Brasileirão Série A

Para segurar Marcos Leonardo, Santos assinou uma obrigação de venda na próxima janela

O torcedor do Santos pode ir se despedindo de Marcos Leonardo, que sairá na próxima janela com obrigação de venda por não ter saído nesta

Após um período de turbulência diante do interesse da Roma, da Itália, Santos e Marcos Leonardo chegaram a um acordo para a continuidade do centroavante no clube. Contratado para executar a função de coordenador técnico do Peixe, Alexandre Gallo, desembarcou na Vila Belmiro, recusou a oferta do clube italiano e assegurou a permanência do Menino da Vila. Mas para isso ocorrer, alguns ajustes entre as partes precisaram ser feitos.

De acordo com o apurado pela Trivela, diante da recusa da proposta da Roma, o Santos precisou aumentar o salário do seu camisa 9. Isso se fez necessário, porque ao renovar o contrato com Marcos Leonardo, em 2022, as partes colocaram uma cláusula no acordo que previa tal aumento, caso o clube rejeitasse uma oferta de 12 milhões de euros (R$ 64 milhões na cotação atual) ou mais.

Isso já havia ocorrido em outras janelas de transferências, mas o estafe do jogador optou por ativá-la somente agora em razão de todo o impasse criado com a Roma, clube para o qual Marcos Leonardo gostaria de ter se transferido.

Como o percentual do aumento estava previsto em contrato, as partes não precisaram discutir valores.

Santos assinou uma obrigação de venda

Além disso, Santos e o empresário do Menino da Vila firmaram um acordo, com assinatura de ambas as partes, que prevê a obrigação da venda de Marcos Leonardo na próxima janela de transferências, que abre em janeiro de 2024.

Ainda conforme as informações obtidas pelo site, o Santos terá que negociar o centroavante diante de uma proposta que se aproxime dos 20 milhões de euros (R$ 106 milhões na cotação do dia). Vale salientar que o Peixe detém 70% dos direitos econômicos do jogador. Os outros 30% pertencem ao próprio atleta.

Na última quinta-feira (7), Gallo confirmou o que existe um acordo e afirmou que se essa venda de Marcos Leonardo for sacramentada no início do ano que vem, o Santos ficará confortável.

Roma segue de olho em Marcos Leonardo

Apesar de todo o esforço do Santos para tirar a Roma do páreo nesta janela de transferência, Marcos Leonardo, que segue o clube italiano nas redes sociais, segue no radar do técnico José Mourinho.

Em entrevista coletiva na última terça-feira (5), Tiago Pinto, diretor geral de esportes da Roma, falou sobre o atacante do Peixe e avisou que segue desejando a sua contratação.

– Estamos acompanhando Marcos Leonardo há 15 ou 16 meses. É um objetivo nosso. Não foi uma situação feita, mas o acordo entre as três partes estava no caminho certo. Tivemos a infelicidade de um histórico clube como o Santos lutar, neste momento, para não ir para a Série B. O coordenador técnico que você conhece muito bem (Paulo Roberto Falcão, ídolo da Roma) foi demitido. Eles mudaram de técnico e venderam dois garotos de 17 anos por 30 milhões de euros. Então, a situação ficou complicada. Vender o jogador mais importante da temporada tornou-se uma situação política. Lamentei, mas ainda é um objetivo e sei bem disso. Todos vocês reconheceram que era um mercado difícil para todos os clubes que procuravam um atacante. Os grandes clubes com grande poder econômico não conseguiram contratar atacantes ou gastaram 100 milhões nos últimos dias, foi muito difícil – falou o dirigente português que trabalha no clube italiano.

Mesmo com o interesse público, não há nada conversado entre Roma, Santos e Marcos Leonardo para retomar as conversas após o término do Campeonato Brasileiro. Principalmente porque nos últimos dias de janela de transferências a Roma conseguiu a contratação por empréstimo do belga Romeo Lukaku.

Concorrência de Morelos e Furch no Santos

Sem conseguir a transferência para a Europa, Marcos Leonardo segue à disposição do técnico Diego Aguirre para tentar tirar o Santos da temida zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Com 21 pontos conquistados, o Peixe é apenas o 17º colocado e abre o Z4.

Para continuar colaborando com a equipe, Marcos Leonardo terá que continuar vencendo a concorrência de Julio César Furch e não perder a posição para Alfredo Morelos, que acabou de desembarcar na Vila Belmiro. O colombiano pode atuar pelos lados do campo, mas a sua especialidade é atuar como homem de referência no ataque.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Bruno Lima nasceu em Santos (SP) e se formou em Jornalismo na Universidade Católica de Santos (UniSantos) em 2010. Antes de escrever para Trivela, passou por A Tribuna.
Botão Voltar ao topo