Leste Europeu

Os melhores ucranianos

Na semana passada, publiquei aqui a pesquisa que fiz com jornalistas russos para eleger os cinco melhores jogadores do país em todos os tempos (resultados aqui). Agora chegou a vez da Ucrânia.

Como é notório, o país esteve sob a bandeira da União Soviética entre 1922 e 1991. Nesse período os jogadores ucranianos participaram das principais competições, como Copas e Olimpíadas, defendendo a URSS.

Vale ressaltar novamente as regras da eleição: pedi para cada jornalista indicar os cinco melhores jogadores ucranianos de todos os tempo e pontuei cada posição (1º – 10 pontos / 2º – 8 / 3º – 6 / 4º – 3 / 5º – 1) para formar o ranking.

Ao contrário do que aconteceu entre os jornalistas russos, a lista da Ucrânia foi bem mais seleta. Confira os resultados:

5º – Oleksandr Zavarov (4 pontos)

Nome completo: Oleksandr Anatoliyovych Zavarov
Nascimento: 20/abr/1961, em Luhansk (UCR)
Posição: meia
Clubes: Zorya Luhansk (1977 a 79 e 1982), SKA Rostov-RUS (1980 a 81), Dynamo Kiev (1983 a 88), Juventus-ITA (1988 a 90), Nancy-FRA (1990 a 95) e Saint-Dizier (1995 a 98)
Títulos: Copa Uefa (1989/90), Recopa Europeia (1985/86), Campeonato Soviético (1985 e 86), Copa da URSS (1981, 85 e 87) e Copa da Itália (1989/90)
Seleção soviética: 41 jogos / 6 gols

Formado nas categorias de base do Zorya, em Luhansk, sua cidade natal, Oleksandr Zavarov foi um meia de extrema habilidade. Ganhou destaque quando foi contratado pelo Dynamo Kiev, em 1983, e depois pelas boas passagens por Juventus e Nancy. Em 1986 chegou a ser eleito o sexto melhor jogador da Europa, pela France Football.

Pela seleção soviética, Zavarov disputou duas Copas do Mundo (1986 e 90), além de ter feito parte do time vice-campeão europeu de 1988, derrotado pela Holanda na final. Sua paixão pelo futebol era tão grande, que nem mesmo quando “parou” de jogar, ele realmente parou. Afinal, encerrou a carreira como jogador/técnico do Saint Dizier, um pequeno clube amador francês. Neste ano foi demitido do comando do Arsenal Kiev.

4º – Oleksiy Mikhaylichenko (5 pontos)

Nome completo: Oleksiy Oleksandrovych Mykhaylychenko
Nascimento: 30/mar/1963, em Kiev (UCR)
Posição: meia
Clubes: Dynamo Kiev (1981 a 90), Sampdoria (1990 a 91) e Rangers (1991 a 96)
Títulos: Olimpíadas (1988), Recopa Europeia (1985/86), Campeonato Soviético (1981, 85, 86 e 90), Copa da URSS (1985, 87 e 90), Campeonato Italiano (1990/91), Campeonato Escocês (1992, 93, 94, 95, 96) e Copa da Escócia (1992, 93 e 94)
Seleção soviética: 36 jogos / 9 gols (seleção olímpica: 14 jogos / 7 gols)
Seleção da CEI: 5 jogos
Seleção ucraniana: 2 jogos

Mikhaylichenko foi campeão nacional por sete temporadas seguidas em três países diferentes. Não satisfeito, ainda acumulou os títulos de uma Recopa, algumas Copas e as Olimpíadas de 1988. Formado nas categorias de base do Dynamo Kiev, sob o comando de Anatoliy Byshovets, o meia-atacante brilhou nos três clubes que defendeu ao longo da vitoriosa carreira.

Como jogou nos anos 1980 e 1990, defendeu três seleções diferentes (União Soviética, Comunidade dos Estados Independentes e Ucrânia). Na Escócia, jogando pelo Rangers, viveu um dos melhores momentos na na carreira, mas com a chegada de Brian Laudrup, perdeu espaço no time e resolveu se aposentar com apenas 33 anos. Virou treinador depois e chegou a comandar a Ucrânia em 2008 e 2009, não conseguindo a classificação para o Mundial da África do Sul.

3º – Ihor Belanov (12 pontos)

Nome completo: Ihor Ivanovych Belanov
Nascimento: 25/set/1960, em Odessa (UCR)
Posição: atacante
Clubes: SKA Odessa (1979 a 80), Chornomorets Odessa (1981 a 84 e 1995 a 96), Dynamo Kiev (1985 a 89), Borussia Mönchengladbach-ALE (1989 a 90), Eintracht Braunschweig-ALE (1991 a 95) e Metalurh Mariupol (1996 a 97)
Títulos: Recopa Europeia (1985/86), Campeonato Soviético (1985 e 86) e Copa da URSS (1985 e 87)
Seleção soviética: 33 jogos / 8 gols (seleção olímpica: 2 jogos)

A carreira de Ihor Belanov foi extremamente vitoriosa na Ucrânia, mas ele sempre quis partir para um desafio maior. Quando foi liberado, em 1989, a deixar o país e atuar na Alemanha Oriental não pensou duas vezes. Atacante veloz e goleador, Belanov fez parte do grande time do Dynamo Kiev campeão da Recopa em 1986 e integrou a seleção soviética na Copa do Mundo do mesmo ano e duas temporadas depois, na Eurocopa (vice-campeão).

Ainda em 1986, Belanov não foi somente o melhor jogador do país na temporada, mas também o melhor de toda Europa – venceu o Bola de Ouro, da France Football. Hoje em dia, aos 50 anos, Ihor Belanov se afastou do futebol profissional e se preocupa somente com suas escolinhas em Odessa, onde nasceu e surgiu para o futebol.

2º – Andriy Shevchenko (26 pontos)

Nome completo: Andriy Mykolayovich Shevchenko
Nascimento: 29/set/1976, em Dvirkivschyna (UCR)
Posição: atacante
Clubes: Dynamo Kiev (1994 a 99 e desde 2009), Milan (1999 a 2006 e 2008/09) e Chelsea (2007 a 2009)
Títulos: Liga dos Campeões (2002/03),Campeonato Ucraniano (1995, 96, 97, 98 e 99), Copa da Ucrânia (1996, 98 e 99), Campeonato Italiano (2003/04), Copa da Itália (2003), FA Cup (2007) e Copa da Liga inglesa (2007)
Seleção ucraniana: 100 jogos / 45 gols

No auge, Andriy Shevchenko foi um dos maiores atacantes de todos os tempos do futebol mundial. Pelo Milan campeão europeu, o ucraniano era um artilheiro mortal. Foi o líder, também, da melhor seleção ucraniana que já houve. Alcançou as quartas de final na Copa de 2006, caindo somente contra a Itália. Nas competições europeias, Sheva é o terceiro maior artilheiro da história, com 64 gols. Ele foi, também, o terceiro ucraniano a vencer a premiação da France Football.

A carreira começou a entrar em declínio quando quis trocar o Milan pelo Chelsea, convencido por Roman Abramovich. Na Inglaterra nunca chegou a fazer sucesso e de lá chegou a retornar para a Itália, emprestado, até voltar, de vez, ao Dynamo Kiev. Recentemente completou sua centésima partida pela seleção ucraniana, tornando-se assim o primeiros jogador a atingir tal marca.

1º – Oleh Blohkin (28 pontos)

Nome completo: Oleh Volodymyrovych Blokhin
Nascimento: 05/nov/1952, em Kiev (UCR)
Posição: atacante
Clubes: Dynamo Kiev (1969 a 88), Vorwärts Steyr-AUT (1988 a 89) e Aris Limassol-CPR (1989 a 90)
Títulos:
Seleção soviética: 112 jogos / 42 gols (seleção olímpica: 12 jogos / 9 gols)

Na eleição com os jornalistas russos, um intruso apareceu na lista dos cinco melhores de todos os tempos. Tudo porque, para a Rússia, os soviéticos são russos… Questão política à parte, Oleh Blohkin foi um dos maiores jogadores de todos os tempos da União Soviética e o melhor da Ucrânia.

Pelo Dynamo Kiev foram incríveis 432 jogos disputados. Na seleção soviética outros 112, com 42 gols marcados – e duas Copas do Mundo disputadas (1982 e 86). Em 1975 foi eleito pela France Football o melhor jogador da temporada.

Fora dos campos, depois que parou de jogar, Blohkin treinou diversas equipes, entre elas a seleção ucraniana no Mundial de 2006. Além disso, se envolveu com política e chegou a ser eleito para o Parlamento ucraniano.

O sexto lugar

Na sexta posição, e único citado além dos cinco elencados acima, aparece Anatoliy Byshovets (23/abr/ 1946, em Kiev), que defendeu o Dynamo Kiev entre 1963 e 73, além da seleção soviética entre 1966 e 72.

Confira os votos dos jornalistas:

Andriy Varchak (Sport-Express – ucraniano)
1. Oleh Blokhin
2. Andriy Shevchenko
3. Igor Belanov
4. Oleksandr Zavarov
5. Oleksiy Mikhaylichenko

Mykhailo Spivakovskiy (Sport-Express – ucraniano)
1. Oleh Blokhin
2. Andriy Shevchenko
3. Igor Belanov
4. Oleksiy Mikhaylichenko
5. Oleksandr Zavarov

Konstantin Andriyuk (1Plus1 TV)
1. Andriy Shevchenko
2. Oleg Blokhin
3. Igor Belanov
4. Anatoliy Byshovets
5. Oleksiy Mykhaylychenko

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo