Ásia/Oceania

Interminável, Cristiano Ronaldo assume a artilharia mundial de 2023 e comanda goleada do Al-Nassr sobre o Al-Ittihad

Faltando menos de dois meses para completar 39 anos, Cristiano Ronaldo se tornou o jogador com mais gols em 2023 na goleada do Al-Nassr sobre o Al-Ittihad

Certas coisas nunca mudam, e uma delas é definitivamente o faro de artilheiro de Cristiano Ronaldo. Mesmo longe da sua melhor forma, até por estar prestes a completar 39 anos, o craque marcou duas vezes de pênalti nesta terça-feira (26), comandou a goleada do Al-Nassr por 5 a 2 sobre o Al-Ittihad em duelo atrasado válido pela 17ª rodada do Campeonato Saudita e se tornou o jogador com mais gols no ano de 2023.

Jogando diante de sua torcida no Estádio Prince Abdullah Al-Faisal, o Al-Ittihad abriu o placar com Abderrazak Hamdallah, mas Cristiano Ronaldo empatou rapidamente cobrando pênalti. Ainda no primeiro tempo, Anderson Talisca virou o confronto, em jogada brasileira com cruzamento de Alex Telles. Na segunda etapa, Hamdallah marcou pela segunda vez e deixou tudo igual novamente, mas o equilíbrio da partida acabou com a expulsão de Fabinho aos 20 minutos. Cristiano Ronaldo colocou os visitantes em vantagem mais uma vez, também de pênalti, e Sadio Mané sacramentou a goleada com dois gols.

O confronto ainda marcou o reencontro entre Kardim Benzema e Cristiano Ronaldo. Companheiros de Real Madrid por nove temporadas, conquistaram juntos 15 títulos, incluindo quatro Champions League, três Mundiais de Clubes e duas La Ligas. A última vez que os dois vencedores da Bola de Ouro haviam se enfrentado foi em 2021, no empate entre 2 a 2 França e Portugal na fase de grupos da Eurocopa. Na ocasião, cada um marcou duas vezes.

Com a goleada desta terça, o Al-Nassr chegou a quatro vitórias seguidas, sendo três pelo Campeonato Saudita. O time comandado por Luís Castro tem 43 a pontos após 18 jogos e é o vice-líder da competição, mas ainda está distante do rival Al-Hilal, que tem 50 pontos e permanece invicto.

O Al-Ittihad, por outro lado, não consegue se encontrar. Atual campeão saudita, os Tigres conquistaram 28 pontos após 18 partidas e ocupam o sexto lugar. Com Al-Hilal, Al-Nassr e Al-Ahli nas primeiras posições, é o único dos quatro clubes adquiridos pelo Fundo de Investimento Público da Arábia Saudita a não figurar entre os melhores colocados na tabela de classificação. Eliminado precocemente na segunda fase do Mundial de Clubes pelo Al Ahly, o time do técnico Marcelo Gallardo sofreu sua terceira derrota consecutiva.

Os números de Cristiano Ronaldo em 2023

Desde que chegou na Arábia Saudita, Cristiano Ronaldo é o principal destaque do Al-Nassr. Na atual temporada, o português soma 29 gols e 11 assistências em 30 partidas pelo clube. Com 19 bolas na rede e nove passes para gol, o camisa 7 ainda é artilheiro e garçom do Campeonato Saudita.

Com os dois pênaltis convertidos diante do Al-Ittihad, o craque chegou a 53 gols em 2023 e se tornou o artilheiro do ano, superando Erling Haaland, Harry Kane e Kylian Mbappé. Até aqui, foram 43 tentos em 49 compromissos pelo Al-Nassr e dez em nove aparições pela seleção de Portugal.

Kane e Mbappé marcaram 52 vezes cada em 2023, mas não entrarão mais em campo antes de 2024 e não poderão ultrapassar o português. Quem ainda tem chance é Haaland, já que o Manchester City enfrenta o Everton nesta quarta-feira (27), em Goodison Park, e o Sheffield United no sábado (30), no Etihad Stadium. O norueguês tem 50 gols no ano, mas ainda é dúvida para os próximos jogos da equipe de Pep Guardiola por estar se recuperando de um estresse ósseo no pé.

Cristiano Ronaldo, por sua vez, ainda poderá melhorar a marca. No sábado, o Al-Nassr visita o Al-Taawoun pela 19ª rodada do Campeonato Saudita e se despede de 2023.

Como foi o jogo

Foram necessário apenas 13 minutos para o placar da partida ser aberto. Após receber de Karim Benzema na ponta da área, Abderrazak Hamdallah girou para cima do primeiro marcador, superou o segundo ao cortar para direita e finalizou forte no canto direito do goleiro Nawaf Al-Aqidi, que até tocou na bola mas não foi capaz de evitar o belo gol do marroquino.

A vantagem do Al-Ittihad, no entanto, durou somente cinco minutos. Pouco tempo depois, Benzema chutou o zagueiro Ali Al-Oujami dentro da área após  bola levantada na área em cobrança de falta, levando o árbitro grego Polychronis Kostaras a assinalar pênalti. Cristiano Ronaldo bateu no canto esquerdo de Abdullah Al-Mayouf, que pulou para o outro lado, e empatou o confronto.

O português quase marcou novamente três minutos depois, mas acertou o travessão em tentativa de dentro da área após grande arrancada pela esquerda. Mesmo assim, a virada do Al-Nassr veio ainda no primeiro tempo. Aos 37, Alex Telles cruzou para Anderson Talisca, que dominou dentro da área, cortou a marcação e bateu de pé direito na saída de Al-Mayouf.

Atrás no marcador, o Al-Ittihad voltou do intervalo com tudo e deixou tudo igual novamente aos cinco minutos da segunda etapa. Hamdallah aproveitou a bola alçada na área em cobrança de falta do brasileiro Igor Coronado e subiu sozinho para cabecear para baixo no canto esquerdo de Al-Aqidi.

O atacante marroquino ainda ficou muito próximo do hat-trick dois minutos depois, mas o goleiro do Al-Nassr fez uma defesa sensacional com o pé direito em finalização quase da marca do pênalti. No rebote, ele ainda salvou a cabeçada de Benzema.

A chance desperdiçada custou caro, e a possibilidade de virada do Al-Ittihad foi por água abaixo aos 20 minutos, quando o volante Fabinho vacilou dentro da área, impediu Otávio de roubar a bola ao segurar seu rosto e foi expulso pelo segundo cartão amarelo. Novamente diante da marca da cal, Cristiano Ronaldo converteu nova penalidade e colocou o Al-Nassr na frente novamente.

Com um a mais, os visitantes sobraram no Estádio Prince Abdullah Al-Faisal. Sadio Mané fez o quarto, após receber de Anderson Talisca na entrada da pequena área com o gol aberto, e o quinto, completando grande enfiada de bola rasteira de Otávio.

Foto de Felipe Novis

Felipe Novis

Felipe Novis nasceu em São Paulo (SP) e cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Antes de escrever para a Trivela, passou pela Gazeta Esportiva.
Botão Voltar ao topo