Itália
Tendência

Lukaku retorna à Inter por empréstimo com o imenso desafio de voltar ao nível de quando saiu

Um ano após a saída para o Chelsea, Lukaku está de volta à Inter, desta vez por empréstimo, para buscar voltar ao nível que o tornou um dos melhores do mundo na posição

Após uma longa negociação, Romelu Lukaku está de volta à Internazionale por empréstimo de uma temporada. O clube confirmou nesta quarta-feira o retorno do belga, que fez sucesso com a camisa nerazzurri de 2019 a 2021, quando foi vendido ao Chelsea. O ano ruim com a camisa dos Blues e o relacionamento conturbado na Inglaterra permitiram o retorno do atacante ao clube que se destacou na Itália. O desafio, porém, será grande. Repetir o excelente desempenho é algo que não é simples, até porque o clube mudou desde a sua saída.

Aos 29 anos, Lukaku chega por empréstimo de uma temporada por um valor de € 8 milhões, além de metas por desempenho, sem opção de compra estabelecida em contrato. O jogador aceitou uma redução de 35% do seu salário para retornar ao clube. Contratado em 2019 a pedido de Antonio Conte, chegou custando caro, € 74 milhões, mas entregou tudo que se esperava dele. Foi um artilheiro provado e formou uma parceria muito exaltada com Lautaro Martínez.

Lukaku deixou a Inter como campeão italiano, artilheiro da equipe e foi valorizado ao Chelsea, um clube pelo qual tinha carinho especial desde jovem. Ele voltou ao clube pelo qual já tinha passado por € 115 milhões com o sonho de repetir o ídolo Didier Drogba, mas o que se viu em campo passou longe disso.

A temporada de retorno de Lukaku ao Chelsea começou bem, mas terminou com 44 jogos disputados, com 29 deles como titular, e 15 gols marcados. Ao longo da temporada, perdeu espaço e se tornou um reserva do clube. O técnico Thomas Tuchel preferiu colocar Kai Havertz como o atacante centralizado do time, preterindo na maioria das vezes tanto de Lukaku quanto de Timo Werner.

Um dos pontos mais complicados da sua passagem foi uma entrevista concedida em dezembro de 2021, quando critica a falta de minutos em campo, pede desculpas aos torcedores da Inter e se diz arrependido por ter deixado o clube da forma como fez, além de dizer que voltaria um dia. A forma como Lukaku se expressou, e o momento que escolheu fazer isso, deixou o técnico Thomas Tuchel insatisfeito. Dali em diante, o relacionamento dos dois não foi mais o mesmo – e já não era dos melhores.

Com a troca de dono no Chelsea, houve um entendimento entre o técnico Tuchel e o novo dono, Todd Boehly, que a saída de Lukaku por empréstimo era a melhor saída para o momento. Na Inter, Lukaku pode voltar a se valorizar para tentar uma nova venda ao final da próxima temporada. É sabido, porém, que dificilmente o clube terá condições de recuperar o investimento feito para tirá-lo da Inter.

O desafio é fazer com que o retorno à Internazionale seja melhor do que foi o do Chelsea. Com a camisa dos nerazzurri, Lukaku foi um sucesso absoluto: foram 95 jogos, com 64 gols marcados e a conquista do scudetto na segunda das duas temporadas pelo clube. Nas duas temporadas, marcou ao menos 30 gols: foram 34 em 2019/20 e 30 em 2020/21, contando todas as competições. No ano do título italiano, 2020/21, ele conseguiu um duplo-duplo de 24 gols e 11 assistências. Nenhum jogador conseguiu um duplo-duplo na Serie A desde 2003.

Quando deixou a Inter, o clube buscou a reposição no mercado interno com a contratação de Edin Dzeko. O bósnio, de 36 anos, fez uma boa primeira temporada pelo clube, com 49 jogos e 17 gols, além de 10 assistências. Na Serie A, foram 36 jogos, 13 gols e sete assistências. Ele tem contrato até o final da próxima temporada, em junho de 2023.

Confira um vídeo com os melhores momentos de Lukaku com a camisa da Inter:

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo