Mundo

Cannavaro: “Eu daria a Bola de Ouro para Messi, que foi protagonista da Copa América”

Ex-jogador, Cannavaro ganhou a Bola de Ouro depois de ganhar a Copa 2006 com a Itália, mas acha que desta vez deveria ficar com Messi

O último italiano a conquistar a Bola de Ouro foi Fabio Cannavaro, em 2006, e se especula se um jogador do time campeão da Euro 2020 poderá repetir o feito. Em um ano que os times campeões da Champions e do europeu não tiveram grandes destaques individuais, nomes como o de Jorginho e Gianluigi Donnarumma tem sido especulados como candidatos. Para Cannavaro, porém, quem deveria levar o prêmio o prêmio é Lionel Messi.

LEIA MAIS: Os 15 anos da atuação monstruosa de Cannavaro e a apoteótica prorrogação entre Itália e Alemanha na Copa do Mundo

O argentino venceu a Copa América 2021 em cima do Brasil, no Maracanã. Messi foi o principal jogador não só da Argentina, mas do torneio. O jogador quebrou o jejum de 28 anos da albiceleste, uma imagem que muita gente estava esperando e faltava ao futebol. Messi estava visivelmente emocionado e deu uma entrevista contando o sentimento depois de levantar uma taça com a camisa do seu país.

Cannavaro contou que, claro, torceu muito pela Itália na Eurocopa, mas especialmente por um ex-companheiro, que o sucedeu como o capitão a levantar a taça. Chiellini declarou depois de conquistar o título que a imagem de Cannavaro levantando a Copa em 2006 foi uma inspiração para ele e os jogadores da Azzurra.

“Eu torci muito. Estou feliz que foi Chiellini ser quem levantou a taça depois de mim porque em 2006, em Berlim, Giorgio estava nas arquibancadas para assistir à nossa final. E depois eu também joguei com ele e eu o respeito muito”, disse o capitão da Itália campeã do mundo, em entrevista ao Tuttosport.

“Giorgio jogou uma grande Euro. O melhor da Itália, porém, é outro: Gigio Donnarumma. Eu estou surpreso que, antes da Euro 2020, havia quem o considerasse um bom goleiro, mas normal. Não tem nada de normal em Gigio. A começar por uma tranquilidade única se pensarmos que ele tem apenas 22 anos”, analisou o ex-zagueiro.

Cannavaro foi perguntado se a saída de Donnarumma da Itália – ele foi anunciado pelo PSG esta semana – foi uma oportunidade perdida para os grandes clubes italianos. “É claro, porque ele será o melhor goleiro dos próximos 10 a 15 anos. Ao menos iremos apreciá-lo na seleção”, respondeu o zagueiro.

Cannavaro foi perguntado então se Donnarumma seria um candidato para ganhar a Bola de Ouro. “Não, eu daria para Messi. Leo é absolutamente o número um e foi o protagonista de uma estratosférica Copa América”, disse Cannavaro, que foi Bola de Ouro e Melhor do Mundo pela Fifa em 2006, depois de conquistar a Copa do Mundo.

LEIA TAMBÉM: Por onde andam os tetracampeões mundiais da Itália de 2006? Spoiler: muitos viraram técnicos

Cannavaro era um veterano quando foi companheiro de clube de Giorgio Chiellini, na temporada 2005/06. A Juventus acabaria campeã, mas o título foi cassado depois do escândalo Calciopoli. Cannavaro foi para o Real Madrid depois de conquistar o título mundial com a Itália.

Cannavaro foi perguntado também sobre Federico Chiesa, que é filho de um atacante com quem o ex-zagueiro chegou a jogar: Enrico Chiesa. Ele foi perguntado se o filho poderia se tornar melhor que o pai. “Eles são muito similares, mas Federico se tornará melhor. Ele não tem medo de chutar, mesmo quando a sua equipe passa por um momento difícil. Isso, na minha opinião, era uma das poucas falhas do seu pai”, comentou o atualmente treinador.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo