Copa da Itália

Juventus destrói sonho da Atalanta e salva temporada com título da Copa da Itália

Patinando na temporada, a Juventus fez o jogo da vida na final da Copa da Itália, superando uma valente Atalanta

Nesta quarta-feira (15), a Juventus venceu a Atalanta por 1 a 0, no Estádio Olímpico de Roma, e conquistou o título da Copa da Itália. Após uma temporada decepcionante, os Bianconeri podem se orgulhar com o 15º título do torneio. Já La Dea bateu na trave mais uma vez, com outro vice em sua história. Agora, resta a decisão da Liga Europa, contra o Bayer Leverkusen – que ainda não perdeu em 2023/24 -, na próxima quarta-feira (22), na Dublin Arena.

E se teve uma coisa que não faltou na decisão da Coppa Italia, foi emoção. A Atalanta praticou seu futebol ofensivo, marca registrada de Gian Piero Gasperini. A Juventus apostou em sua boa defesa, uma especialidade de Massimiliano Allegri. Por mais que La Dea tenha lutado bravamente, foi a Juve que ficou no lugar mais alto do pódio – muito graças a Vlahovic e sua boa marcação.

Com sua hegemonia na Copa da Itália, a Juventus salvou sua temporada pífia, que começou promissora, brigando pelo título da Serie A. Só que tudo desandou na metade final de 2023/24, com um tímido 4º lugar. A Atalanta não conseguiu revidar a finalíssima de 2020/21, quando a Velha Senhora também foi campeã. Com apenas uma taça em toda sua história, La Dea espera ser mais feliz na Europa League.

Como foi Juventus x Atalanta pela final da Copa da Itália?

Em busca de entrar para a história, a Atalanta não renunciou aos seus princípios: tentou controlar a posse e, quando estava sem a bola, partia para uma marcação no campo da Juventus. Entretanto, quem acabou abrindo o placar foram os Bianconeri, que provaram que, por mais que não vivem um bom momento, continuam gigantes no futebol italiano. E o próprio gol contra La Dea prova isso.

Em uma rápida troca de passes no meio, Cambiasso enfiou um bolão para Vlahovic, que se desgarrou bem da defesa da Atalanta e partiu em disparada em direção à grande área. Mesmo pressionado pelo defensor adversário, o centroavante da Juventus mostrou muita habilidade e jogo de corpo para jogar a bola no fundo da rede. Dali para frente, La Dea continuou impondo seu jogo contra a Juve.

A Atalanta não se apavorou com a desvantagem parcial na final da Copa da Itália e seguiu povoando seu campo de ataque. O problema é que a Juventus deu uma aula de como montar uma verdadeira parede na frente de seu gol. Isso ajuda e explicar porque La Dea praticamente não teve nenhuma chance de perigo. A Velha Senhora, por sua vez, jogou com bastante experiência para ir para os vestiários com tranquilidade.

Haja coração

Para o 2º tempo, a dinâmica foi um pouco diferente. Precisando do resultado, a Atalanta passou a fazer aquilo que pecou na primeira metade da final da Coppa Italia: arriscar finalizações. Foi nesse momento que a Juventus começou a levar alguns sustos lá atrás, com finalizações de fora da área e cruzamentos com cabeceios telegrafados. La Dea passou a encontrar os espaços deixados pelos Bianconeri.

A Atalanta passou a bombardear a marcação da Juventus, que apostava em transições ofensivas rápidas para tentar matar a partida. Tanto que esse foi o roteiro de mais um gol de Vlahovic, que recebeu um belo cruzamento de Cambiasso para cabecear para o fundo da rede. Contudo, para o alívio de La Dea, o atacante da Juve estava impedido na hora do passe, cuja anulação deixou a final da Copa da Itália mais aberta do que nunca.

Na esperança do empate, a Atalanta partiu para o tudo ou nada, e a Juventus passou a brincar com a sorte. Primeiro Lookman acertou a trave em um belo chute da entrada da área. Na sequência, foi a vez de Meretti mandar uma bomba no travessão como resposta. Só que não dava tempo para mais nada. A Velha Senhora papou mais um título, enquanto La Dea amargou mais um vice.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo