Inglaterra

Ten Hag: “Cristiano Ronaldo não está à venda, ele está nos nossos planos”

Técnico do Manchester United é categórico em dizer que o português não está à venda, apesar das notícias que indicam que ele quer deixar o clube

O assunto Cristiano Ronaldo no Manchester United ainda deve render até o final da janela. Ele ficou fora da pré-temporada alegando problema pessoal, mas a informação é que ele pediu para deixar o clube, caso haja uma boa proposta. Falamos sobre como pode ser melhor para o clube deixar o português sair, mas o técnico Erik Ten Hag, recém-chegado, tratou de fazer o trabalho dele: disse que conta com o camisa 7 e que ele não está à venda.

O técnico contou que não conversou com Ronaldo depois de surgir a revelação que o jogador quer deixar o clube. O português não viajou com o clube para a Tailândia para o início da pré-temporada. “Sua ausência é por um problema pessoal. Ele não está conosco por questões pessoais”, disse Ten Hag.

“Estamos planejando com Cristiano Ronaldo para a temporada e é isso, estou ansioso para trabalhar com ele. Li sobre isso [o desejo dele sair], mas o que digo é que Cristiano não está à venda, ele está nos nossos planos e queremos ter sucesso juntos”, continuou o treinador.

“Falei com ele antes dessa questão de não poder vir para a pré-temporada, conversei com ele e tivemos uma boa conversa. Isso é entre Cristiano e eu, o que posso confirmar é que tivemos uma boa conversa juntos. Tive uma boa conversa com ele”.

Ten Hag comentou também sobre Harry Maguire e confirmou que o zagueiro seguirá como capitão do time. Houve muito questionamento não só sobre as atuações do jogador, mas também sobre a sua liderança. “Tenho que conhecer todos os jogadores, ele tem sido capitão por anos, ele atingiu muito sucesso, então não tenho dúvidas sobre essa questão”.

O treinador também comentou sobre a primeira contratação feita no clube, o lateral esquerdo Tyrell Malacia, que chegou do Feyenoord por € 15 milhões (£ 12,9 milhões). Com 22 anos e quatro anos de contrato, parece uma aposta de Ten Hag, ainda mais porque o clube já tem dois laterais esquerdos, o brasileiro Alex Telles e o inglês Luke Shaw. “Ele é um perfil do lateral moderno, defende bem, difícil de ser batido e tem uma ótima contribuição ofensiva. É por isso [que contratamos]”, disse.

O Manchester United ainda negocia outras contratações, como o meia Christian Eriksen, em negociações avançadas depois do fim do seu contrato com o Brentford, além de Frenkie De Jong, do Barcelona, e o zagueiro Lisandro Martínez, do Ajax. A demora na negociação tem irritado torcedores, mas o treinador mostrou bastante tranquilidade em relação aos movimentos do clube no mercado.

“Queremos contratar os jogadores certos. Temos um elenco muito bom, estamos trabalhando para desenvolver nosso modo de jogar e a oportunidade está aqui e iremos aproveitar”, afirmou. “Não queremos apenas novos jogadores, queremos os novos jogadores certos, temos um bom elenco, ele tem muito potencial, apenas quando nós acharmos que é uma melhora no elenco é que nós contrataremos”.

“Na minha primeira coletiva de imprensa eu disse que definitivamente estamos procurando por jogadores no meio-campo, temos e precisamos de jogadores ofensivos, ainda estamos procurando por jogadores. Será uma longa temporada, mas uma temporada que é bem incomum por causa da Copa do Mundo [que será disputado em novembro e dezembro], então você precisa estar preparado para isso e precisamos de mais jogadores que em uma temporada normal”.

Quando perguntado sobre os jogadores que o Manchester United está buscando, o treinador desconversou. “Nunca falo sobre jogadores que não estão sob contrato com o Manchester United, jogadores de clubes diferentes. Então não posso falar nada sobre essa questão”.

Ten Hag comentou ainda sobre Marcus Rashford e Anthony Martial, que tiveram temporada ruins – o primeiro no United, o segundo emprestado ao Sevilla. “Nós trabalhamos por duas semanas, eles estão se encaixando bem juntos e temos que encontrar o que é melhor. O que sei e vejo é que eles têm um impacto no adversário e podem causar problemas aos adversários”.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo