Leste Europeu

A casa está em ordem

O CSKA Moscou sempre foi um dos favoritos ao título na Premier Liga deste ano. O time é forte, entrosado, possui um ótimo elenco e tem talentos individuais que desequilibram. No entanto, a eliminação na Copa Uefa para o Shakhtar, no final de fevereiro, balançou a moral do clube. Na sequência, com o início do Campeonato Russo, alguns resultados inesperados e ruins corroboraram com a tese que circulava na imprensa do país: faltava motivação aos comandados do técnico Zico. Tudo isso já era.

Passadas algumas semanas, a casa já está em ordem. O CSKA se reencontrou com a as vitórias, alcançou a final da Copa da Rússia e venceu três clássicos nesse período. É o novo líder da Premier Liga e Zico, aos poucos, vai colocando a sua cara na equipe.

Valery Gazzaev, treinador que estava no cargo nos cinco anos anteriores, manteve uma base competitiva e muito forte no CSKA. Com ênfase na defesa, ele alcançou resultados expressivos, e por isso Zico estava com certas dificuldades para mudar um pouco o estilo de jogo. Teve sorte de encontrar Alan Dzagoev, a jovem joia russa, para armar seu meio-campo, e na fácil adaptação do atacante nigerino Ouwo Moussa Maazou.

Com os dois entre os titulares, Vagner Love recebeu companhia no ataque. Além deles, quem também ganhou um posto entre os titulares foi o turco Erkin Caner, que chegou no CSKA em 2007, mas desde então teve poucas oportunidades.

A equipe vem de três vitórias seguidas no Campeonato Russo, com a classificação para a final da Copa sobre o Dynamo Moscou no meio. Neste final de semana, teve pela frente o Zenit St. Petersburg no estádio Luzhniki. Conseguiu uma importante vitória por 2 a 1, que dá ainda mais moral ao time. “Jogamos muito bem do início ao fim, conseguimos uma vitória importante contra um grande clube, e acabamos a rodada na liderança”, afirmou Zico em seu site oficial.

Com 19 pontos em nove jogos, o CSKA caminha firme para ser um dos times que estarão no topo até o final da competição. Por enquanto, Rubin Kazan, com 18, parece ser o principal concorrente. Krylya Sovetov e Moskva, com 16, não devem resistir. Na sequência, Zenit com 15 e Spartak Moscou com 14 são os grandes mais próximos.

Impasse na Copa da Rússia

A decisão será, justamente, entre o CSKA e o Rubin e está marcada para o próximo dia 31, no estádio Lokomotiv, no distrito de Cherkizovo, em, Moscou. No entanto, os dois finalistas promovem uma briga nos bastidores para levar a partida para seus domínios.

A diretoria do CSKA entrou em contato com a federação russa (RFU) e pediu para que o jogo seja transferido para o Luzhniki. Já o Rubin fez o mesmo e pretende realizar a peleja em Kazan, no estádio Central.

A deixa para a briga é a realização, no dia anterior, um sábado, do clássico entre Lokomotiv e Spartak Moscou. Há um temor que o campo fique em péssimas condições para a final, com isso, cada um mexe os palitinhos para se favorecer.

O Rubin não aceita ir para o Luzhniki, por causa do gramado artificial, enquanto o CSKA não pretende jogar no campo do rival, sendo que a partida já estava programada para a capital russa há muito tempo. Por enquanto a RFU ainda não se pronunciou.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo