oportunidade. E ela só voltou a aparecer aos 27 minutos do segundo tempo.

Depois de receber um lindo passe de Soteldo, o Menino da Vila não repetiu o erro da primeira etapa. Mesmo de perna esquerda, Marcos Leonardo finalizou cruzado e empatou o jogo.

Na comemoração, o atacante correu para os braços da torcida e explodiu a Vila Belmiro de alegria e confiança para a virada.

– Feliz pelo jogo, voltar com vitória e de virada contra o Grêmio que vem dando trabalho. A torcida é muito importante para a gente, temos que reagir diante da dificuldade que estamos passando. Que seja um segundo turno de glórias e vitórias. O Santos não merece, todo mundo é homem e trabalha o dia todo. (Situação com o Santos) Está resolvendo. Sempre falo que quando entrar em campo vou dar o meu melhor, sou homem pra c… e vou dar o meu melhor sempre -, disse o jogador após a partida se referindo às negociações com a Roma, da Itália.

Dor na virilha e substituição

Marcos Leonardo permaneceu em campo até os 41 minutos do segundo tempo. Ele chegou a se queixar de dores na virilha, mas pediu para continuar em campo. Aguirre atendeu o pedido até o momento em que viu o centroavante apresentar desgaste. Em seu lugar entrou o argentino Julio César Furch, que, aos 44 minutos, marcou o gol que sacramentou a virada santista.

– Agradecer a Deus por tudo que estou vivendo. Todas as coisas que aconteceram são chatas para mim e para o clube. O presidente tinha combinado comigo, sabia que nessa janela eu ia sair, mas está tudo resolvido. Fiquei fora do jogo contra o Fortaleza, estava sem cabeça e sabendo da proposta que era meu desejo. Quis ficar e ajudar. Nunca quis sair pela porta do fundo do clube que me projetou e sou grato – acrescentou o camisa 9.

Artilheiro da base e do profissional do Santos

Revelado na base do Peixe, Marcos Leonardo foi artilheiro por todas as categorias em que passou. Na equipe profissional, ele tem 151 partidas e 49 gols marcados.

Na atual temporada, ele é o artilheiro do time com 16 gols, sendo oito deles apenas no Campeonato Brasileiro.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Bruno Lima nasceu em Santos (SP) e se formou em Jornalismo na Universidade Católica de Santos (UniSantos) em 2010. Antes de escrever para Trivela, passou por A Tribuna.
Botão Voltar ao topo