Libertadores

Última parcial de ingressos e semelhanças com o Olímpico consolidam Couto Pereira como segunda casa do Grêmio

Couto Pereira receberá grande público para o jogo do Tricolor Gaúcho contra o Estudiantes, no próximo sábado (8), pela Libertadores

Curitiba, definitivamente, se tornou a casa do Grêmio enquanto a Arena é recuperada depois de ficar inundada pelas enchentes no Rio Grande do Sul. Após grande festa na goleada por 4 a 0 sobre o The Strongest, a promessa é de um Couto Pereira cheio, novamente, no jogo do próximo sábado (8), às 19h, contra o Estudiantes, também pela Libertadores.

Conforme a última atualização do Grêmio, divulgada na noite de quarta-feira (5), 30 dos 32,9 mil ingressos colocados à disposição já haviam sido vendidos. Uma nova carga de mil ingressos foi colocada à venda nesta quinta-feira (6), das 10h às 18h, exclusivamente no Couto Pereira. On-line, ainda existem entradas à disposição para o setor Evangelino da Costa Neves.

Gaúchos no Paraná e similaridade com o Olímpico são trunfos do Couto Pereira

O sucesso da escolha do Couto Pereira como sede das primeiras partidas do Grêmio nessa retomada passa por alguns aspectos. Além dos 700 quilômetros de distância de Porto Alegre a Curitiba viabilizarem viagens de carro ou ônibus, existem muitos gaúchos e, por consequência, gremistas no Paraná — especialmente no oeste do estado.

O Couto Pereira também traz um sentimento nostálgico à torcida do Grêmio, já que lembra o antigo estádio Olímpico, em Porto Alegre. Em entrevista exclusiva à Trivela, Tcheco, ídolo dos dois clubes, concordou com a comparação.

— Tem semelhança, né? Porque a gente fala que é o gigante de concreto aqui em Curitiba. O Olímpico também é um grande gigante de concreto. A estrutura se assemelha um pouquinho, não é muito diferente. Eu acho que tem muito a ver as comparações que estão fazendo. Acho também que a logística do Grêmio ter colocado aqui em Curitiba foi ideal, porque o núcleo de consulados gremistas que têm não só em Curitiba, mas ao redor e no interior aqui, é muito grande — comentou.

Grêmio também mandará jogos em outros estados

Ainda que o Grêmio se sinta em casa no Couto Pereira, ele não será o palco de todos os jogos do Tricolor Gaúcho até que a Arena do Grêmio esteja novamente apta para receber partidas. A questão logística será sempre levada em conta.

— Agradeço a Curitiba e ao povo do Paraná. Mas tem horas que vamos que ter que sair para viajar o mínimo possível. Vamos tentar fazer jogos em outros estados também para evitar o desgaste. Isso não quer dizer que depois desses três jogos o Grêmio não volte a jogar aqui. Depende muito dos adversários. Sempre que der vamos jogar aqui, porque de coração, nos sentimos como se estivéssemos na Arena do Grêmio — disse o técnico Renato Gaúcho após a goleada sobre o The Strongest, em que 23 mil gremistas fizeram linda festa nas arquibancadas do Couto Pereira.

Contra o Estudiantes, Grêmio busca o primeiro lugar do grupo na Libertadores

Com a vitória por 1 a 0 sobre o Huachipato, na última terça-feira (4), no Chile, o Grêmio garantiu classificação antecipada para a próxima fase da Libertadores. Diante do Estudiantes, o Tricolor Gaúcho define se será primeiro ou segundo colocado do Grupo C.

Se vencer, o Grêmio ultrapassará o The Strongest e enfrentará o Peñarol nas oitavas de final. Se empatar ou perder, o adversário será o Fluminense.

Grêmio na Libertadores 2024

  • 2º colocado do Grupo C com 9 pontos em 5 jogos
  • 3 vitórias e 2 derrotas
  • 60% de aproveitamento
  • 6 gols feitos, 4 gols sofridos

 

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho, formado em jornalismo pela PUC-RS e especializado em análise de desempenho e mercado pelo Futebol Interativo. Antes da Trivela, passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo