Liga Europa

Feliz, mas pé no chão: Gasperini pede foco e atenção para Atalanta na Liga Europa

Após classificação histórica contra o Liverpool, Atalanta visita o Olympique de Marseille, pelo jogo de ida da semifinal

Sensação do futebol italiano nas últimas temporadas, a Atalanta quer alçar voos mais altos e mira o título da Liga Europa 2023/24. Após eliminar o Liverpool, com direito a um 3 a 0 incontestável em Anfield, o clube de Bérgamo terá pela frente o Olympique de Marseille na semifinal continental. O jogo de ida está marcado para às 16h (horário de Brasília) desta quinta-feira (2), no Vélodrome. Gian Piero Gasperini, técnico da equipe nerazzurri, não quer saber de clima ‘oba-oba’. Durante entrevista coletiva, o experiente treinador de 66 anos pediu atenção máxima de seus comandados e ressaltou a importância dos primeiros 90 minutos do confronto eliminatório.

— O jogo de amanhã exige coragem e qualidade, porque ser favorito depois de eliminar o Liverpool significa pouco. Temos mais credibilidade após vencer o favorito, mas o que conta é a forma como jogamos em campo. A nossa temporada até agora tem sido extraordinária e merecemos disputar as semifinais, assim como o Marseille merece. A primeira partida é mais importante do que a segunda em Bérgamo.

A histórica classificação diante do Liverpool motivou a torcida da Atalanta. Nesta quinta-feira (2), mais de 2.700 adeptos do time de Bérgamo são esperados na arquibancada visitante do Vélodrome. Gasperini, apesar do discurso ‘pés no chão’, não escondeu a alegria com o momento vivido pelo clube e a alegria dos torcedores.

— Estaremos em um estádio lindo e com um público apaixonado. Para nós, é um orgulho trazer tantos torcedores para cá depois do sucesso em Anfield. O Marselha é uma equipe importante. Apesar de ter mudado muitos treinadores, Gasset deu-lhes uma identidade, faz um excelente trabalho.

A temporada da Atalanta merece muitos elogios

Líder isolada do Grupo D da Liga Europa, com 14 pontos ganhos, a Atalanta faz campanha de destaque no segundo torneio mais importante da Uefa. Antes de eliminar o Liverpool com autoridade, a equipe de Gasperini passou pelo bom time do Sporting, atual líder do Campeonato Português. Após empate por 1 a 1 em solo lusitano, os italianos fizeram valer o mando de campo e venceram em Bérgamo, por 2 a 1.

Na Copa da Itália, a Atalanta é finalista. O clube despachou Sassuolo (oitavas de final), Milan (quartas de final) e Fiorentina (semifinal), e agora encara a Juventus na grande decisão. A bola rola dia 15 de maio, no Estádio Olímpico de Roma, e a equipe nerazzurri busca o segundo título de sua história no mata-mata nacional.

Forte nas copas (Copa Itália e Liga Europa), a Atalanta deixou um pouco a desejar na Série A 2023/24, embora sua campanha na competição de pontos corridos esteja longe de ser ruim. Com 57 pontos conquistados, o time de Gasperini ocupa a quinta colocação do certame. Em 33 rodadas disputadas até então, a equipe obteve 17 vitórias, seis empates, e amargou 10 derrotas. São 61 gols marcados e 37 sofridos.

Próximos jogos da Atalanta

  • Olympique Marseille x Atalanta — Liga Europa — 02/05
  • Salernitana x Atalanta — Série A — 06/05
  • Atalanta x Olympique Marseille — Série A — 09/05
  • Atalanta x Roma — Série A — 12/05
  • Atalanta x Juventus — Copa da Itália — 15/05

E o Marseille? Como chega para semifinal?

Diferente da Atalanta, que manteve a regularidade ao longo da temporada, o Olympique de Marseille enxerga a Liga Europa como a única oportunidade de êxito em 2023/24. Sétimo colocado da Ligue 1, com apenas 44 pontos conquistados e 11 vitórias em 31 rodadas, o time comandado por Jean-Louis Gasset caiu precocemente na Copa da França. Gattuso ainda dirigia a equipe, quando o Marseille foi eliminado pelo Rennes, nos pênaltis, na segunda rodada do torneio.

A esperança, como citado, é a Liga Europa. Segundo colocado do Grupo B, o Marseille eliminou Shakhtar Donetsk (playoff), Villarreal (oitavas de final) e Benfica (quartas de final) antes de chegar na fase semifinal.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo