Ásia/Oceania

Escândalo de manipulação de resultados no Afeganistão explode após denúncias de jogadores

O presidente da Federação de Futebol do Afeganistão, Mohammad Kargar, foi acusado de manipulação de resultados

Mais um caso de manipulação de resultados movimentou o mundo do futebol. Após a polêmica explodir no Brasil no início de 2023, agora foi a vez do Afeganistão ser alvo de um escândalo após ex-jogadores da seleção do país denunciaram o presidente da federação, Mohammad Kargar.

Vários ex-atletas afegãos, incluindo o ex-capitão da seleção Djelaludin Sharityar, e o goleiro Aimal Gerowal, alegaram que Kargar ordenou que eles manipulassem dois jogos durante um torneio na Malásia, em 2008. O presidente da Federação de Futebol do Afeganistão está no cargo desde janeiro de 2019, mas teve duas passagens como treinador da seleção do país.

Os ex-jogadores acusam Mohammad Kargar de colaborar com os conhecidos manipuladores de resultados Wilson Raj Perumal e Dan Tan para organizar os jogos contra Nepal e Serra Leoa no torneio Merdeka. Vale ressaltar que, em 2013, Tan foi descrito pela Interpol como chefe do “maior e mais agressivo sindicato de manipulação de resultados do mundo”. Ele nega qualquer irregularidade.

Em outubro de 2019, a Fifa baniu o ex-jogador do Afeganistão Mohammad Salim Israfeel Kohistani e outros seis atletas para sempre após uma “investigação que durou vários anos” centrada em jogos que Perumal, um manipulador de jogos condenado de Singapura, tentou manipular para fins de apostas.

Vários atletas que defenderam a seleção afegã apontaram que o presidente da federação do país também estava envolvido em um esquema com Perumal, e seu sócio Tan, em troca de cada jogador receber US$ 2500 (cerca de R$ 12 mil) no torneio amistoso disputado na Malásia em 2008.

A suposta participação de Mohammad Kargar no esquema de manipulação de resultados no Afeganistão

Sharityar e outros três jogadores que jogavam na Alemanha à época disseram ao The Guardian que se recusaram em participar do suposto esquema de manipulação de resultados. O ex-capitão do Afeganistão ainda declarou que implorou para Mohammad Kargar não seguir adiante com o plano de empatar com o Nepal por 2 x 2, no Estádio Petaling Jaya, em Sengahor, no dia 16 de outubro de 2008.

Djelaludin Sharityar revelou que ficou tão irritado com a determinação de Kargar em supostamente manipular o resultado da partida que jogou uma cadeira em direção ao treinador e saiu furioso da reunião. Outro atleta daquela seleção afegã, que preferiu não ser identificado, afirmou que o presidente da federação o ameaçou quando ele recusou participar do esquema.

Mohammad Kargar negou todas as acusações e declarou ao The Guardian que estava sendo alvo de “pessoas que vivem fora do Afeganistão e querem prejudicar o futebol no país”. O presidente da federação também disse:

“Essas pessoas estão falando sobre manipulação de resultados, mas não encontraram nenhuma prova contra mim. Agora me culpam por 2008. A Fifa investigou esse caso e tudo foi esclarecido”.

Perumal e Tan não se pronunciaram sobre as acusações. Os jogadores que atuavam no futebol alemão e se recusaram em fazer parte do esquema foram orientados a ficarem no banco de reservas. Eles alegam que ouviram o técnico passar instruções claras no intervalo e durante o jogo para o resultado ser sacramentado. A partida realmente terminou 2 para Afeganistão e 2 para Nepal.

O suposto esquema contra Serra Leoa não se concretizou

Os atletas também alegam que Mohammad Kargar planejou que o Afeganistão perdesse a partida contra a seleção sub-20 de Serra Leoa por 6 x 0, que aconteceria dias depois. Entretanto, Hafizullah Qadami desobedeceu às ordens do técnico e marcou um gol, cujo placar final foi 6 x 1. Ele nunca mais jogou pela seleção afegã novamente.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo o futebol. Por mais redundante que seja, ama escrever sobre o que é apaixonado, ficando de olho em tudo o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo