Leste Europeu

Estreia promissora

A primeira rodada de um campeonato sempre é envolta em muitas expectativas. Estreia de reforços e treinadores, velhos ou novos esquemas táticos, estádios cheios, enfim, diversos são os motivos que fazem com que isso aconteça. Os primeiros jogos, porém, não são parâmetro para uma análise de como será toda a temporada de um time, mas servem de aperitivo do que está por vir.

No último final de semana a Premier Liga russa teve início com alguns resultados significativos.

Um dos favoritos ao título, o CSKA Moscou, começou vencendo o Saturn, fora de casa, por 3 a 0. Foi um jogo duro, que o time do técnico Zico, que resolveu poupar alguns titulares por causa da Copa Uefa (como Vagner Love), só conseguiu abrir o placar aos 24 minutos do segundo tempo, com um golaço de fora da área do jovem e talentoso meia Alan Dzagoev. Ele, inclusive, tem sido determinante para o bom começo do treinador brasileiro na Rússia. Zico arma o time no 4-4-2, sendo que Dzagoev é uma espécie de segundo atacante, mas que volta bastante para armar as jogadas e consegue chegar à frente para finalizar.

No final o CSKA conseguiu ampliar após duas cobranças de escanteio e dois gols do zagueiro Ignashevich. Pelo que demonstra há alguma tempo na Copa Uefa, sem dúvida o Exército Vermelho chega muito forte para a temporada 2009 – aliás, há duas semanas a equipe já faturou o primeiro título do ano: levou a Supercopa da Rússia ao fazer 2 a 1 no Rubin Kazan, com gol na prorrogação.

Por falar no atual campeão russo, o Rubin também começou sua campanha com uma boa vitória por 3 a 0. Bateu, em casa, o Kuban. Apesar do título do ano passado, o Rubin não inspira tanta confiança aos mais críticos, até porque não se reforçou tanto e já possui um elenco envelhecido. Essas críticas, porém, já vêm desde 2008… Contra o Kuban, Bukharov, duas vezes, e Semak fizeram os gols dessa fácil vitória.

No primeiro clássico do Campeonato Russo, o Spartak Moscou recebeu o Zenit St. Peterburg. E as duas equipes tiveram um começo de jogo eletrizante.

Logo aos dois minutos Ivan Saenko ganhou da defesa na corrida e abriu o placar para os donos da casa. Nos lances seguintes, o Spartak perdeu chances incríveis para aumentar, e como a máxima do futebol diz que quem não faz, toma, o Zenit empatou. Aos 18 minutos, Pogrebnyak, cobrando falta de longe, acertou o ângulo de Pletikosa.

No final, o empate em 1 a 1 acabou sendo justo pelo restante da partida. Os dois times desperdiçaram diversas oportunidades. A partida marcou a estreia dos brasileiros Rafael Carioca e Alex no Spartak, sendo que o atacante Weliton, ex-Goiás, retornou após um longo tempo parado devido uma contusão.

Já os outros grandes de Moscou tiveram início diferentes. Na capital russa, o Dynamo encarou o Moskva e conseguiu seus primeiros três pontos com um gol do artilheiro Kerzhakov aos 47 minutos do segundo tempo, de cabeça. Por sua vez o Lokomotiv não passou de um empate com o fraco Khimki em 1 a 1 – Rodolfo foi titular e Fininho entrou ainda no primeiro tempo, no lugar do lesionado Jan Durica.

Nas outras partidas desta primeira rodada, destaque para duas vitórias por 1 a 0: o sempre forte Krylya Sovetov derrotou o Tom, em Tomsk, com um gol de Evgeny Savin, e o Terek Grozny, jogando na Chechênia, bateu o Spartak Nalchik. O autor do único gol do jogo, marcado aos 49 minutos da segunda etapa, foi um velho conhecido do interior paulista: o veterano Cléber. Por fim, Amkar e Rostov não saíram do zero.

Convocações
Rússia e Ucrânia anunciaram os convocados para os próximos compromissos pelas eliminatórias europeias para a Copa do Mundo. Os russos, comandados pelo holandês Guus Hiddink, encaram, pelo Grupo 4, o Azerbaijão, em Moscou, em 28 de março, e Liechtenstein, quatro dias depois. Serão os primeiros compromissos de Hiddink na seleção russa, desde que ele assumiu o Chelsea.

Já os ucranianos, sob a batuta de Alexei Mikhailichenko, foram pré-convocados, já que ele espera a definição da Copa Uefa para fechar a lista – por isso 28 jogadores, mas sobrarão 24. A seleção ucraniana enfrenta a Inglaterra, em 1º de abril, pelo Grupo 6, em casa.

A Rússia está em segundo, com seis pontos em três partidas, mesma pontuação do País de Gales e quatro atrás da líder Alemanha, com um jogo a menos que ambos países. Já a Ucrânia é a terceira colocada, com sete pontos, cinco atrás da Inglaterra e com a mesma pontuação da Croácia, mas com um jogo a menos que as duas.

Rússia
Goleiros: Igor Akinfeev (CSKA Moscou), Vladimir Gabulov (Dynamo Moscou) e Vyacheslav Malafeev (Zenit St. Petersburg);

Defesa: Sergei Ignashevich (CSKA Moscou), Alexei Berezutsky (CSKA Moscou), Vasily Berezutsky (CSKA Moscou), Alexander Anyukov (Zenit St. Petersburg), Denis Kolodin (Dynamo Moscou) e Renat Yanbaev (Lokomotiv Moscou);

Meias: Diniyar Bilyaletdinov (Lokomotiv Moscou), Yuri Zhirkov (CSKA Moscou), Alan Dzagoev (CSKA Moscou), Dmitry Torbinsky (Lokomotiv Moscou), Igor Semshov (Zenit St. Petersburg), Igor Denisov (Zenit St. Petersburg), Konstantin Zyryanov (Zenit St. Petersburg), Sergei Semak (Rubin Kazan) e Ivan Saenko (Spartak Moscou);

Ataque: Andrei Arshavin (Arsenal-ING), Roman Pavlyuchenko (Tottenham-ING), Pavel Pogrebnyak (Zenit St. Petersburg) e Dmitry Sychev (Lokomotiv Moscou).

Ucrânia
Goleiros: Andriy Pyatov (Shakhtar Donetsk), Rustam Khudzhamov (Shakhtar Donetsk), Stanislav Bogush (Dynamo Kiev) e Oleksandr Goryainov (Metalist Kharkiv);

Zagueiros: Vitaliy Mandzyuk (Dynamo Kiev), Taras Mykhalyk (Dynamo Kiev), Andriy Rusol (Dnipro Dnipropetrovsk), Dmytro Chygrynskiy (Shakhtar Donetsk), Oleksander Kucher (Shakhtar Donetsk), Vyacheslav Shevchuk (Shakhtar Donetsk) e Grigoriy Yarmash (Vorskla Poltava).

Meias: Olexandr Alyev (Dynamo Kiev), Serhiy Kravchenko (Dynamo Kiev), Serhiy Valyaev (Metalist Kharkiv), Valentyn Slyusar (Metalist Kharkiv), Olexiy Gay (Shakhtar Donetsk), Evgen Levchenko (Groningen-HOL), Maxym Kalinichenko (Dnipro Dnipropetrovsk), Serhiy Nazarenko (Dnipro Dnipropetrovsk), Ruslan Rotan (Dnipro Dnipropetrovsk) e Anatoliy Tymoschuk (Zenit-RUS);

Atacantes: Andriy Voronin (Hertha Berlin-ALE), Volodymyr Homenyuk (Dnipro Dnipropetrovsk), Marko Devic (Metalist Kharkiv), Artem Kravets (Dynamo Kiev), Artem Milevskiy (Dynamo Kiev), Evgen Seleznev (Shakhtar Donetsk) e Andriy Shevchenko (Milan-ITA).

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo