Leste Europeu

Rubin e a legião moscovita

Atual campeão russo, o Rubin Kazan tem comprovado o favoritismo ao bicampeonato até agora na Premier Liga. Após 18 rodadas disputadas, com ainda 12 por jogar, a equipe lidera a competição com 37 pontos. No entanto, a liderança não está sendo mantida tranquilamente. Na sequência aparecem os cinco times de Moscou, capitaneados pelo Spartak.

A perseguição moscovita é implacável, mas perdeu um pouco de forças nas últimas semanas, com as equipes se “matando” entre si. Na vice-liderança surge o time dos brasileiros Alex, Rafael Carioca, Íbson e Weliton, com somente um ponto a menos que o Rubin. Depois, pela ordem, CSKA, Dynamo e Moskva estão empatados em 30 pontos. Fechando o cerco, aparece o Lokomotiv com 28.

Na última rodada, por exemplo, aconteceram dois clássicos da capital – e os dois decididos nos instantes finais das partidas. No estádio Lokomotiv, os donos da casa venceram o CSKA por 2 a 1, com um gol irregular de Sychev aos 45 minutos da segunda etapa – ele estava impedido quando recebeu lançamento. Já no Luzhniki, o Spartak empatava com o Moskva até os 42 minutos do segundo tempo, quando Makeev aproveitou uma confusão na área e mandou a bola para o fundo do gol.

O Rubin, por sua vez, atropelou o Terek Grozny, em Kazan, por 4 a 0, com direito a hattrick do centroavante Bukharov. A equipe do técnico Kurban Berdyev tem se mostrado extremamente eficaz contra adversários menores, algo que seus outros concorrentes pelo título não tem conseguido repetir tão facilmente. Por isso, tropeços contra os rivais, como o sofrido para o CSKA há cerca de um mês, não tem pesado tanto na classificação.

Para completar, seu maior adversário atual, o Spartak Moscou, sofreu duras perdas nas últimas semanas. Quatro jogadores importantes tornaram-se desfalques para o técnico Valery Karpin por um bom tempo: o meia argentino Cristian Maidana rompeu os ligamentos do joelho e não retorna até o final da temporada; Ivan Saenko sofreu o mesmo problema e também ficará de repouso; o meia Íbson fraturou o pé esquerdo e desfalca o time entre seis e oito semanas; e por fim, para fechar a lista hospitalar, o zagueiro austríaco Martin Stranzl sofreu uma lesão no joelho e ficará dois meses em tratamento.

Com isso, a missão do Rubin pode ficar mais facilitada. As duas próximas rodadas podem ser decisivas para a equipe abrir uma vantagem ainda maior sobre os concorrentes, já que encara, na sequência, Dynamo e Spartak – ambos em Moscou. Ou seja, daqui duas semanas, quando faltarão dez rodadas para o término da Premier Liga, poderemos ter a situação sobre a luta pelo título bem definida já.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo