Libertadores

Renato celebra que vitória do Grêmio tenha minimizado (um pouco) a dor do povo gaúcho

Apesar de elogiar a grande atuação da equipe, treinador ainda enxerga o Tricolor Gaúcho abaixo dos outros times pela falta de ritmo de jogo

Depois de um mês sem jogar por conta das enchentes que assolaram o Rio Grande do Sul, o Grêmio voltou em grande estilo. Com ótima atuação, o time de Renato Portaluppi goleou o The Strongest, por 4 a 0, na noite desta quarta-feira (29), no Couto Pereira, em Curitiba/PR. Na entrevista coletiva após o jogo, o treinador gremista comemorou que, com o resultado, o Tricolor tenha amenizado, ainda que pouco, o sofrimento dos gaúchos.

— Dentro de campo sabíamos que precisávamos da vitória. Não é muito, mas falei para eles [jogadores]: Vamos tentar minimizar o sofrimento do nosso povo. Sei que é quase nada perto do que a gente sofreu — disse Renato.

‘Parece que estávamos na Arena’: Renato elogia torcida do Grêmio

O treinador fez questão de agradecer à torcida gremista pelo apoio em Curitiba. Mais de 23 mil gremistas fizeram uma bonita festa no Couto Pereira, atenuando o prejuízo pelo fato do Tricolor não poder atuar na Arena do Grêmio, que foi muito danificada pelas enchentes no Rio Grande do Sul.

— A festa foi maravilhosa. Só tenho que agradecer o que os torcedores do Grêmio fizeram, torcedores aqui do Paraná. Parecia que estávamos jogando na Arena, tamanho o abraço da torcida do Paraná, junto com a nossa torcida — destacou Renato.

Apesar da grande atuação, Renato ainda vê Grêmio atrás das outras equipes pela falta de ritmo de jogo

O treinador gremista elogiou muito seu time. Tanto pelo profissionalismo e comprometimento nos treinamentos, mesmo com o psicológico afetado pela tragédia climática no Rio Grande do Sul, quanto pela grande atuação contra o The Strongest.

Entretanto, apesar da goleada, Renato frisou que o ótimo desempenho não será regra. Ele voltou a alertar que a falta de ritmo de jogo, assim como desgaste pela sequência de partidas que o Grêmio terá a partir de agora, prejudicará o time.

— O Grêmio fez uma excelente partida desde o início. Mas não vamos tirar como base apenas uma partida. Em vários lances no primeiro tempo, com o Diego [Costa], com o Franco [Cristaldo], perdemos a bola pela falta de ritmo. Treinamos bem, o grupo foi muito bem, eles estão de parabéns. Mas estamos muito atrás dos adversários. Nós jogamos muito bem, mas no ritmo de jogo estamos muito atrás dos adversários — reiterou Renato.

Renato critica postura de outros clubes diante da tragédia climática no RS

Sem citar nomes, o treinador do Grêmio criticou outros clubes do futebol brasileiro pela postura diante da catástrofe no Rio Grande do Sul, e o prejuízo que ela trouxe às equipes gaúchas. Renato deu a entender que lamenta o retorno do futebol já neste momento.

— É bonito ver todos nos ajudando, mas na hora de gritar a nosso favor, foram poucos clubes. Para isso temos o nosso presidente. Mas no momento em que as coisas são definidas, temos que chegar e cumprir, até porque somos funcionários — desabafou Renato.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho, formado em jornalismo pela PUC-RS e especializado em análise de desempenho e mercado pelo Futebol Interativo. Antes da Trivela, passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo