Brasileirão Série A

Não aprendeu? Atlético-MG volta a sofrer com o que o fez perder títulos recentes

Atlético perde pontos preciosos em casa, justamente um dos principais fatores que o fez deixar escapar o título de outros Brasileiros

O Atlético-MG apenas empatou com o Bahia por 1 a 1 neste domingo (2), na Arena MRV, chegando ao quarto empate no Campeonato Brasileiro em seis jogos. O resultado fez o Galo cair para a 10ª posição na tabela, e também liga um alerta no clube, pois foram por jogos assim os apontados como responsáveis pelo Alvinegro não ter chegado ao título em 2020 e em 2023.

O empate com o Bahia foi o segundo tropeço do Atlético como mandante no Brasileirão, pois já havia empatado, também por 1 a 1, com o Criciúma. A única vitória atleticana como mandante até momento foi no clássico contra o Cruzeiro, por 3 a 0.

Esses pontos deixados para trás em casa já assombram o Atlético nos últimos anos, e podem voltar a fazer o mesmo em 2024 no fim do campeonato. O “se a gente tivesse vencido time X em casa, seríamos campeões” pode voltar.

Em 2020, no campeonato da pandemia, o Atlético ficou a apenas três pontos do Flamengo, campeão daquele ano. Ao revisar a competição, o atleticano lamenta, por exemplo, o empate em 0 a 0 contra o Sport, ou o 1 a 1 contra o Bahia. Até mesmo o 2 a 2 com o Inter, levando o gol nos minutos finais. Todos esses pontos levariam o Galo ao título.

Em 2023, a história não foi muito diferente. Na verdade, teve até mais tropeços como mandante. O Atlético perdeu pontos em casa para América-MG (2×2), Bragantino (1×1), Corinthians (0x1), Vasco (1×2), Coritiba (1×2) e Cruzeiro (0x1). A distância para o campeão, dessa vez o Palmeiras, foi de quatro pontos.

Comparado com o ano em que foi campeão, 2021, o Atlético já está no limite dos pontos perdidos, já que naquele ano só deixou escapar cinco pontos em casa: derrota por 2 a 1 para o Fortaleza e empate por 1 a 1 com a Chapecoense.

Sinal de alerta ligado, mas ainda no amarelo

Os pontos perdidos em casa servem para o Atlético deixar o alerta ligado. Longe de ser um sinal vermelho para gerar crise ou muita preocupação, mas é importante que a equipe se mantenha mais focada e tente recuperar esses pontos fora de casa, além de não deixar mais nenhum fugir pelos dedos como mandante.

Apesar da 10ª colocação, o Atlético está apenas quatro pontos atrás dos líderes Flamengo e Bahia, que somam 14 pontos. Além disso, o Galo tem um jogo a menos que eles — e de todos os 7 primeiros. Ou seja, pode encurtar essa distância para um ponto apenas.

Há muito campeonato pela frente e esses quatro pontos perdidos podem não fazer falta. Além disso, futebol pode ser como o “efeito borboleta”, por conta de uma derrota em casa, o time joga mais no seguinte, fora, e assim vence. Talvez, se tivesse vencido em casa, entraria mais relaxado (ou menos focado) fora. São possibilidades e muitos “se” que ficam sendo só isso mesmo, um “se”.

O Atlético volta a campo na terça-feira (11), contra o Red Bull Bragantino, fora de casa. É a chance do Galo começar a recuperar os pontos que perdeu como mandante, desta vez longe da Arena MRV. Milito, que elogiou a atuação do time contra o Bahia e achou o resultado injusto, não terá os selecionáveis Arana, Alan Franco e Vargas.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick se formou em Jornalismo na PUC Minas em 2021. Antes da Trivela, passou por Esporte News Mundo, EstrelaBet e Hoje em Dia.
Botão Voltar ao topo