Mundo

Com um time experiente, Venezuela viveu um épico para chegar sua primeira final do Mundial sub-20

Chegar às semifinais da Copa do Mundo sub-20 já era um feito inédito para a Venezuela, mas o time não se limitou a isso. Nesta quinta-feira, a seleção Vinotinto passou pelo Uruguai com ares épicos. O time pode não ter tradição em grandes torneios, mas vem fazendo uma competição enorme. Teve que passar por mais uma decisão duríssima. Arrancou empate nos acréscimos, igualando o placar em 1 a 1, e decidiu o destino nos pênaltis depois de uma prorrogação sem gols. Vai para a final.

LEIA TAMBÉM: Empate entre Espanha e Colômbia serviu para consagrar Falcao como maior artilheiro da seleção

A Venezuela sofreu muito para sair com a vaga inédita na final. Nas duas fases anteriores, a Venezuela fez bons jogos, mas sempre com enorme sofrimento.Desta vez não foi diferente. Os uruguaios saíram em vantagem com um pênalti. Agustin Cabnobbio foi derrubado na área e o árbitro não tinha dado o pênalti, que, aliás, foi bem claro. O árbitro de vídeo o alertou e ele apontou a marca da cal. Nicolas De La Cruz marcou e abriu o placar: 1 a 0, aos quatro minutos do primeiro tempo.

A Venezuela só conseguiu o empate aos 46 minutos do segundo tempo. Em uma cobrança de falta, Samuel Sosa acertou o ângulo e marcou o gol de empate. O jogo, então, iria para a prorrogação. A prorrogação, porém, não teve gols. A definição teve que ser nos pênaltis.

O novo sistema de pênaltis da Fifa, chamado de ABBA (um formato parecido com o do tênis), tornou a disputa realmente bastante emocionante. A Venezuela começou as cobranças e marcou. Depois, nas duas cobranças uruguaias, Valderde marcou, mas Rodríguez, perdeu. Sosa marcou em seguida, colocando a Venezuela à frente e Hernández ampliou. Canobbio marcou pelo Uruguai, assim como Betancur.

Soteldo, então, perdeu pela Venezuela e recolocou o Uruguai na disputa. Herrera marcou em seguida. De La Cruz, então, tinha que fazer o gol. Logo ele, que tinha marcado o gol do Uruguai na partida. Perdeu. A Venezuela garantiu a vaga na final, pela primeira vez na sua história, para grande comemoração dos seus jogadores e comissão técnica.

O time da Venezuela é bastante experiente para um time sub-20.  Adalberto Peñaranda, jogador do Watford que jogou emprestado ao Málaga na temporada, já é da seleção principal e vem fazendo diferença. O mesmo se repete com o ótimo goleiro Wuilker Faríñez, Yangel Herrera e Yeferson Soteldo, todos com 19 anos. Por isso, é uma equipe que chega com muita força para a final. Do outro lado, os badalados ingleses, mas que contam com jogadores sem experiência de time principal, menos ainda de seleção principal. Será um bom duelo.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo