Leste Europeu

Copa da Rússia salva temporada do CSKA

Nos últimos anos, o CSKA Moscou tem ficado em evidência para o público brasileiro. Porto seguro para vários atletas tupiniquins, a equipe sempre é vista como o maior time da Rússia. No entanto, a última temporada e a atual têm deixado o time para trás em comparação com os grandes rivais.

Neste ano, o início na Premier Liga é terrível. No último final de semana, perdeu para o Spartak Nalchik, em Moscou, por 1 a 0 e ocupa apenas a quinta colocação, com sete pontos em cinco partidas.

Além disso, já começa a surgir alguma pressão por parte da diretoria sobre os jogadores, que têm rendido muito pouco, e até mesmo no trabalho de Valery Gazzaev, no comando do time desde 2004. Prova são as constantes vezes que, nas últimas semanas, o presidente do clube, Evgeny Giner, tem vindo à imprensa para declarar que “não existe pressão”.

No entanto, a temporada do CSKA pode ser garantida com a Copa da Rússia. Nesta quarta-feira, o Exército Vermelho bateu o Tom Tomsk por 2 a 1, no estádio Luzhniki, e se garantiu na decisão. Milos Krasic e Sergei Ignashevich marcaram para o CSKA, enquanto o Klimov descontou para o Tom.

Na outra semifinal, o Amkar Perm, que vai bem na Premier Liga (é o quarto, com dez pontos), matou a zebra Ural, da segunda divisão, e venceu por 1 a 0.

A final ainda não tem data definida. A Federação Russa costuma esperar a decisão das semifinais, para então anunciar quando será disputada a partida final – normalmente em maio. Uma coisa é certa: assim como em todas as outras edições, ela acontecerá em Moscou.

De qualquer modo, a Copa da Rússia 2007/08 (diferentemente da Premier Liga, ela segue o calendário dos principais campeonatos europeus) pode ser a redenção do CSKA na temporada, classificar a equipe para a Copa Uefa e, quem sabe, motivar o time para o restante do ano – ou então, significar o primeiro título importante da história do Amkar.

Agora sim

O último final de semana definiu que o título ucraniano vai para o Dynamo Kiev ou o Shakhtar Donetsk. Até aí nenhuma surpresa, mas o Dnipro Dnipropetrovsk ainda sonhava em atrapalhar o caminho dos dois grandes.

No entanto, as pretensões acabaram no sábado, quando a equipe recebeu o Shakhatr em seu estádio. Brandão abriu o placar para os visitantes aos oito minutos da primeira etapa. Aos 29, Nazarenko empatou e manteve viva a esperança da torcida nas arquibancadas do estádio Meteor. Mas os gols de Rat (44 min) e Luiz Adriano (55 min) selaram as chances do Dnipro na Vyscha Liga.

O resultado foi desastroso, porque combinado com a vitória do Metalist Kharkiv por 2 a 0, fora de casa, contra o Metalurh Zaporizhya, derrubou o Dnipro para o quarto lugar, com 51 pontos. O Metalist foi a 52.

No topo da tabela, o Shakhtar soma agora 56 pontos, dois a menos que o Dynamo – bateu o Tavriya, por 3 a 0, em Kiev. Com cinco rodadas por jogar, o Shakhtar tem uma partida a menos, que será disputada em duas semanas, contra o Zorya, fora.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo