Leste Europeu

Bola volta a rolar na Ucrânia

Após quase três meses de muito frio e neve, a Ucrânia voltará a ver um jogo de futebol neste final de semana. O Campeonato Ucraniano retoma as atividades com a realização da 18ª rodada. Nesse meio tempo os candidatos ao título se movimentaram pouco no mercado, sem a contratação de grandes reforços reflexo da crise financeira mundial. E o futebol, com seu forte viés econômico, também foi atingido.

O torneio recomeça com o Dynamo Kiev liderando de forma tranquila. Com 43 pontos, tem também o melhor ataque (42 gols) e a defesa menos vazada (11). Na segunda colocação aparece o Metalist Kharkiv, com 37 pontos. A equipe da segunda maior cidade do país tem feito uma temporada fantástica. Na seqüência surgem Metalurh Donetsk (33) e Vorskla Poltava, para só então aparecer o Shakhtar Donetsk (31).

Logo nessa rodada, que começa no sábado e acaba na quarta-feira, o Metalist recebe o Dynamo (04/mar), em jogo decisivo para as pretensões dos dois clubes.

No mercado de inverno o Dynamo negociou definitivamente o atacante Kléber com o Cruzeiro e conseguiu levar para a Ucrânia o jovem e promissor Guilherme. Além dele, já havia acertado com o meia da seleção ucraniana Serhiy Kravchenko, que deixou o Vorskla. Retornaram de empréstimo: Diogo Rincón (Corinthians), Pavlo Ksyonz (Illychivets), Kostiantyn Dudchenko (Olkom Melitopol) e Oleh Herasymyuk (Neftchi). Foram embora: Denys Oliynyk (Metalist), Otar Martsvaladze e Kakhaber Aladashvili (Anzhi Makhachkala), Andrey Eschenko (Spartak Nalchik) e Vitaliy Fedoriv (Amkar Perm).

O Metalist acertou a contratação do meia argentino Walter Acevedo, ex-San Lorenzo. Além dele, apenas ucranianos foram contratados, destaque para Andriy Berezovchuk (Metalurh Donetsk) e o já citado Oliynyk (Dynamo Kiev). Deixaram o time: Anatoliy Didenko, Aleksandar Trisovic e Oleksandr Babych (Chornomorets), Abdoulaye Djire (dispensado) e Ruslan Fomin (fim do empréstimo, Shakhtar Donetsk).

Já o Metalurh Donetsk atuou de forma ainda mais modesta. Três contratações e três vendas. O defensor português China (Belenenses), o meia sérvio Dorde Lazic (Partizan) e Vladzimir Karitska (Chornomorets) foram os reforços, enquanto Berezovchuk (Metalist), Samvel Melkonyan (Banants-ARM) e o atacante brasileiro William Boaventura (Kuban) negociados.

No Vorskla Poltava o mercado de inverno foi bem ruim. Afinal, a equipe perdeu seu principal jogador, Serhiy Kravchenko, para o Dynamo, além do defensor croata Sasha Juricic para o Tavriya. Acertou com ucranianos somente: o goleiro Serhiy Velychko (Naftovyk), o defensor Andriy Boyko (Tavria), o meia Konstantyn Yaroshenko (Shakhtar) e os atacantes Roman Bezus e Roman Kunev (Kremenchuk).

Por fim o Shakhtar Donetsk, que, por incrível que pareça, não fez nenhum contratação. No entanto, ganhou o “reforço” de seis jogadores que retornaram se períodos de empréstimo: os defensores Ihor Korotetskyy e Oleh Yermak (Zorya), os meias Maksym Trusevych (Zorya) e Oleksiy Polyansky (Illychivets), e os atacantes Ruslan Fomin (Metalist) e a eterna promessa mexicana Nery Castillo, que estava no Manchester City. Perdeu, porém, o centroavante Brandão para o Olympique de Marselha, além dos meias Konstantyn Yaroshenko (empréstimo, Vorskla) e Maksym Trusevych (Baltika).

Na teoria, quem melhor se reforçou foi o Dynamo Kiev, e como nenhuma outra equipe perdeu jogadores fundamentais, a situação do Campeonato Ucraniano, de momento, é a mesma de três meses atrás. O Dynamo segue como favorito, seguido por um surpreendente Metalist, com o Shakhtar à caça dos dois.

Como os três time seguem vivos na Copa Uefa, muito do andamento da temporada depende desses resultados, também. Após empatar em casa com o Valencia em 1 a 1, o Dynamo terá uma dura missão na Espanha. Já o Metalist bateu a Sampdoria fora de casa por 1 a 0 e agora terá, apenas, que confirmar a classificação na Ucrânia, já que os italianos adiantaram que não levarão todos os titulares. Em situação tranquila também está o Shakhtar, que fez 2 a 0 no Tottenham em Donetsk e viaja tranqüilo para Londres nesta quinta-feira.

Enfim, o mais importante é que a bola finalmente vai voltar a rolar. Ou seja, teremos assuntos mais interessantes para tratar além de especulações, contratações e ladainhas.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo