Leste Europeu

Dono da maior hegemonia da Europa, o Ludogorets chegou ao 11° título consecutivo no Campeonato Búlgaro

O final de semana também foi de festa para Slovan Bratislava, Zrinjski Mostar e Lincoln Red Imps

A temporada europeia vive sua reta decisiva e o final de semana já seria de vários times campeões ao redor do continente. As grandes ligas ainda não confirmaram seus vencedores, mas diversas conquistas estão encaminhadas. Enquanto isso, diversos campeonatos nacionais menores coroaram seus campeões por antecipação. O título mais relevante é o do Ludogorets, vencedor pelo 11° ano consecutivo na Bulgária, atual recorde da Europa. Enquanto isso, Slovan Bratislava (Eslováquia), Zrinjski Mostar (Bósnia-Herzegovina) e Lincoln Red Imps (Gibraltar) também puderam festejar.

Ludogorets, campeão búlgaro

A hegemonia do Ludogorets é uma das mais assustadoras da Europa. Desde que o clube conquistou o acesso no Campeonato Búlgaro, levou o título em todas as suas participações na primeira divisão. A série se iniciou em 2011/12 e, pela atual vantagem, não dá muita pinta de que acabará em breve. Líderes desde a nona rodada, os alviverdes abriram uma diferença de 14 pontos no hexagonal final, restando mais quatro rodadas. Assim, não podem mais ser alcançados pelo CSKA Sofia, segundo colocado. A confirmação da taça veio com uma sonora goleada por 4 a 1 sobre o Slavia Sofia. Com 11 títulos, o Ludogorets é o terceiro maior campeão nacional. Ainda permanece longe dos 31 troféus do CSKA Sofia e dos 26 do Levski Sofia.

O Ludogorets somou 22 vitórias em 27 partidas na atual campanha, com quatro derrotas no caminho. Mais impressionantes são os 68 gols anotados, 29 a mais do que qualquer outro adversário na competição. O técnico esloveno Ante Simundza assumiu a equipe em janeiro, credenciado pelo título nacional conquistado à frente do Mura em seu país e pelo barulho na fase de grupos da Conference. Já o elenco se escora no talento brasileiro, mas sem a preponderância de antes. O lateral Cicinho, bem como os meias Cauly e Alex Santana, foram os destaques do país. Ainda assim, outros jogadores subiram na hierarquia, com menções principais ao centroavante Pieros Sotiriou e aos pontas Kiril Despodov e Bernard Tekpetey.

Slovan Bratislava, campeão eslovaco

O Slovan Bratislava permanece como força hegemônica do futebol da Eslováquia. A equipe da capital se consagrou tetracampeã, chegando a 12 títulos desde a independência do país, cinco a mais que o Zilina. A conquista dessa vez aconteceu com quatro rodadas de antecedência, abrindo 14 pontos de vantagem sobre o Ruzomberok. A festa na última sexta aconteceu exatamente no confronto direto, com o empate por 0 a 0 na visita ao Ruzomberok. O Slovan soma 20 vitórias em 28 rodadas, além de uma mísera derrota. O treinador do Slovan é o tarimbado Vladimir Weiss, responsável por levar a Eslováquia para a Copa de 2010. Seu filho Vladimir Weiss também faz parte do elenco. Já entre os outros destaques aparecem Ezekiel Henty e Ibrahim Rabiu.

Zrinjski Mostar, campeão bósnio

Clube ligado à população de origem croata na Bósnia-Herzegovina, o Zrinjski Mostar é o maior campeão nacional desde a independência do país. A equipe chegou ao sétimo título nesta temporada, um a mais que o Zeljeznicar e dois a mais que o Sarajevo. A conquista da atual edição da liga encerra um jejum de quatro anos, desde 2017/18. Para chegar lá, o Zrinjski disparou desde que assumiu a liderança no meio do primeiro turno e abriu uma vantagem de 21 pontos, com mais sete rodadas pela frente. A conquista veio com uma goleada por 4 a 0 no clássico contra o Sarajevo. O técnico Sergej Jakirovic, nascido em Mostar, conquistou seu primeiro título de elite aos 45 anos. Já em campo quem sobrou foi o centroavante Nemanja Bilbija, autor de incríveis 27 gols em 26 rodadas, além de sete assistências. O atleta de 31 anos é também o capitão da equipe.

Lincoln Red Imps, campeão gibraltarino

O Lincoln Red Imps não chega a ser um Ludogorets, mas é a força dominante do Campeonato Gibraltarino desde que a competição passou a fazer parte da Uefa. A equipe é a atual bicampeã nacional, com nove troféus nos últimos 11 anos. Os rubro-negros ainda somam 26 títulos totais na liga nacional, maiores vencedores com seis taças a mais que o Prince of Wales. Nesta edição, o Lincoln ainda está invicto, com 17 vitórias em 18 rodadas e uma vantagem de oito pontos sobre o vice-líder Europa. São 58 gols marcados e só 14 sofridos. A braçadeira de capitão é do interminável Roy Chipolina, símbolo da seleção local.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo