Leste Europeu

Última esperança

A temporada não tem sido das mais fáceis para o CSKA Moscou. O tricampeonato russo já é um sonho impossível de se realizar. A diferença do potencial financeiro do clube, em relação aos principais rivais na Rússia, tem ficado mais evidente. Na Liga dos Campeões, a campanha tem sido abaixo da expectativa. As contratações feitas não tiveram tanto impacto. E para completar, uma série de lesões de importantes jogadores prejudicou todo o planejamento.

Mesmo assim, com tantas dificuldades, o CSKA Moscou pode terminar a temporada com um título. Na Copa da Rússia, a equipe avançou nesta semana para as semifinais, após eliminar o Spartak Nalchik, no Luzhniki Stadium, com uma vitória por 2 a 1, gols de Jô (foto) e Daniel Carvalho – nesta competição não há jogos de volta.

Para facilitar a vida do CSKA, o Zenit St. Petersburg, preocupado com a disputa do título da Premier Liga e da Copa Uefa, mandou um time reserva à campo e acabou eliminado nos pênaltis após empate em 0 a 0 no tempo normal pelo fraco Tom Tomsk, que será agora o adversário do Exército Vermelho nas semifinais. Do outro lado da chave estão os surpreendentes Amkar Perm e Ural, da segunda divisão russa. Ou seja: o caminho para o CSKA conquistar seu quarto título da Copa da Rússia está aberto.

Será, de certa forma, justo com o ótimo time formado pela diretoria e, principalmente, uma forma de se premiar a aposta feita em jovens talentos. Como já foi dito, o CSKA não tem o poderio financeiro de equipes como Spartak Moscou e o próprio Zenit, bancado pela gigante Gazprom. Desde a saída da Sibneft há dois anos da lista de patrocinadores do clube, a diretoria do clube fechou um contrato modesto com o Vneshtorbank e tem ficado de olho no mercado de jovens jogadores.

Dawid Janczyk, Eduardo Ratinho, Pavel Mamaev, Ramón, Egir Caner. Estes são alguns dos nomes que chegaram nos últimos meses ao CSKA. Todos jovens com talento, mas que ainda precisam confirmar seu potencial em campo. Por outro lado, como também já foi dito, as lesões prejudicaram demais a temporada do time. Daniel Carvalho retornou há pouco tempo, depois de meses fora, enquanto Igor Akinfeev, principal pilar do elenco, deve voltar aos treinos nas próximas semanas somente.

Tudo isso, aliado a um irritante e defensivo esquema tático montado pelo técnico Valery Gazzaev, frustaram os sonhos da torcida e diretoria em ficar com o terceiro título seguido da Premier Liga. A Copa da Rússia, pelo menos, preencheria essa lacuna.

Sem baixar a cabeça

Em poucos dias, o Shakhtar Donetsk perdeu a invencibilidade na Vysha Liga e levou de quatro do Milan na Liga dos Campeões. Nada ficou completamente perdido, mas, às vezes, uma sequência como essa pode se estender por mais alguns jogos e, quem sabe, virar uma crise. Felizmente não foi o que aconteceu no Shakhtar.

No último final de semana, a equipe recebeu o Kharkiv pela 14ª rodada do Campeonato Ucraniano. O jogo começou complicado e os visitantes abriram o placar aos 23 minutos. Porém, para felicidade geral de torcedores, comissão técnica e jogadores, Gunchak e Lucarelli, no final do primeiro tempo, viraram o placar e devolveram a tranquilidade ao clube.

Para sorte deles, já que Dnipro Dnipropetrovsk e Dynamo Kiev também venceram e se mantém perto do líder Shakhtar, agora com 37 pontos.

Já nesta quarta-feira, para afastar de vez todos os fantasmas, o time recebeu o Arsenal de Kiev pelas oitavas-de-final da Copa da Ucrânia e goleou por 4 a 1, avançando à fase seguinte. Hubschman, Brandão, Willian e Jádson marcaram para o time de Donetsk, diante de mais de 18 mil torcedores.

Confira os demais confrontos das oitavas-de-final: Desna 1×1 (2×4) Naftovyk-Ukrnafta Yermolenko, Stal 1×2 Metalurh Donetsk, IhroService 1×4 Dynamo Martynov, Dnister 0x1 Vorskla, Nyva 0x0 (5×6) Tavria, Lviv 1×2 Illichivets e Chornomorets 2×2 (4×1) Metalist.

CURTAS

RÚSSIA
– A antepenúltima rodada da Premier Liga colocou o Zenit na liderança isolada da competição. O time bateu o Spartak Nalchik, fora de casa por 2 a 1, e viu o Spartak Moscou ficar no 0 a 0 com o Saturn, fora de casa. Faltando duas rodadas, o time de São Petersburgo tem 55 pontos, dois a mais que os moscovitas.

– O presidente do CSKA, Evgeni Giner, veio a público dizer que o cargo de Valery Gazzaev está seguro. Normalmente, no Football Manager, quando isso acontece, o treinador é demitido depois de mais uma derrota…

UCRÂNIA
– As boas atuações de Cristiano Lucarelli no Shakhtar têm alimentado os boatos na Itália sobre um possível retorno do atacante ao Calcio. Não são poucos os nomes ventilados pela imprensa italiana. Até o Livorno, que o negociou com o time de Donetsk, admitiu o interesse.

– O presidente da Ucrânia, Victor Yuschenko, afirmou nesta semana estar preocupado em relação às reformas do Estádio Olímpico de Kiev. Ele quer definir rapidamente o cronograma de obras e definir os investidores.

AZERBAIJÃO
– Shakhin Diniyev não é mais o treinador da seleção do Azerbaijão. Ele pediu demissão nesta quarta-feira. A federação de futebol do país agiu rapidamente e já anunciou o macedônio Gjoko Hadzievski, ex-técnico do Baku, como novo técnico da equipe.

LETÔNIA
– O Ventspils conquistou o bicampeonato letão nesta quarta-feira. A equipe celebrou o título com uma rodada de antecedência, após derrotar o Skonto por 1 a 0. Com o resultado, a equipe foi a 59 pontos, quatro a mais que o vice-líder Liepajas Metalurgs. O resultado garantiu o Ventspils nas fases preliminares da próxima Liga dos Campeões.

Mais deste colunista em seu blog.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo