Leste Europeu

Ucranianos garantidos

Foi uma rodada para deixar os torcedores com taquicardia. Russos, ucranianos e até bielorrussos chegaram na terceira rodada preliminar da Liga dos Campeões com chances de classificação. No final das contas, a festa ficou por conta de Shakhtar Donetsk e Dynamo Kiev, enquanto o Spartak Moscou chegou muito perto da vaga e o BATE Borisov apenas cumpriu seu papel, com honras.

Em Donetsk, num Olympiyskiy Stadium lotado, o Shakhtar sofreu muito para conseguir eliminar o Red Bull Salzburg-AUT. Depois de ter perdido o primeiro jogo, na Áustria, por 1 a 0, a equipe tomou um susto logo no começo da partida, quando Meyer abriu o placar para os visitantes aos cinco minutos. O empate veio rápido, poucos minutos depois, com o italiano Cristiano Lucarelli – que tem feito muitos gols pelo time. Depois foi um sufoco só.

O Shakhtar pressionou muito e perdeu alguns gols com Olexandr Gladkiy, mas também esteve perto de ficar atrás do marcador nos contra-ataques do time austríaco. A virada veio num pênalti cobrado por Nery Castillo, que entrara alguns minutos antes, aos 38 do segundo tempo. Ainda não era o suficiente pelo saldo de gols fora de casa. Brandão, que também entrara no segundo tempo, numa jogada com Castillo, de cabeça assegurou o time ucraniano na fase de grupos da LC e evitou um prejuízo enorme para o clube, que gastou mais de € 60 milhões em contratações.

O maior rival do Shakhtar também garantiu vaga na Liga dos Campeões. Porém, com muito mais tranquilidade. No primeiro jogo, o Dynamo Kiev já havia vencido o Sarajevo-BOS, fora de casa, por 1 a 0. Precisava apenas confirmar a classificação na capital ucraniana. E o fez com enorme facilidade. Bangoura (artilheiro do time na temporada), Milosevic (contra) e Rebrov (de pênalti) fizeram o 3 a 0 que classificou o Dynamo. Pela segunda temporada consecutiva, Shakhtar Donetsk e Dynamo Kiev participarão da fase de grupos da maior competição entre clubes do planeta.

Lamentações

Quem chegou muito perto da vaga, lutou até o fim, mas caiu no final foi o Spartak Moscou. Após empatar em 1 a 1 com o Celtic-ESC na capital russa, o time tinha que buscar o resultado em Glasgow. No entanto, a situação do Spartak se complicou quando aos 27 minutos Scott McDonald abriu o placar para os donos da casa.

Com os brasileiros Mozart e Welliton (que tem recebido muitos elogios da comissão técnica) no time titular, o Spartak buscou o empate no último minuto do primeiro tempo, com o artilheiro Roman Pavlyuchenko. A segunda etapa foi equilibrada, com os dois times perdendo alguns gols, mas receosos em atacar e ficar sem a vaga. Porém, os escoceses tiveram as melhores oportunidades e obrigaram o goleiro croata Stipe Pletikosa a fazer grandes defesas.

Veio a prorrogação e cada time teve pelo menos uma oportunidade clara de gol no segundo tempo. Primeiro o Spartak com Maksym Kalynichenko, que teve seu chute defendido por Boruc, e depois o Celtic, com Vennegoor of Hesselink, que mandou a bola na trave. Na cobrança de pênaltis, Nakamura perdeu para o Celtic, mas Boruc defendeu na sequência os chutes de Titov e Kalynichenko e assegurou o time escocês na fase seguinte da LC.

Por fim, o surpreendente BATE Borisov, de Belarus, fez uma ótima campanha nas preliminares da Liga dos Campeões, mas acabou eliminado pelo forte Steaua Bucareste-ROM. Em solo bielorrusso, o BATE arrancou um empate no finalzinho em 2 a 2, resultado que manteve as esperanças do time em se tornar o primeiro clube bielorrusso a participar da LC.

No entanto, a maior experiência e qualidade dos rivais romenos veio à tona na segunda partida e o Steaua venceu por 2 a 0, resultado até certo ponto pequeno. Na primeira rodada preliminar, o BATE eliminara o APOEL Nicósia-CPR e na sequência o Hafnarfjordur-ISL.

Spartak Moscou e BATE Borisov vão agora para a terceira fase preliminar da Copa Uefa, onde se juntarão aos outros eliminados da Liga dos Campeões, 16 classificados da fase anterior e todos outros times que asseguraram vaga no torneio através da colocação em seus respectivos campeonatos nacionais.

Seleção russa

Guus Hiddink anunciou os convocados para enfrentar a Macedônia (08/09), em casa, e Inglaterra (12/09), fora, pelas eliminatórias da Eurocopa 2008. A novidade foi o perdão concedido ao zagueiro do CSKA Moscou, Sergei Ignashevich. A Rússia está em terceiro lugar no grupo E, com 15 pontos ganhos em sete jogos. Veja a lista completa dos convocados:

Goleiros: Vyacheslav Malafeyev (Zenit St Petersburg), Vladimir Gabulov (Kuban) e Anton Shunin (Dynamo Moscou);

Defensores: Sergei Ignashevich (CSKA Moscou), Alexei Berezutsky (CSKA Moscou), Vasily Berezutsky (CSKA Moscou), Alexander Anyukov (Zenit St Petersburg), Denis Kolodin (Dynamo Moscou) e Ivan Taranov (CSKA Moscou);

Meio-campistas: Diniyar Bilyaletdinov (Lokomotiv Moscou), Yuri Zhirkov (CSKA Moscou), Igor Semshov (Dynamo Moscou), Dmitry Torbinsky (Spartak Moscou), Vladimir Bystrov (Spartak Moscou), Konstantin Zyryanov (Zenit St Petersburg), Viktor Boudyansky (Udinese-ITA) e Roman Vorobyev (Khimki);

Atacantes: Andrei Arshavin (Zenit St Petersburg), Pavel Pogrebnyak (Zenit St Petersburg), Roman Pavlyuchenko (Spartak Moscou), Dmitry Sychev (Lokomotiv Moscou), Alexander Kerzhakov (Sevilla-ESP) e Ivan Saenko (Nuremberg-ALE).

CURTAS

RÚSSIA
– Na Premier Liga russa, o Spartak Moscou tropeçou e viu o Zenit St. Petersburg se aproximar. A equipe moscovita foi derrotada pelo Rubin, em Kazan, por 3 a 1, enquanto o Zenit bateu o Krylya Sovfetov, em Samara, por também 3 a 1. O Spartak lidera com 42 pontos após 22 rodadas, dois a mais que os rivais de São Petersburgo.

– O CSKA Moscou confirmou a contratação do lateral-direito do Corinthians, Eduardo Ratinho, por empréstimo até o final da temporada. A negociação ficou em torno de US$ 1,8 milhão. Neste final de semana, o time goleou o Rostov por 4 a 0 – três gols de Jô e um de Vagner Love – e subiu para o quarto lugar, com 34 pontos.

– Zenit e Fenerbahçe-TUR estudam a troca dos atacantes Fatih Tekke por Mateja Kezman. O turco Tekke está insatisfeito na Rússia e o técnico Dick Advocaat já não conta mais com ele no elenco.

UCRÂNIA
– Pela sétima rodada da Vyscha Liga, o Dnipro Dnipropetrovsk perdeu o 100% de aproveitamento, ao ficar no 0 a 0 com o Zakarpattya, em casa. Com isso, o Shakhtar, que venceu o Tavriya por 2 a 0, em Donetsk, divide a liderança com o Dnipro, ambos com 19 pontos.

– O Dynamo Kiev segue sua recuperação. Bateu o Kryvbas, fora de casa, por 1 a 0, foi a 12 pontos e ocupa a quarta colocação. A equipe anunciou os empréstimos dos meias Hicham Madoufi e Mykola Moroziuk, para Metalist Kharkiv e Dnipro, respectivamente.

AZERBAIJÃO
– O MKT Araz anunciou sua falência, pouco tempo antes da abertura do campeonato azeri. A equipe, eliminada na primeira fase preliminar da Copa Uefa, enfrenta uma grave crise financeira. O time, quinto colocado na última edição do torneio nacional, foi formado em 2004.

CAZAQUISTÃO
– Adilbek Dzhaksybekov foi eleito novo presidente da Federação de Futebol do Cazaquistão. Ele substitui Rakhat Aliyev, que pelo menos tinha um nome muito mais fácil de se pronunciar.

ESTÔNIA
– O ex-jogador português Eusébio foi o convidado de honra do Levadia Tallin, na inauguração de seu novo centro de treinamentos, na capital estoniana. Eusébio vestiu uma camiseta do Levadia, para alegria dos cerca de 1600 torcedores que compareceram ao evento.

– Mais deste colunista em seu Blog.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo