Ásia/Oceania

Antes da próxima janela chinesa, Federação aperta ainda mais as restrições a estrangeiros

A janela de verão do futebol chinês está prestes a ser aberta, mas será ainda mais difícil para os clubes do país desembolsarem quantias inflacionadas para contratar estrelas do futebol europeu – ou até mesmo do brasileiro, embora esse tipo de movimentação tenha ficado menor nas últimas ações do mercado asiático.

LEIA MAIS: Sem perdão! Jogador do Shenhua pode ficar até sem salário por pisão violento em Witsel

A Federação Chinesa decretou que os clubes que estiverem com o balanço no vermelho, atualmente, quase todos, deverão depositar um valor idêntico ao da contratação de um estrangeiro em um fundo de desenvolvimento do futebol local. Ou seja, caso o Shanghai SIPG tivesse contratado Hulk na próxima janela, teria que pagar € 56 milhões para o Zenit e mais € 56 milhões para o fundo. Além disso, os clubes agora são obrigados a colocar no time titular um jogador sub-23 chinês para cada jogador estrangeiro. “Os clubes precisam comprar jogadores de maneira racional”, afirmou a federação.

No começo de janeiro, depois das contratações de Oscar por € 70 milhões e de Tevez, com salários na casa dos € 37,5 milhões, o governo chinês havia dito que haveria um “controle de custos de razoável alcance” e que a supervisão sobre os clubes seria reforçada. Isso um mês depois de a Superliga Chinesa ter diminuído o número de estrangeiros permitidos em cada equipe, de quatro para três, com a permissão de um asiático não-chinês.

O medo das autoridades é que o futebol chinês fique desequilibrado, com clubes “queimando” dinheiro por resultados de curto prazo, sem pensar no desenvolvimento orgânico do esporte no país. Além disso, segundo o EL País, há a preocupação de que os empresários que administram essas agremiações estejam aproveitando o mercado de jogadores para tirar grana da China, movimentação que passa por forte controle do governo central, ou até mesmo lavando dinheiro.

Apenas alguns dias atrás, o Tianjin Quanjian emitiu um comunicado desmentindo que tivesse interesse no atacante do Chelsea, Diego Costa. Wayne Rooney é outra estrela da Europa que vem sendo tentado por salários milionários.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo