Copa da Itália

Na Copa da Itália, Atalanta desafia Juventus em primeira chance de título na temporada

Sob o comando de Gasperini, a Atalanta tem tudo para fazer história diante da Juventus e coroar uma temporada mágica

Imagine a seguinte situação: você torce para um time que conquistou apenas um título em 116 anos de história. Nesta temporada, seu clube do coração tem a chance de levantar dois troféus, sendo um deles inédito. Uma realidade para deixar qualquer fã em êxtase, certo? Bom, essa é a situação da Atalanta, que desafia uma Juventus capenga na primeira chance de ser campeã na temporada.

Nesta quarta-feira (15), La Dea enfrenta os Bianconeri no Estádio Olímpico de Roma, pela final da Copa da Itália. Sete dias depois, a Atalanta tem a grande decisão da Liga Europa contra o Bayer Leverkusen, na Dublin Arena. De um lado, Gian Piero Gasperini precisa superar a toda poderosa Juventus, maior campeã do torneio. Do outro, terá que fazer aquilo que ninguém fez na temporada: vencer os Werkself, que estão invictos em 2023/24.

Desafios de peso para a Atalanta, que foi campeã pela primeira e última vez em 1963, ano da conquista da Coppa Italia. Só que La Dea tem motivos suficientes para acreditar no doblete. O trabalho do técnico italiano é longo e de qualidade. Já a Juve faz uma temporada horrível, e vê a grande decisão como a chance de evitar uma decepção generalizada. Essa é a opinião do jornalista Leonardo Bertozzi:

– O título seria uma coroação ao grande trabalho do Atalanta. Um trabalho brilhante do técnico Gian Piero Gasperini, que transformou um time provinciano em uma equipe frequentemente capaz de participar de competições europeias. Agora, está na sua primeira final continental também, a Liga Europa, e a sensação é que um troféu seria uma coroação desse processo. Um time que já se refez, teve reformulações, mas não deixou de ser competitivo.

Atalanta pode colher seus frutos através dos títulos

Ao longo dos anos, a Atalanta foi rebaixada 11 vezes para a Serie B no atual formato do campeonato, que se iniciou em 1929/30. A partir de 2011/12, La Dea se consolidou na elite do futebol italiano. Só que o ponto de virada veio com Gasperini, que foi contratado em 2016. De lá para cá, o treinador mudou a equipe de patamar, tanto que passou a frequentar competições europeias com mais regularidade.

Com o italiano, a Atalanta nunca mais ficou abaixo do 8º lugar na Serie A, incluindo três temporadas seguidas (entre 2018/19 a 2020/21) na 3ª posição do campeonato. Antes desta temporada, La Dea chegou à final da Copa da Itália outras duas vezes com Gian Piero Gasperini: 2019 e 2021. Antes do técnico, foram apenas dois vices na competição: 1987 e 1996.

Após jogar a Champions League três vezes nos últimos anos, a Atalanta tem apenas um desejo para coroar seu sucesso recente: ser campeã. E tudo indica que a fila será encerrada contra a Juventus, que chegou a brigar pelo scudetto no 1º turno, mas caiu (e muito) de rendimento na metade final do campeonato. Massimiliano Allegri sabe que a Coppa Italia seria o mínimo para evitar um fim de 2023/24 ridículo para a Velha Senhora:

-A Juventus está em um outro caminho. Fez uma temporada decepcionante. No começo do ano estava na briga pelo título italiano, mas desandou no segundo turno. Fez 15 pontos nos últimos 15 jogos. No fim de semana, empatou com a Salernitana, que já está rebaixada. A sensação é que o título seria para salvar a temporada, finalizou Bertozzi.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo