Libertadores

Único 100%, Atlético-MG pode garantir liderança geral da Libertadores contra o Peñarol

Imbatível na competição e sob o comando de Gabriel Milito, Atlético encara o Peñarol na tentativa de garantir a liderança geral da Libertadores

Com quatro vitórias nos quatro primeiros jogos e a vaga nas oitavas garantida, o Atlético é o único time 100% na fase de grupos da Libertadores. Nesta terça-feira (14), o Galo entra em campo às 19h para encarar o Peñarol, no Uruguai. Em caso de uma nova vitória, o time de Gabriel Milito poderá garantir a liderança geral do torneio, ou pelo menos deixá-la bem encaminhada.

Nenhum outro time soma 12 dos 12 pontos possíveis na Libertadores, só o Atlético. Com mais uma vitória nesta terça, o Galo chegaria a 15, o que deixaria ele, no mínimo, bem encaminhado para ser o líder geral da fase de grupos. Mas o Alvinegro pode até sonhar em cravar esse primeiro lugar já nesta rodada, para isso, vai precisar de uma combinação de resultados.

Palmeiras, River Plate, Talleres e Bolívar possuem 10 pontos cada, podendo ainda alcançar ou ultrapassar o Atlético. Ou seja, eles precisam tropeçar na rodada, mesmo que seja um empate, para o Galo garantir sua liderança geral. O time de Abel Ferreira joga em casa contra o Independiente del Valle, já os argentinos encaram Cobresal e Libertad, respectivamente, também como mandantes. O Bolívar é o único que joga fora, visitando o Flamengo, que nem sonha em perder pontos no Maracanã.

Mas, mesmo que o Atlético e esses times (ou pelo menos um deles) também conquistem três pontos, o time de Gabriel Milito terá a liderança geral bem encaminhada. Isso porque o Galo encara, na última rodada, o Caracas, na Arena MRV. Os venezuelanos são um dos times mais fracos dessa Libertadores, e levaram uma goleada de 4 a 1 dos atleticanos na Venezuela. Dessa forma, apesar de não ser impossível, é inimaginável que o Alvinegro perca pontos no fechamento da fase de grupos.

A liderança geral na fase de grupos é importante por dar o direito de decidir todos os mata-matas, com exceção da final, como mandante. Ou seja, o Galo faria os segundos jogos das fases na Arena MRV. A grande decisão já está definida para acontecer em Buenos Aires, na Argentina, mas o estádio ainda não está certo. Quem lidera a corrida é o Monumental, do River Plate.

Repetindo o filme de 2013?

A torcida do Atlético tem encontrado várias coincidências entre alguns acontecimentos de 2013, ano em que o clube conquistou a Libertadores, com 2024. Caso o Galo avance para as oitavas como líder geral, será mais uma semelhança para a conta, já que há 11 anos o time liderado por Ronaldinho Gaúcho foi o melhor da fase de grupos.

Naquela ocasião, o Atlético venceu os cinco primeiros jogos, mas perdeu o último, para o São Paulo.

Atlético teve descanso e incentivo da torcida

O Atlético “pulou” de um jogo da Libertadores o outro nesta semana. Na última terça (7), o Galo venceu o Rosario Central, na Argentina, por 1 a 0, o que o confirmou como o primeiro classificado para as oitavas. O time de Milito voltaria a campo no sábado (11), para encarar o Grêmio, na Arena MRV, mas o jogo foi adiado por conta dos desastres causados pela chuva no Rio Grande do Sul.

Diante disso, o Atlético teve dois dias de folga após o jogo na Argentina e apenas treinou desde sexta. O Galo, no entanto, teve sim o apoio do seu torcedor nesse período, já que realizou um treino aberto na Arena MRV para arrecadar doações e verba para o Rio Grande do Sul.

— Temos que tentar ajudar de alguma forma eles se reerguerem, terem as casas de volta, uma boa alimentação e higiene. É importante não só para eles, mas para todo o nosso país. Hoje foi um evento muito marcante para ajudar e também para a gente receber uma energia e um carinho do torcedor — destacou Paulinho.

Para o jogo desta terça, Milito só não tem à disposição os lesionados Rubens e Paulo Vitor. O treinador poderá, então, repetir o time que venceu o Rosario há uma semana.

Ligados pelo lendário Mazurkiewicz, Atlético e Peñarol não tem muitos encontros na história, e essa será apenas a segunda vez (oficial) que se enfrentam no Uruguai. A primeira foi em 2000, pela Copa Mercosul, e terminou empatada por 2 a 2. É também a primeira vez do Alvinegro no Campeón del Siglo, imponente novo estádio dos Aurinegros, inaugurado em 2016.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick se formou em Jornalismo na PUC Minas em 2021. Antes da Trivela, passou por Esporte News Mundo, EstrelaBet e Hoje em Dia.
Botão Voltar ao topo