Ásia/Oceania

Com show de Milinkovic-Savic, Al-Hilal vence clássico contra o Al-Ittihad de virada por 3 x 1

Equipe de Romarinho sai na frente, mas sofre virada com grande atuação do meia sérvio

Al-Hilal e Al-Ittihad fizeram um clássico à altura das expectativas na tarde desta sexta-feira na Kingdom Arena em Riade. Os comandados de Marcelo Gallardo, que ainda não conseguiram apresentar um bom futebol desde que foram assumidos pelo argentino, começaram melhor o encontro, marcando forte e saindo em velocidade pelos lados. Em uma dessas escapadas, N'Golo Kanté apareceu livre na área após cruzamento de Zakaria Al Hawsawi para fazer 1 x 0.

Ainda no primeiro tempo, o Al-Hilal, time que mais faz gols em jogadas de bola parada na Saudi Pró League, se aproveitou de uma confusão na área para melhorar ainda mais esta estatística, empatando o confronto com Al-Shehri, que aproveitou confusão na área após cobrança de escanteio. No segundo tempo, Milinkovic-Savic pegou a bola, colocou embaixo do braço e disse “deixa comigo” e comandou literalmente a virada e a construção do placar mais elástico.

Foram do sérvio os passes para os gols do brasileiro Malcom e de Abdulhamid, que decretaram mais uma vitória do Al-Hilal na Saudi Pró League a 25ª seguida na competição. Faltam apenas dois jogos para que os comandados do português Jorge Jesus batam o recorde de 27 vitórias consecutivas.

Equipes se anulam em primeiro tempo agitado

Os primeiros vinte minutos do Al-Ittihad no clássico foram excelentes. Se fechando em uma linha de cinco jogadores no seu sistema de defesa, os comandados de Marcelo Gallardo neutralizaram o processo de construção do Al-Hilal, que se limitou a cruzar bolas na área, sem sucesso, na parte inicial do jogo na Kingdom Arena, em Riade.

Marcando forte e apostando na velocidade de seus alas, o Al-Ittihad foi muito mais eficiente dentro da sua proposta de jogo no começo da partida e abriu o marcador aos 12 minutos do primeiro tempo. Zakaria Al Hawsawi era uma das principais válvulas de escape dos Tigres. O ala esquerdo foi lançado na linha de fundo e cruzou na medida para N'Golo Kanté, que deu um lindo peixinho, para o chão, como manda o figurino para marcar o primeiro gol do jogo.

O gol acendeu finalmente o Al-Hilal no jogo, que a partir do gol sofrido, foi ao ataque e começou a encontrar mais os seus meias, que começaram a aparecer mais no jogo. Malcom, Milinkovic-Savic, Michael e Salem Al-Dawsari começaram a participar mais do confronto, o que possibilitou o time da casa a incomodar mais a defesa do Al-Ittihad.

Apesar de não ser goleiro mais seguro do mundo, Al-Mayouf fez boas defesas e conseguiu manter a meta dos Tigres segura contra as investidas do Al-Hilal, que na primeira etapa forçou muito pelo lado esquerdo. Aos 39 minutos, os mandantes conseguiram o empate após confusão dentro da área depois de uma cobrança de escanteio. Saleh Al-Shehri aproveitou sobra de bola e mandou para o fundo do gol, deixando tudo igual.

No lance seguinte, o salvadorenho Ivan Alcides Barton Cisneros marcou pênalti em cima de Hegazy, mas após revisão do VAR, o lance foi anulado, corretamente. O placar de 1 x 1 foi justo e representou bem o que cada time produziu no primeiro tempo de partida.

Milinkovic-Savic entra no jogo no segundo tempo e mantém série invicta do Al-Hilal

O segundo tempo na Kingdom Arena foi de ainda maior domínio por parte do Al-Hilal. Se no primeiro tempo, o time comandado por Jorge Jesus conseguiu controlar as ações a partir da metade da primeira etapa. No que diz respeito ao segundo tempo, o domínio do time mandante foi ainda maior. Milinkovic-Savic não havia feito um bom primeiro período de jogo.

Um tanto apagado em campo, o sérvio foi presa fácil ao sistema de marcação do Al-Ittihad durante boa parte dos primeiros 45 minutos. Mas a história foi diferente na segunda etapa de jogo, um dos principais meias da Saudi Pró League se apresentou para o jogo nos 45 minutos finais e a partida tomou outra forma, totalmente mais favorável ao Al-Hilal, que construiu a virada com muita naturalidade.

Aos 14 minutos, na base do toque de bola, o sérvio foi lançado na linha de fundo e rolou a bola na boa para o brasileiro Malcom, ex-Corinthians, mandar para o fundo do barbante, virando o confronto. Oito minutos mais tarde, foi a vez de Milinkovic-Savic dar um passe de cinema para Saud Abdulhamid, que se livrou como quis da marcação de Hegazy para marcar um lindo gol e dar números finais ao encontro.

 

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo