Leste Europeu

Não é o paraíso

Rússia e Alemanha estão muito acima dos rivais no grupo 4 das eliminatórias européias para a Copa do Mundo de 2010, mas não estão no mesmo nível. Isso é algo importante que os russos precisam aprender, para conseguirem dar esse passo a mais na evolução de seu futebol e, consequentemente, da sua seleção. A vitória dos alemães, no último sábado, por 2 a 1, em Dortmund, mostrou mais uma vez isso.

Sem sombra de dúvidas, a Rússia possui uma das melhores seleções do futebol mundial na atualidade. A campanha recente na Eurocopa foi uma prova disso. No entanto, fica a sensação de que falta algo a mais, e é exatamente esse algo a mais que se mostra decisivo em partidas contra as potências consagradas do esporte.

Na Euro, os russos tombaram duas vezes diante da Espanha. Nestas eliminatórias, passaram pelo País de Gales na estréia, perderam para os alemães e na quarta venceram sem problemas a Finlândia por 3 a 0, no estádio Lokomotiv, em Moscou – equipe que quase derrotou a própria Alemanha na rodada anterior.

Guus Hiddink já conseguiu fazer com que esse grupo pense longe, tanto que o revés sofrido contra a Alemanha não foi simplesmente “aceito” por todos. Os jogadores questionaram a postura do time e, mesmo não contando com a sorte no segundo tempo, sabem que poderiam ter arrancado pelo menos um empate.

Arshavin está jogando como nunca. Após toda confusão sobre sua saída do Zenit para algum grande time europeu, o atacante, após frustrada a negociação, voltou a se concentrar em sua equipe e na seleção – até porque sabe que na janela de transferências do verão seu nome voltará a ser especulado, e portanto ele precisava voltar a jogar bem. Assim, tanto o Zenit como a seleção russa voltaram a usufruir de sua habilidade e facilidade em marcar gols.

Ucrânia na briga

Os ucranianos, ao contrários dos russos, não deram tanta sorte na divisão de chaves das eliminatórias européias. No grupo 6, têm a forte concorrência de Inglaterra e Croácia, além de Belarus, que pode aprontar. Ao menos Cazaquistão e Andorra estão lá para serem os sacos de pancada.

No último final de semana a Ucrânia recebeu a Croácia, em Kharkiv, segunda maior cidade ucraniana, com quase 1,5 milhão de habitantes. O resultado de 0 a 0 não foi o esperado por todos. Considerando que a primeira vaga já é dos ingleses, o segundo lugar, que garante chance na repescagem européia, será disputado por ucranianos e croatas.

Hoje, na classificação, a Inglaterra tem 12 pontos em quatro jogos, a Croácia aparece com sete em quatro partidas, mesma pontuação da Ucrânia, que no entanto está com um jogo a menos. Pode parecer cedo demais analisar a tabela de classificação, mas essa mini competição é de tiro curto, somente dez jogos para cada time. Portanto, todo ponto desperdiçado pode custar muito caro pela falta de tempo hábil para recuperação.

Outros soviéticos

Confira abaixo os resultados das últimas duas rodadas das eliminatórias européias da Copa do Mundo, que envolveram antigas repúblicas soviéticas. Destaque para a Lituânia, segunda colocada do grupo 7 com nove pontos, à frente da França e atrás somente da Sérvia.

Grupo 2
Suíça 2×1 Letônia
Grécia 3×1 Moldávia
Letônia 1×1 Israel
Luxemburgo 0x0 Moldávia

Grupo 4
Finlândia 1×0 Azerbaijão
Alemanha 2×1 Rússia
Rússia 3×0 Finlândia

Grupo 5
Bélgica 2×0 Armênia
Bósnia 4×1 Armênia

Grupo 6
Inglaterra 5×1 Cazaquistão
Ucrânia 0x0 Croácia
Belarus 1×3 Inglaterra

Grupo 7
Sérvia 3×0 Lituânia
Lituânia 1×0 Ilhas Faroe

Grupo 8
Geórgia 1×1 Chipre
Geórgia 0x0 Bulgária

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo