Leste Europeu

Contra o vexame

Seu estilo de jogo não agrada nem um pouco. Futebol feio, de muita marcação e pouca criatividade, poucos talentos e foco total no coletivo. Com esse modo de jogar, o Rubin Kazan conquistou dois títulos russos e se colocou entre os grandes do país nos últimos anos. Por trás de tudo isso, um técnico turcomeno, extremamente religioso e perfeccionista.

Kurban Berdyev assumiu o comando da equipe do Tartaristão, à época na segunda divisão, em 2001. No ano seguinte já garantiu o acesso com o título e em 2003 terminou, surpreendentemente, na terceira divisão da elite. Desde então, foi ganhando força e se estruturando. Após as conquistas de 2008 e 2009, passou a enfrentar os grandes da Europa também, e para isso a diretoria abriu os cofres.

Trouxe, por exemplo, Carlos Eduardo em agosto de 2010 por € 20 milhões. O meia, até agora, ainda não correspondeu às expectativas, tendo jogado pouco e mal – está com uma lesão no joelho há meses. Na mesma época pagou € 15 milhões por Salvatore Bocchetti ao Genoa. Até Obafemi Martins foi contratado… A gastança tinha um motivo: evitar novamente uma eliminação precoce na Liga dos Campeões.

Afinal, na temporada 2009/10, o clube em sua primeira participação na LC caiu já na fase de grupos, apesar da enorme dificuldade da chave, que tinha Barcelona, Internazionale e Dynamo Kiev. Na temporada seguinte, o sorteio foi mais amável, mesmo tendo colocado o Barça no caminho mais uma vez. Para compensar, deixou Kobenhavn e Panathinaikos junto. E mesmo assim o Rubin ficou fora das oitavas… e caiu também na Liga Europa.

Na Rússia o tricampeonato também não veio. Assim, a diretoria, da qual também faz parte Berdyev, vice-presidente do clube, resolveu mudar a estratégia. Ao invés de figurões internacionais, apostou em nomes consolidados no próprio futebol russo. Chegaram Igor Lebedenko, do Rostov, Pyotr Nemov, do Saturn, Vladimir Dyadyun, que retornou de empréstimo ao Spartak Nalchik. Martins foi embora.

Com um elenco mais russo, o Rubin Kazan tem se mantido competitivo nesta temporada. A equipe ocupa a quarta colocação na tabela do Russão, e mesmo estando 11 pontos atrás do líder CSKA Moscou, deve se manter na briga pelo título até o final. E na LC a vida começou bem, afinal, nesta semana despacharam o Dynamo Kiev com duas boas vitórias, primeiro na Ucrânia e depois em Kazan.

Muito vai depender, agora, do que o sorteio dos play-offs colocar no caminho do time tártaro. Como está na chave dos não-campeões, terá um adversário duro pela frente. E por não ser um dos cabeças de chave, pode encarar Bayern, Villarreal, Arsenal ou Lyon, por exemplo. Se conseguir a vaga na fase de grupos, será uma surpresa. Mas se isso acontecer realmente, o Rubin chegará à Liga dos Campeões muito mais preparado e calejado do que nas edições anteriores.

Convocações

Em 10 de agosto, em dois amistosos, a Rússia enfrenta a Sérvia e a Ucrânia encara a Suécia. Listas dos convocados abaixo.

RÚSSIA

Goleiros: Igor Akinfeev (CSKA) e Vyacheslav Malafeev (Zenit);

Defensores: Aleksandr Anyukov (Zenit), Yuri Zhirkov (Chelsea-ING), Aleksei Berezutski (CSKA), Vasili Berezutski (CSKA), Sergei Ignashevich (CSKA) e Roman Shishkin (Lokomotiv);

Meio-campistas: Konstantin Zyryanov (Zenit), Igor Denisov (Zenit), Denis Glushakov (Lokomotiv), Diniyar Bilyaletdinov (Everton-ING), Dmitri Torbinskiy (Lokomotiv), Igor Semshov (Dynamo Moscou) e Alan Dzagoev (CSKA);

Atacantes: Roman Pavlyuchenko (Tottenham-ING), Andrei Arshavin (Arsenal-ING), Pavel Pogrebnyak (Stuttgart-ALE) e Aleksandr Kerzhakov (Zenit).

UCRÂNIA

Goleiros: Oleksandr Shovkovskiy (Dynamo Kiev) e Andriy Dykan (Spartak Moscou-RUS);

Defensores: Oleksandr Kucher (Shakhtar), Vitaliy Mandzuk (Dnipro), Yaroslav Rakitskiy (Shakhtar), Artem Fedetskiy (Karpaty Lviv) e Yevhen Cheberyachkov (Dnipro);

Meio-campistas: Anatoliy Tymoschuk (Bayern-ALE), Oleksiy Hai (Shakhtar), Ruslan Rotan (Dnipro), Oleh Husyev (Dynamo Kiev), Maksym Kalynychenko (Tavriya Simferopol), Andriy Yarmolenko (Dynamo Kiev), Yevhen Konoplianka (Dnipro) e Edmar (Metalist Kharkiv);

Atacantes: Andriy Shevchenko (Dynamo Kiev), Andriy Voronin (Dynamo Moscou-RUS), Artem Milevskiy (Dynamo Kiev), Marko Devic (Metalist Kharkiv) e Oleksiy Antonov (Dnipro).

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo