México

Tecnologia a serviço do torcedor: Corona cria mecanismo inovador em ação com o América-MEX

Agora torcedores podem comprar cerveja Corona através de chip embutido no escudo da camisa no Estádio Azteca, na Cidade do México

Tecnologia e praticidade. Assim a Corona, patrocinadora do América do México, clube mais popular do país, implementou uma nova forma dos torcedores comprarem cerveja no Estádio Azteca, na Cidade do México. Os adeptos da equipe agora podem utilizar chips, fixados na parte de trás do escudo da camisa do time, para pagarem pela bebida. O produto se conecta com a carteira digital do cliente através de um mecanismo de radiofrequência.

Não é de hoje que o México passa por grande problema no âmbito de segurança pública. E nos últimos meses, foi registrada uma alta nos índices de roubos e furtos no Estádio Azteca. Por esse motivo, muitos torcedores, a fim de evitarem possíveis prejuízos, passaram a deixar celular e carteira em casa. A atitude dos adeptos começou a pesar na arrecadação da Corona, que detectou uma queda considerável de venda de bebidas durante as partidas do América.

Após ‘estudar’ o fenômeno protagonizado pelos torcedores, que passaram a resguardar seus bens materiais em casa, a marca de Cerveja se atentou para um fato importante: a única coisa que o fã apaixonado do América não abre mão de levar ao estádio é a camisa do clube. Desse modo, surgiu a engenhosa e inovadora ideia de implantação do chip atrás do escudo do uniforme. Vale destacar que o dispositivo é à prova d’água e foi elaborado assim para que o suor do torcedor ou a água da chuva não danifique o funcionamento do mesmo.

Como funciona o Chip da Corona?

O torcedor que quiser aderir ao novo lançamento da Corona basta levar sua camisa a uma loja Modelorama (pertencente a AB InBev, dona da marca Corona) para a instalação do chip atrás do escudo. Alguns quiosques em estádios espalhados pelo México também oferecem o serviço. De acordo com levantamento da própria marca de bebidas, cerca de 30 mil chips já foram colocados e o consumo de cerveja nas praças esportivas aumentou em 35%.

O funcionamento do chip da Corona é bem simples. Na hora de pagar pela cerveja, basta o torcedor exibir o escudo para o vendedor, que encostará seu terminal eletrônico na camisa. Como citado, o mecanismo se conecta com a carteira digital do cliente e o débito é realizado na hora.

Intitulada de ‘Jersey pay’ (camisa de pagamento, na tradução), o produto foi testado pela primeira vez no jogo entre América x Juarez, em abril de 2022, válido pela Liga MX (Campeonato Mexicano). O resultado foi positivo e a ideia permaneceu.

Momento atual do América do México

Além de toda inovação e tecnologia fora de campo, o América do México também vem dando show dentro das quatro linhas. O clube de maior torcida do país terminou o Apertura da Liga MX na liderança, com 40 pontos conquistados, sendo 12 vitórias, quatro empates e uma derrota. Agora, a equipe do técnico brasileiro André Jardine aguarda seu adversário nas quartas de final dos playoffs.

A Liga MX tem 18 clubes participantes. Durante o Apertura, as equipes disputam 17 jogos, enfrentando cada time uma vez. Os oito melhores formam la liguilla, os playoffs da mini liga para determinar o campeão. Tal formato se repete no Clausura.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo