AlemanhaItália

Albertosi, goleiro da Itália na Copa de 1970: “Müller era simplesmente invencível na área”

Personagem de um dos maiores jogos da história das Copas, a vitória da Itália por 4 a 3 sobre a Alemanha na Copa de 1970, Albertosi conta como era difícil enfrentar Müller

Um dos maiores jogos da história das Copas aconteceu em 1970. A semifinal entre Alemanha e Itália foi cheia de gols, com dois times históricos batalhando por um lugar na final. A Itália venceu por 4 a 3, garantindo um lugar na decisão que seria contra o Brasil. Uma das estrelas daquele jogo foi Gerd Müller, que morreu no último domingo, aos 75 anos. O goleiro da Itália naquele jogo, Enrico Albertosi, comentou sobre o atacante alemão e a sua incrível capacidade de marcar gols.

LEIA MAIS: Os 50 anos da Copa de 70: A lista completa de textos da nossa série especial sobre o tri

A Itália fez o primeiro gol com Roberto Boninsegna, aos oito minutos. Aos 45 minutos do segundo tempo, Karl-Heinz Schenellinger empatou para os alemães e levou o jogo à prorrogação. Foi lá que Gerd Müller brilhou. Logo a quatro minutos do tempo extra, ele marcou 2 a 1/ tarcisio Burnich empatou para a Itália aos oito e Luigi Riva virou para 3 a 2 para a Itália aos 14 minutos. Só que Müller empatou novamente aos cinco minutos do segundo tempo da prorrogação. Aos seis, Gianni Rivera marcou o gol da classificação italiana: 4 a 3. Um jogo cardíaco.

“Seus dois gols realmente nos colocaram em um ponto de crise. Estávamos liderando o tempo todo, então Schnellinger nos forçou à prorrogação e os dois gols de Müller nos fizeram temer o pior. Felizmente, fomos capazes de reagir de um modo incrível com Gianni Rivera e vencemos por 4 a 3”, disse o ex-goleiro em entrevista à Gazzetta dello Sport.

“Müller era uma fera. Ele não deixava nada passar dentro da área, você não podia cometer o menor erro que ele sempre estava pronto para colocar para dentro. Ele não era muito alto e na verdade era até atarracado para um centroavante, mas era simplesmente imbatível na área”, continuou Albertosi. “Aquele jogo será sempre especial e nos enche de orgulho, mas uma coisa é certa: aquela partida não teria sido tão maravilhosa sem Gerd Müller”.

Albertosi tem 81 anos e teve uma carreira de sucesso jogando por Fiorentina, Cagliari, Milan e Elpidiense. Defendeu a seleção italiana de 1961 a 1974, em 34 jogos. Foi campeão da Euro em 1968 pela seleção italiana. Por clubes, conquistou a Serie A pelo Cagliari, em 1969/70, além de ter ganhado também pelo Milan, em 1978/79.

LEIA TAMBÉM:
A história do goleador Gerd Müller em 13 links
Raio-X da história: Como Gerd Müller construiu o recorde em 71/72, suas marcas lendárias e a comparação com Lewa
Gerd Müller: e se a lenda alemã tivesse trocado o Bayern pelo Barcelona?

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo