Leste Europeu

Hiddink: ‘Clubes atrapalham trabalho da seleção’

A preparação da Rússia para a Eurocopa ainda está começando, mas já se vêem os primeiros sinais de crise. Nesta segunda, o técnico da seleção russa Guus Hiddink reclamou de um suposto boicote dos clubes a seu trabalho.

O holandês havia convocado a equipe para um período de treinos em Belek, na Turquia. Sem amistoso marcado para janeiro, o objetivo do treinador era juntar a equipe em uma data-Fifa e aprofundar a preparação.

No entanto, os clubes relutam em liberar os jogadores. Roman Pavlyuchenko e Vladimir Bustrov não foram dispensados pelo Spartak Moscou. O time de Stanislav Chechesov não foi o único a dificultar os trabalhos. Dick Advocaat, técnico do Zenit, e Valery Gazzaev, do CSKA Moscou, também foram contra a ida de atletas à Turquia.

Após intervenção de Vitaly Mutko, presidente da federação russa, os jogadores se apresentaram. Ainda assim, Hiddink reclamou da atitude dos clubes. “Quando anunciamos os planos de preparação para a Euro, incluindo os treinos em Belek, todo mundo aprovou. De repente, os clubes mudaram de idéia”, afirmou.

Além dos clubes russos, o técnico holandês também enfrenta problemas com os que atuam fora do país. Até esta segunda, Kezhakov (Sevilla), Saenko (Nuremberg) e Izmailov (Sporting) ainda não haviam se apresentado. A única ausência justificável, segundo Hiddink, é a de Saenko, que está contundido.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo