Leste Europeu

[Atualização] Goleiro russo é atingido por sinalizador em duelo com Montenegro pela Euro

Os Bálcãs costumam ser chamados de “barril de pólvora da Europa”. E, muitas vezes, as tensões na região acontecem dentro de um campo de futebol.  Nesta sexta, a partida entre Montenegro e Rússia não precisou de mais do que 20 segundos para que acabasse suspensa. Um sinalizador atingiu o goleiro russo Igor Akinfeev pelas costas, levando-o imediatamente ao chão. Após a cena impressionante, a partida em Podgorica, válida pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2016, permaneceu interrompida por cerca de meia hora, até ser retomada.

VEJA TAMBÉM: Sérvia x Albânia teve drone político, confusão generalizada e acabou suspenso

Akinfeev saiu de campo carregado em uma maca, levado direto ao hospital. O goleiro sofreu uma concussão e queimaduras na região do pescoço. Não é possível o que levou o sinalizador a ser atirado em campo. Vale lembrar que a Rússia possui forte influência política e econômica sobre os Bálcãs, sendo a principal parceira da Sérvia. O governo russo tem grande atuação na ONU para defender os interesses dos sérvios quanto ao reconhecimento de Kosovo como um país independente.

Após a longa interrupção, o árbitro Deniz Aytekin optou por retomar a partida, com Akinfeev substituído pelo reserva Lodygin. Uma decisão questionável, diante das condições de segurança. Agora, o mínimo que se espera é uma punição aos montenegrinos, especialmente depois da apuração dos fatos.

Atualizado às 19h50:

Como era de se esperar, a confusão no jogo não parou no sinalizador em Akinfeev. Após a realização do primeiro tempo, o intervalo durou cerca de 25 minutos, enquanto os times decidiam se voltariam ao campo – os alto-falantes do estádio chegaram a pedir para a torcida não causar novos tumultos. Já aos 17 minutos do segundo tempo, Shirokov desperdiçou um pênalti para a Rússia. Na sequência do lance, a bola saiu pela lateral e novos objetos foram atirados pela torcida contra os russos. Após o início de uma briga entre os jogadores e de invasões de campo, o árbitro finalmente decidiu abandonar a partida.

O mais provável é que a Uefa dê a vitória à Rússia por 3 a 0, diante da ameaça causada pelos torcedores dos montenegrinos. Todavia, a própria entidade também precisa assumir a sua responsabilidade por permitir que o jogo seguisse – segundo a imprensa russa, a ordem teria partido de Michel Platini.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo