Libertadores

Torcida do Grêmio transformou o Couto Pereira no Olímpico em goleada na Libertadores

23 mil gremistas apoiaram um Tricolor Gaúcho que, devido às enchentes no Rio Grande do Sul, voltou a atuar depois de quase um mês

Se o prejuízo de não poder jogar na Arena do Grêmio é imensurável, ao menos o Tricolor Gaúcho foi feliz na escolha de local para suas primeiras partidas após as enchentes que assolaram o Rio Grande do Sul. No Couto Pereira, em Curitiba, a torcida gremista fez uma linda festa e ajudou o Grêmio a golear o The Strongest, por 4 a 0, na noite de quarta-feira (29), pela fase de grupos da Libertadores.

Já no pré-jogo a torcida providenciou muitas homenagens ao Rio Grande do Sul no Couto Pereira. Nas arquibancadas, foram estendidas duas faixas com os dizeres ‘que a união do Brasil pelo RS sirva de modelo à toda terra’, em referência ao hino do estado. Além disso, três bandeirões subiram quando os times entraram em campo — um deles, com a bandeira em verde, vermelho e amarelo escrita #ForçaRS.

Comparação do Couto Pereira com o Olímpico já era feita antes do jogo

Ao todo, mais de 23 mil gremistas estiveram no Couto Pereira. E, de fato, eles transformaram o estádio do Coritiba no saudoso Olímpico, conforme comparação que já era feita antes do jogo, e com a qual Tcheco, ídolo dos dois clubes, concordou em entrevista exclusiva à Trivela.

— Tem semelhança, né? Porque a gente fala que é o gigante de concreto aqui em Curitiba. O Olímpico também é um grande gigante de concreto. A estrutura se assemelha um pouquinho, não é muito diferente. Eu acho que tem muito a ver as comparações que estão fazendo. […] Vai fazer muito barulho, tenho certeza — projetou.

Realmente, fez muto barulho. Em especial, a Geral do Grêmio, que lotou os três andares de arquibancada atrás de um dos gols, não parou de cantar, e fez o Alto da Glória parecer a Azenha. O time também colaborou. Foram quatro explosões nos gols de Soteldo, João Pedro, Galdino e Gustavo Nunes.

Jogadores e Renato enaltecem torcida e agradecem pelo apoio

Autor do último tento, o jovem atacante falou à Trivela, na zona mista do Couto Pereira, sobre a sensação de correr em direção à massa após ter marcado o belo gol. Aos 44 minutos do segundo tempo, Gustavinho arrancou pelo lado esquerdo, passou por dois jogadores e chutou colocado no canto esquerdo de Viscarra.

— Um dos momentos mais felizes da minha vida. Também queria agradecer aos todos os torcedores por terem vindo nesse jogo importante e nos apoiado — destacou.

Em sua entrevista coletiva, Renato Portaluppi também agradeceu à torcida gremista pelo apoio. Para o treinador do Grêmio, os torcedores fizeram com que a equipe se sentisse em casa, mesmo a mais de 700 quilômetros de Porto Alegre.

— A festa foi maravilhosa. Só tenho que agradecer o que os torcedores do Grêmio fizeram, torcedores aqui do Paraná. Parecia que estávamos jogando na Arena, tamanho o abraço da torcida do Paraná, junto com a nossa torcida — enalteceu Renato.

Apesar do grande apoio, Renato não garante Couto Pereira como sede fixa do Grêmio

Os próximos dois jogos do Grêmio como mandante, nos dois próximos sábados, contra RB Bragantino, pelo Campeonato Brasileiro, e Estudiantes, pela Libertadores, também serão no Couto Pereira. Entretanto, o treinador não garantiu que o estádio do Coritiba será a sede fixa do Tricolor Gaúcho enquanto a Arena estiver interditada. O motivo? Logístico.

— Agradeço a Curitiba e ao povo do Paraná. Mas tem horas que vamos que ter que sair para viajar o mínimo possível. Vamos tentar fazer jogos em outros estados também para evitar o desgaste. Isso não quer dizer que depois desses três jogos o Grêmio não volte a jogar aqui. Depende muito dos adversários. Sempre que der vamos jogar aqui, porque de coração, hoje nos sentimos como se estivéssemos na Arena do Grêmio — reiterou Renato.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho, formado em jornalismo pela PUC-RS e especializado em análise de desempenho e mercado pelo Futebol Interativo. Antes da Trivela, passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo