Brasil

Promessa cumprida por Milito é razão do Atlético-MG estar em alta

Quando se apresentou, Milito falou em fazer o Atlético jogar só com um estilo, e tem conseguido isso

O Atlético-MG de Gabriel Milito é uma verdadeira máquina no início de trabalho do argentino. São nove jogos de invencibilidade, com o último sendo no sábado (27), quando passeou contra o Cuiabá e venceu por 3 a 0, mesmo fora de casa, e com alguns jogadores poupados. Esse estilo de jogo que se mantém, independente do adversário, formação ou atletas, cumpre a promessa que o técnico fez em sua apresentação.

Gabriel Milito se apresentou ao Atlético exatamente um mês antes do jogo contra o Cuiabá, em 27 de março. Naquele dia, ele conheceu os jogadores, a Cidade do Galo, deu seu primeiro treino e também sua primeira coletiva. Nela, explicou vários aspectos de como pensa o jogo, e deixou um bem claro: só um estilo de jogo, independente do adversário, da formação ou dos jogadores em campo.

 

Um mês depois dessas palavras, o Atlético de Milito venceu o Cuiabá, um rival que nunca havia enfrentado, com formação e jogadores diferentes, já que alguns foram poupados, como Hulk e Guilherme Arana. Mesmo sem dois pilares do time, e ainda jogando fora de casa, o Galo manteve o mesmo estilo de jogo, o que mostra como o treinador argentino está cumprindo sua promessa.

— Necessitamos de todos os jogadores. Que joguem o que sabem, reconhecendo a virtude de cada um deles, e o nível do time e do jogo não se afete. Não é fácil, e sabemos, jogar sem Hulk, mas sabíamos que o Vargas poderia jogar bem, o Cadu o mesmo. Temos confiança no Scarpa pela esquerda. Importante que, jogue quem jogue, que o time tenha bem claro como jogar — destacou Milito.

A forma que atacamos e defendemos hoje (Cuiabá), contra um time no 5-4-1, não tinha muito a ver como atacamos e defendemos a equipe anterior, que não tem muito a ver com a anterior a essa. Mas, o que não podemos perder é o estilo: ter controle com a bola, deixar o rival incômodo quando ele tem a bola. Hoje foi a partida de maior continuidade nesses dois aspectos — Gabriel Milito.

Vitória contra o Cuiabá foi a melhor partida do Atlético?

Mesmo com as adversidades, de não ter dois de seus principais jogadores e de jogar fora de casa em um lugar extremamente quente e abafado, que afeta o desempenho físico, para muitos, o duelo contra o Cuiabá foi a melhor partida do Atlético sob o comando de Gabriel Milito. Pela primeira vez, o time foi dominante do início ao fim, sem ter uma queda de rendimento na segunda etapa, como vinha acontecendo.

— Creio que hoje, do início ao fim, nosso time dominou o rival com clareza. E isso é algo positivo, pois, nos últimos jogos, no segundo tempo, baixamos um pouco. O desafio era, mesmo com mais calor, ser visitante e enfrentar um rival difícil, sustentar. Sustentar, independente de qual fosse o resultado. Se estivéssemos ganhando, seguir com o plano, empatando ou perdendo, também — disse o argentino.

Eu gostei muito da vitória, mas gostei mais ainda do comportamento da equipe — Gabriel Milito

Milito esperava um início (quase) perfeito?

Os primeiros nove jogos de Milito no comando do Atlético em um mês desde a apresentação não foram quaisquer jogos. O time teve as finais do Mineiro, três duelos importantes da Libertadores e o início do Campeonato Brasileiro. Ele sai desse primeiro mês com o título estadual, a liderança na Libertadores e o 2° lugar no nacional, além de ver seu time apontado como o melhor do Brasil no momento. Mas ele não se surpreende com isso.

— Uma das coisas que faço como treinador, quando escolho dirigir um time, é ver os jogadores. Uma das coisas que temos que ter como treinador, é ter muita segurança e entusiasmo de que maneira vamos jogar. Sei que não é fácil, jogar em tão pouco tempo tantas partidas, mas, o entusiasmo eu tinha, principalmente pela qualidade dos jogadores — disse Milito.

O treinador concluiu que a primeira ideia que ele passou foi explicar que todos devem jogar o jogo, seja na construção do jogo, que vai do Everson ao Hulk, ou na parte defensiva, que vai do Hulk ao Everson: “Espero que no futuro possamos seguir evoluindo, é um processo. Sempre há coisas para melhorar”.

Atlético precisa manter os pés no chão

Milito destacou ainda que o Atlético precisa estar sempre mais atento quando a fase é boa, que não pode pensar ser melhor do que é só porque o momento é bom. O treinador voltou a falar em jogar sempre da mesma forma, independente dos resultados.

— É importante saber que, no futebol, quando as coisas vão bem, temos que estar muito atentos. Proibido pensar que somos mais do que acreditávamos antes. Nem a derrota e nem a vitória podem modificar o nosso comportamento. Algum dia vamos perder, aceitaremos isso e seguiremos trabalhando para voltar a ganhar. O mais importante é saber que estamos representando uma instituição que te obriga a ganhar. Todos os jogos são finais… e realmente são — afirmou Milito.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick se formou em Jornalismo na PUC Minas em 2021. Antes da Trivela, passou por Esporte News Mundo, EstrelaBet e Hoje em Dia.
Botão Voltar ao topo