Leste Europeu

Primeiro de muitos

Demorou 23 anos para o Zenit St. Petersburg ser campeão nacional novamente. Com a vitória por 1 a 0 sobre o Saturn, no último final de semana, o time foi a 61 pontos e terminou dois à frente do Spartak Moscou na classificação final da Premier Liga. Em 1984 o time de São Petersburgo foi campeão soviético e agora, em 2007, conquista seu primeiro título russo.

A equipe também garantiu a participação na próxima fase de grupos da Liga dos Campeões. Torneio do qual irá participar pela segunda vez em sua história – na edição 1985/86 caiu na segunda fase.

Afirmar que um time é campeão com méritos faz com que uma análise caia nos tradicionais clichês da imprensa esportiva. Mas o Zenit fez por merecer esse título, ganho num campeonato muito disputado. Prova disso foi a definição do campeão somente na última rodada e as dificuldades que o Zenit teve contra os outros grandes da Rússia.

Desde que foi criada, em 1992, a Premier Liga russa viu pela segunda vez uma equipe de fora de Moscou ficar com a taça – a outra foi com o Alania Vladikavkaz, em 1995.

Ao longo da competição o Zenit apresentou muitos altos e baixos. Teve um começo de temporada apenas razoável e sofreu contra os rivais de Moscou. Exemplo disso foram os duelos com o Spartak – duas derrotas por 3 a 1. No entanto, sob o comando do técnico holandês Dick Advocaat, a equipe mostrou um futebol ofensivo e fez por merecer o título, com uma boa arrancada nas rodadas finais.

Advocaat chegou ao clube no ano passado, como parte de um projeto da diretoria em levar o Zenit para os altos níveis das principais competições européias. O clube, como já foi dito nesta coluna dezenas de vezes, tem por trás, desde 2005, a empresa Gazprom, gigante do ramo de exploração de gás na Rússia. Nesse período, sob a presidência de Sergey Fursenko, vários caminhões de dinheiro foram despejados no clube, e para sorte da torcida, foram bem investidos em contratações e infra-estrutura.

Na pré-temporada o Zenit fez a contratação mais cara da história do futebol russo. Tirou o volante ucraniano Anatoliy Tymoschuk do Shakhtar Donetsk por US$ 20 milhões. No final das contas, o jogador provou ter sido uma aposta certeira do clube. Tymoschuk, sem qualquer problema de adaptação, rapidamente se tornou um dos líderes da equipe, assumiu a braçadeira de capitão e comandou o meio-campo do Zenit. Exerceu papel fundamental na marcação, devido ao esquema ofensivo montado por Dick Advocaat, que variou entre o 4-4-2 e o 4-3-3.

Na prática, o time de São Petersburgo atuou com três atacantes na maioria dos jogos. Andrei Arshavin, titular da seleção russa, foi titular incontestável. O turco Fatih Tekke esteve envolvido em alguns boatos de transferência, mas ficou no clube e foi decisivo no final. Pavel Pogrebnyak e o argentino Alejandro Domínguez, contratados antes do campeonato começar, eram os outros avantes que se revezavam no 11 inicial. O time teve o melhor ataque do torneio, com 55 gols marcados.

Ao lado de Tymoschuk no meio, o experiente Konstantin Zyryanov também foi fundamental na conquista. Aos 31 anos e recém chegado do Torpedo Moscou, Zyryanov teve um ano tão bom que chamou a atenção do técnico da Rússia, Guus Hiddink, foi chamado pela primeira vez para a seleção e ainda se tornou titular.

Para completar, a segura defesa, liderada pelo goleiro Vyacheslav Malafeev, com os zagueiros Skrtel, Dong-Jin, Lombaerts, Hagen e Anyukov se revezando, o Zenit teve um dos melhores sistemas defensivos da competição.

Vale ressaltar a diversidade de nações presente no elenco do Zenit. O elenco “A” do clube possui 22 jogadores, sendo que destes somente oito são russos. Países que completam a lista: Ucrânia (3), Eslováquia (2), Coréia do Sul (2), Croácia (1), Bélgica (1), Argentina (1), Turquia (1), República Tcheca (1), Holanda (1) e Noruega (1). E, como foi percebido, nenhum brasileiro.

Especial da Premier Liga

Para a próxima semana esta coluna promete uma análise especial de tudo que passou nesta Premier Liga. Time por time, artilheiros, decepções, números e estatísticas, enfim, um resumo completo do que aconteceu na temporada.

Para adiantar, na segunda divisão russa, Shinnik Yaroslavl e Terek Grozny asseguraram o retorno à Premier Liga. Os dois terminaram em primeiro e segundo, respectivamente, e despacharam os outros pretendentes ao acesso, incluindo o Torpedo Moscou.

Em 2005, o Terek – uma equipe chechena – participou da Premier Liga pela última vez. Na temporada 2003/04, o time conquistou o título da Copa da Rússia e disputou a Copa Uefa.

CURTAS

RÚSSIA
– O Lokomotiv Moscou decepcionou nesta temporada. Apesar do título da Copa da Rússia, a campanha medíocre na Premier Liga provocou a saída do presidente Yuri Smin e do técnico Anatoli Byshovets do clube.

– Por outro lado, Valery Gazzaev, apesar do terceiro lugar e uma campanha muito ruim na Liga dos Campeões, segue prestigiado no CSKA Moscou. Renovou seu contrato nesta semana por mais um ano.

– Pelo título conquistado, o Zenit recebeu os parabéns de dois clubes estrangeiros: Shakhtar Donetsk (de onde veio Tymoschuk) e Schalke 04-ALE (também patrocinado pela Gazprom).

UCRÂNIA
– No grande clássico ucraniano, o Dynamo Kiev bateu o favorito Shakhtar Donetsk por 2 a 1 e manteve a série de maus resultados dos rivais. Com o resultado, o Shakhtar permanece com 40 pontos na liderança da Vysha Liga e é seguido de perto por Dnipro Dnipropetrovsk (37) e pelo próprio Dynamo (33).

– A semana teve também uma notícia ruim e outra boa para a equipe de Kiev. O zagueiro Pape Diakhaté voltou a se lesionar no ombro e deve ficar um bom tempo fora. Por outro lado, o meia Oleksandr Aliyev renovou seu contrato até 2009.

EURO`08
– Confira os jogos das seleções da região pelas últimas rodadas das eliminatórias da próxima Eurocopa, que acontece em 2008, na Áustria e Suíça. Somente a Rússia tem chance de classificação. Para tanto, precisa vencer seus dois jogos para não depender de ninguém.

17/11 – sábado
Finlândia x Azerbaijão (Grupo A)
Sérvia x Cazaquistão (Grupo A)
Portugal x Armênia (Grupo A)
Lituânia x Ucrânia (Grupo B)
Moldávia x Hungria (Grupo C)
Israel x Rússia (Grupo E)
Andorra x Estônia (Grupo E)
Letônia x Liechtenstein (Grupo F)
Albânia x Belarus (Grupo G)

21/11 – quarta-feira
Armênia x Cazaquistão (Grupo A)
Azerbaijão x Bélgica (Grupo A)
Geórgia x Lituânia (Grupo B)
Ucrânia x França (Grupo B)
Andorra x Rússia (Grupo E)
Suécia x Letôina (Grupo F)
Belarus x Holanda (Grupo G)

– Ou seja, a coluna da semana que vem está imperdível. Além do especial sobre a Premier Liga, teremos a seleção russa classificada, ou não, para a Eurocopa!

– Mais deste colunista em seu blog.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo