Leste Europeu

Resgate da tradição em Moscou

Os dois clubes são dois dos maiores da Rússia, no entanto, os últimos anos não têm sido tão bons para eles. Porém, em 2008, Dynamo e Lokomotiv Moscou têm conseguido resgatar suas tradições e ocupam as primeiras colocações da tabela, atrás apenas do Rubin Kazan, mas à frente de seus grandes rivais.

Depois de quatro rodadas, o Dynamo acumula três vitória e um empate, aparecendo na segunda colocação, com dez pontos. No final de semana, bateu o Spartak Nalchik, fora de casa, por 2 a 0. Já o Lokomotiv está com um ponto a menos, tem três vitórias e perdeu uma vez. No último jogo, também fora de seus domínios, venceu o Saturn por 2 a 1 (foto), de virada, com um gol de Bilyaletdinov aos 40 minutos do segundo tempo.

Com as boas campanhas, os dois times moscovitas se colocam à frente dos outros grandes da Rússia, que estão com um mau início de campeonato. O CSKA Moscou é o quinto, com sete pontos, Spartak Moscou ocupa a oitava colocação com seis pontos e o Zenit St, Petersburg, atual campeão e preocupado com a disputa da Copa Uefa, somou apenas cinco pontos e é o nono colocado.

O Dynamo Moscou é o que tem o começo mais animador. Depois de muitos anos amargando péssimas campanhas e um quase rebaixamento há duas temporadas, o clube, que nunca venceu a Premier Liga mas tem 11 títulos soviéticos, manteve a base do ano passado e tem boas perspectivas para o restante do campeonato. O técnico Andrey Kobelev tem uma bom elenco em mãos e certamente conseguirá manter o time entre os primeiros.

Além disso, a principal contratação do clube no ano, o atacante Alexandr Kerzhakov, ainda não desencantou. Nas quatro primeiras rodadas, passou em branco em todas. Tento um pensamento positivo, pode-se imaginar que, quando Kerzhakov voltar a marcar, o Dynamo vai ter uma melhora ofensiva considerável – até agora o time marcou seis gols.

O Lokomotiv Moscou, por sua vez, dá claras mostras de melhora em relação ao ano passado, quando terminou o campeonato russo numa decepcionante sétima colocação. A equipe perdeu jogadores importantes, mas se reforçou bem. Além disso, o trabalho do técnico Rashid Rakhimov, que também chegou ao clube nesta temporada, se mostrou eficiente.

Campeão russo em 2002 e 2004 e com muito dinheiro por trás, a pressão no Lokomotiv por bons resultados neste ano é grande. E, pelo jeito, comissão técnica e jogadores estão sabendo lidar bem com ela.

Campeonato ucraniano

O Dynamo Kiev teve a grande chance de se distanciar na liderança da Vyscha Liga na última rodada. Em Donetsk, para surpresa geral, o Shakhtar perdeu para o sexto colocado Chornomorets, por 1 a 0. Com isso, em caso de vitória do Dynamo, a equipe poderia abrir quatro pontos de vantagem em relação ao rival, faltando seis rodadas. Pois, em casa, o time tropeçou, e, curiosamente, contra o outro clube de Donetsk, o Metalurh.

Após estar perdendo por 2 a 1 ao final do primeiro tempo, o Dynamo conseguiu a virada e ainda contou com a expulsão de um jogador do Metalurh. Mesmo assim, levou o empate e desperdiçou a oportunidade. Esta que, certamente, vai fazer falta.

Com um jogo a menos, o Shakhtar terá a chance de ultrapassar o Dynamo, e a luta pelo título deve se restringir, mais uma vez, somente aos dois clubes. O Dnipro Dnipropetrovsk foi um páreo duro ao longo de toda competição, mas nas últimas rodadas tem falhado insistentemente e já vê o quarto colocado, Metalist Kharkiv, se aproximar.

Para se ter um panorama mais claro da situação de Dynamo (55 pts) e Shakhtar (53) na briga pelo troféu, aí vão as partidas restantes de cada um.

Dynamo: Tavriya (C), Naftovyk-Ukrnafta (F), Zorya (C), Zakarpattya (F), Vorskla (C) e Metalist (F).

Shakhtar: Dnipro (F), Metalurh Zaporizhya (C), Zorya (F) – partida atrasada, Karpaty (F), Kryvbas (C), Kharkiv (F) e Metalurh Donetsk (C).
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo