Leste Europeu

Ídolo no Shakhtar, Srna envia 20 toneladas de mexerica para crianças em zona de conflito

Com 32 anos, 11 deles dedicados ao Shakhtar Donetsk, parecia que Darijo Srna não poderia se tornar mais ídolo da torcida dos Mineiros, mas o capitão deu um jeito de se estabelecer ainda mais no coração dos torcedores. O croata enviou 20 toneladas de mexerica para crianças que estão atualmente na zona de guerra, no leste da Ucrânia, bancando tanto a compra das frutas quanto o custo de envio.

VEJA TAMBÉM: Cinco grandes momentos da história do Estádio Independência

O propósito do gesto de Srna foi contribuir com o projeto Let’s Help Children, do Centro Humanitário de Rinat Akhmetov. Segundo o site do Shakhtar Donetsk, as frutas foram enviadas para todas as mais de 23 mil crianças na escola primária em Donetsk – ou seja, todas. As doações começaram a chegar às escolas nesta terça-feira e deverão ser entregues a todas elas até o fim desta semana. Além das frutas, o capitão enviou cartões personalizados para cada uma das crianças.

De acordo com a agência AFP, uma série de comboios militares russos entraram no leste da Ucrânia, e a tensão entre o governo e os separatistas pró-Rússia deverá se intensificar. “O nível de violência no leste da Ucrânia e o risco de uma nova escalada são altos e estão aumentando”, afirmou Michael Bociurkiw, membro da missão especial de supervisão da OSCE (Organização para a Segurança e Cooperação na Europa) no país, em coletiva de imprensa.

Em um momento tão sensível, a ação de Darijo Srna vem em boa hora. Não é o bastante, é claro. A região precisa de muito mais neste momento, mas, como gesto, é difícil pensar o que alguém como o atleta poderia fazer além disso. Sem falar que ajuda a humanizar um pouco mais o tema, lembrando de quantas pessoas – sobretudo crianças  – estão sendo afetadas pela instabilidade política.

223154__max_gal

223153__max_gal

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo