Ásia/Oceania

Roberto Firmino no Al Ahli: o que significa a transferência para o atacante

Depois de encerrar o seu contrato com o Liverpool, Roberto Firmino, 31 anos, é mais um seduzido pela Arábia Saudita e vai defender o Al Ahli

Roberto Firmino é mais um que jogará na Arábia Saudita, saindo de um time de topo da Europa. O brasileiro deixou o Liverpool, com o qual acabou o seu contrato no mês de junho, e foi anunciado pelo Al Ahli, um dos quatro clubes da Arábia Saudita que agora pertencem ao Estado saudita, via Fundo de Investimento Público (PIF). O brasileiro assinou um contrato de três anos, até 2026. O que significa para Firmino aceitar essa proposta?

Firmino fez história com a camisa do Liverpool. Foram 362 jogos, com 111 gols. O brasileiro conquistou Premier League, Champions League, Copa da Inglaterra e Copa da Liga durante o tempo que esteve em Anfield. Foram oito anos defendendo a camisa dos Reds e onde conquistou a torcida e se tornou um ídolo do clube.

Foi no Liverpool que ele se consagrou como um camisa 9,5, por assim dizer: um centroavante capaz de recuar e armar como camisa 10. Algo similar, em termos de características táticas, do que faziam Evair, nos tempos de Palmeiras, e Fernandão, nos tempos de Internacional. Até por isso, teve alguma dificuldade em se firmar como titular da seleção brasileira, porque essa função ele não precisava exercer, já que havia outros jogadores para isso.

Quem estava interessado em Firmino?

Aos 31 anos, Roberto Firmino era especulado em diversos clubes importantes. O mercado que mais chamava a atenção era a Bundesliga, onde Firmino brilhou com a camisa do Hoffenheim. Chegou a se especular Werder Bremen e até o Borussia Dortmund, mas nenhum concretizou o interesse com propostas, ao menos não conhecidas. Se falou também sobre o Real Madrid, onde ele poderia chegar para compor elenco e ajudar em um time que tem poucos atacantes.

Chegou até a se falar de um possível retorno ao Brasil, mas isso sempre pareceu improvável pelo patamar financeiro que Firmino atingiu. A Arábia Saudita logo surgiu como uma oportunidade. É inegável que a proposta dos sauditas seria, sem dúvida, a melhor financeiramente que o jogador receberia.

O que a ida para a Arábia Saudita significa para Firmino?

Na prática, Firmino decidiu sair do alto nível pelo dinheiro. Pela idade que tem, teria todas as condições de estar em uma grande liga, inclusive em um grande clube. A proposta da Arábia Saudita é, evidentemente, fora de série. Mas é também uma opção por um campeonato que, mesmo com tantos reforços, seguirá bem abaixo do nível que ele poderia jogar.

Firmino não estava no seu melhor nessa última temporada. Acabou fora da Copa do Mundo na reta final, diante de tantos concorrentes de peso no ataque. Também não conseguia mais ser titular no Liverpool, embora seguisse como uma opção importante. Até por isso, ele não quis continuar no clube, mesmo com a intenção do Liverpool de permanecer com ele, admitida por Jürgen Klopp. A opção de deixar o Liverpool foi, portanto do jogador.

Até por isso, se esperava que ele pudesse escolher um clube onde ele pudesse jogar, ser titular e voltar a ser destaque. Ele vai para um clube onde será titular, evidentemente, mas onde esportivamente terá muito menos desafio e onde estará bem longe do mais alto nível.

Significa também que ele parece encerrar a sua participação na seleção brasileira. Ele nunca foi um nome que agradou tanto à opinião pública, justamente porque foi um jogador negociado ainda muito jovem e sem vínculo com grandes clubes do país. Nunca criou uma identificação. Além disso, é preciso reconhecer que também nunca foi na Seleção o Firmino que nos acostumamos a ver pelos clubes, especialmente pelo Liverpool. Jogando na Arábia Saudita, não há padrão de comparação possível e ele vai ser deixado de fora e ninguém poderá dizer que é injusto.

O jogador tem todo direito de escolher o seu destino e, afinal, não se faz conta com o dinheiro dos outros. Ele sabe o que é prioridade e decidiu o que considerou ser o melhor para ele. Jogará ao lado de outra estrela contratada pelo Al Ahli, o goleiro Edouard Mendy, que chega do Chelsea.

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo