Brasileirão Série A

Atlético-MG precisa iniciar reação no Brasileiro (e como mandante) se quiser sonhar alto

Se realmente o Atlético sonha alto no Brasileirão, é preciso começar a recuperação neste domingo, contra o Fortaleza

Depois de ser goleado pelo Vitória por 4 a 2 na última quinta-feira (20), o Atlético-MG volta a campo neste domingo (23) para encarar o Fortaleza, na Arena MRV, às 18h30.

Essa é a chance do Galo iniciar um processo de reação muito necessário no Brasileiro e, principalmente, como mandante, caso o clube realmente queira brigar na parte de cima da tabela.

Com duas goleadas, sofrendo quatro gols em cada jogo, o Atlético precisa dar uma resposta neste domingo contra o Fortaleza.

Mais do que isso, é necessário também voltar a conseguir os três pontos em casa, algo nada comum ainda neste Brasileirão.

Agora temos que jogar o futebol sagrado, de jogar com orgulho, a vergonha de ter perdido. Isso te dá potencial, e necessitamos disso o quanto antes — Milito após goleada para o Vitória

Até o momento, o Atlético só venceu um jogo como mandante no Brasileirão. Foi O jogo, já que foi o clássico contra o Cruzeiro, com um passeio e 3 a 0. Mas, fora isso, foram dois empates que, definitivamente, não estavam na conta, e uma goleada para o Palmeiras.

Os empates foram contra Criciúma e Bahia, dois times que, na conta do Galo, principalmente em casa, os três pontos eram essenciais. A goleada para o Palmeiras foi dolorosa, mas teve questões extra-campo, como as polêmicas de arbitragem e a expulsão de Hulk.

Com apenas cinco pontos, o Atlético tem apenas o 15° melhor desempenho como mandante no Brasileirão, e isso faz total diferença em onde um time vai estar na competição — e o próprio Galo sofreu com isso nos últimos anos.

Fazer o papel de casa é crucial para ficar no topo

O Atlético sabe muito bem que se destacar como mandante é muito importante para chegar ao título. Em 2021, o Galo somou 52 pontos em casa, uma das melhores marcas da história do Brasileirão por pontos corridos.

Nos últimos 10 anos, só o Flamengo de 2020 ficou longe dos três melhores mandantes do campeonato. Por sinal, o melhor daquele ano foi o Galo. O Fla fez 37 pontos em casa, nove a menos que o Atlético.

Nos pontos corridos, o caso mais curioso também envolveu o Galo. Em 2012, o Fluminense foi campeão tendo apena a 5ª melhor campanha em casa, somando 38 pontos. O título chegou, pois o Flu conseguiu mais pontos fora de casa (39), enquanto o Atlético, que disputava o título com ele, foi muito mal fora do Independência na época.

Paulinho de volta, mas Hulk não

A ótima notícia para o Atlético é que o artilheiro do time no ano, Paulinho, volta a estar disponível após cumprir suspensão no último jogo. Ele soma 10 gols no ano e é a esperança de balançar as redes na Arena MRV.

Por outro lado, o Galo seguirá sem Hulk. O craque atleticano também cumpriu suspensão no último jogo, no entanto, ele já havia combinado com o clube que seria desfalque para acompanhar o nascimento da filha nos EUA.

Atlético é o melhor mandante da história dos pontos corridos

Como citado, o Atlético sabe muito bem a importância de ser um ótimo mandante, não à toa, o clube tem o melhor desempenho jogando em casa da história do Campeonato Brasileiro de pontos corridos (desde 2003).

O dado foi revelado pelo próprio perfil do Brasileirão nas redes sociais após a última edição da competição. São 63% de aproveitamento para o Galo, ficando a frente de Athletico-PR e Palmeiras, que completam o top 3.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander HeinrickSetorista

Jornalista pela PUC-MG, passou por Esporte News Mundo e Hoje em Dia, antes de chegar a Trivela. Cobriu Copa do Mundo e está na cobertura do Atlético-MG desde 2020.
Botão Voltar ao topo