Brasileirão Série A

Com gol à lá Ronaldinho, Atlético-MG bate Cuiabá e vira líder provisório do Brasileiro

Mesmo com outra formação, Atlético-MG mantém intensidade fora de casa e ganha do Cuiabá por 3 a 0

Não importa a formação tática, nem os jogadores e muito menos suas posições. Independentemente disso, o Atlético-MG fez mais uma excelente atuação e bateu o Cuiabá por 3 a 0, neste sábado (27), pelo Campeonato Brasileiro. Eduardo Vargas, Gustavo Scarpa com um golaço e Paulinho anotaram os gols do time mineiro na Arena Cuiabá.

O resultado deixou o Atlético-MG em uma excelente situação. Agora o time de Belo Horizonte está invicto há 9 partidas, e chegou aos 8 pontos no Brasileirão, e provisoriamente na primeira posição, com 2 vitórias e 2 empates no torneio. Já o Cuiabá vive uma situação complicada. O time mato-grossense chegou ao seu terceiro revés nos três jogos que fez, e ocupa a lanterna da competição.

Mudanças mantêm intensidade na equipe mineira

Para a partida, Gabriel Milito seguiu a sina de fazer alterações na escalação. Gustavo Scarpa, o grande destaque do Galo desde a chegada do técnico argentino ao clube, começou a partida deste sábado atuando como lateral-esquerdo. Bruno Fuchs também ganhou espaço na defesa ao lado de Lemos. E já no início o Galo controlou a partida e se impôs sobre o time anfitrião, e também marcando com intensidade. Os visitantes chegaram a ter um pênalti marcado, mas anulado após consulta ao VAR do árbitro Sávio Pereira Sampaio.

E aos 28 minutos, a pressão do time mineiro finalmente se transformou em gol. Paulinho saiu da área, e com espaço, viu Vargas se movimentando e cruzou a bola na direção do chileno. O substituto de Hulk, com uma lesão na perna direita, se livrou da marcação e de cabeça, tocou no contrapé de Walter, abrindo o placar.

Desde que Deyverson foi afastado por indisciplina, Pitta virou a referência no ataque, e Derik Lacerda também ganhou mais espaço com jogadas individuais. Porém, o ponta foi marcado de perto, e pouco pôde fazer para ajudar a equipe anfitriã a criar jogadas e chegar mais próxima do gol de Everson.

Pressionando mesmo em vantagem, o Atlético-MG chegou a ampliar o marcador nos acréscimos. O lateral Gustavo Scarpa viu espaço e acertou um excelente lançamento diagonal com a perna direita para Alan Franco. O meio-campista rapidamente tocou para a área, e na dividida, a bola bateu na mão de Vargas, e o chileno completou para o gol após bate-rebate. Mas aconselhado pelo VAR, o árbitro reviu o lance e anulou o que seria o segundo gol do chileno, para irritação dos atleticanos.

Domínio aumenta e assegura vitória do Atlético

O início da segunda etapa foi bastante semelhante ao primeiro tempo, com o Atlético-MG mantendo a posse de bola e pressionando o Cuiabá. E aos 6 minutos, quase que Vargas ampliou novamente o marcador. Gustavo Scarpa cruzou na medida para o chileno, que mesmo com espaço, testou para fora. 4 minutos depois, foi a vez de Paulinho ficar próximo de fazer. Ele tabelou com Vargas, mas desajeitado, chutou por cima do gol.

E aos 16 minutos, veio o segundo gol do Atlético-MG, e foi um golaço inspirado em um ídolo do próprio Galo. Em cobrança de falta, Gustavo Scarpa bateu a bola por baixo da barreira no canto direito, surpreendendo Walter. O sexto gol dele com a camisa do time mineiro foi bastante semelhante a dois feitos por Ronaldinho Gaúcho. Em 2006, ainda pelo Barcelona, o camisa 10 fez um gol por baixo da barreira contra o Werder Bremen, e em 2013, com a camisa do próprio Galo, ele marcou outro da mesma maneira frente ao Figueirense.

A vantagem que já era confortável ficou ainda mais após o VAR aparecer em outro lance importante pela terceira vez. O auxiliar de vídeo alertou o árbitro de uma falta dentro da área de Marlon em Vargas. Paulinho pegou a bola e aos 33 minutos, bateu no canto direito e aumentando a vantagem para 3 a 0.

Aos 40 minutos, e já sem forças para conseguir os seus primeiros pontos na competição, o Cuiabá viu as esperanças crescerem após a expulsão de Bruno Fuchs por um segundo cartão amarelo. Pouco tempo depois, o time da casa quase abriu o placar com Eliel de cabeça, aos 43 minutos. Mas essa foi a única grande chance do Cuiabá diante de seus torcedores. Até o apito final, o Atlético-MG controlou a partida, garantiu uma importante vitória e teve outra grande atuação mesmo com time misto e sem o seu principal jogador.

Foto de Vanderson Pimentel

Vanderson Pimentel

Jornalista formado em 2013, e apaixonado por futebol desde a infância. Em redações, também passou por Estadão e UOL.
Botão Voltar ao topo