Serie A

Bologna empata com Juventus, mas o placar não é maior do que o feito de Thiago Motta

Garantido na próxima Champions, o Bologna fez frente à Juventus, que acumulou erros ao longo da temporada e agora sonha com Thiago Motta

Nesta segunda-feira (20), o Bologna empatou com Juventus por 3 a 3, no Estádio Dall’Ara, pela 37ª rodada da Serie A. Por mais que ambos já estivessem classificados à próxima Champions League, o Rossoblù ficou na 3ª posição do campeonato com 68 pontos, empatados com a Velha Senhora, que fecha o G-4. Apesar do placar, é preciso elogiar a qualidade de Thiago Motta.

Com um trabalho bem estabelecido e uma identidade única, o técnico ítalo-brasileiro fez o que parecia impossível: levar o Bologna a principal competição da Uefa, algo inédito em sua história. Já a Juventus viveu um 2023/24 para se esquecer: uma campanha pífia na Serie A, cujo sonho do scudetto foi destruído com a queda de rendimento no segundo semestre. Se não fosse a conquista da Copa da Itália, os Bianconeri teriam passado a temporada em branco.

O retorno de Massimiliano Allegri não saiu como esperado, e as polêmicas extracampo fizeram a Juventus demitir o treinador antes do término do campeonato. Curiosamente, o favorito para assumir o cargo é Thiago Motta, que possibilitou ao Bologna a chance de disputar a Liga dos Campeões. Resta saber se ele está disposto a trocar sua segurança no Rossoblú pela instabilidade do gigante italiano.

Como foi Bologna x Juventus pela Serie A

Desde o primeiro minuto, o Bologna dominou as principais ações da partida, enquanto a Juventus parecia não ter entrado em campo. O começo do 1º tempo foi marcado pela pressão do Rossoblù na saída de bola da Velha Senhora, que deu brecha para a primeira grande chance de gol em um chute dentro da grande área. Literalmente no lance seguinte, o placar foi aberto.

Após sobra de um escanteio, Calafiori mandou para o fundo da rede praticamente dentro da pequena área. Mesmo com a vantagem, o Bologna seguiu amassando a Juventus, que estava em um ritmo muito abaixo do que a partida exigia. Não à toa, o Rossoblù chegou ao segundo gol após um belo cruzamento de Urbanski, que encontrou Castro dentro da área para vencer a marcação dos Bianconeri.

E o Bologna chegou a balançar as redes pela terceira vez antes dos 15 minutos da etapa inicial, porém, a arbitragem assinalou o impedimento. A Juventus era uma presa fácil, pois não conseguiu fazer a transição ofensiva através da troca de passes, e tampouco fechava suas linhas para sobreviver à blitz do Rossoblù. A Juve acabou indo para o intervalo praticamente sem nada criar.

Um acorda, o outro dorme

Justiça seja feita, a Juventus até voltou melhor para o 2º tempo, passando a buscar o ataque com mais afinco na tentativa de arrancar um empate. Só que o Bologna não diminuiu seu foco no jogo. A Velha Senhora superou a preguiça, mas voltou a bobear lá atrás e entregou a bola para Castro, que entregou o presente para Castro. Ele então passou para Calafiori, que deu uma cavadinha no goleiro para marcar mais um gol para o Rossoblù.

Dali para frente, o Bologna baixou demais sua intensidade, mas viu a Juventus tropeçar em seus próprios erros. Os Bianconeri até conseguiram descontar após uma roubada de bola de Chiesa na defesa do Rossoblù. Dentro da área, ele não perdoou. Depois, Milik acertou um chutaço em cobrança de falta na entrada da área. E o que parecia improvável, acabou acontecendo.

Na sequência, Yildiz viu o Bologna cochilar em seu próprio campo e balançou as redes para garantir mais um pontinho para a Juventus na Serie A.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Jornalista formado pela Unesp, com passagens por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia. Na Trivela, é redator de futebol nacional e internacional.
Botão Voltar ao topo